terça-feira, 13 de outubro de 2020

Quarta Queer divulga nova programação sobre “Política, Eleições, Instituições”

Loading

Como pensar a política, a linguagem, a arte e as instituições democráticas nos tempos em que vivemos? A Quarta Queer, mostra permanente de artes idealizada pela Plataforma Beijo e pelo grupo de teatro Cia Luna Lunera, está com mais uma edição na internet. A estreia aconteceu na última quarta-feira, 7 de outubro, e segue até  o 11 de novembro, o evento volta com uma programação que celebra a diversidade das candidaturas políticas cuíres em diálogo com a comunidade e o cenário brasileiro atual. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!  

Nova edição online traz como tema “Política, Eleições, Instituições” e reúne artistas, políticas e ativistas LGBTCIA+ em conversas e trocas com o público. Nesta 6ª temporada, nomeada Quarta Kuir Politika, as artistes da Plataforma Beijo e da Cia Luna Lunera convidam diferentes candidates a vereadores de Belo Horizonte (Ed Marte, Bella Gonçalves, Makota Cássia Kidoiale, Du Pente e Jonatas Aredes) para o debate, criando um espaço de diálogo e de escuta que é ferramenta de expressão poderosa e essencial para a construção de narrativas que criam novos imaginários nos espaços da estética e da política.

Com curadoria de Cláudio e Igor, os encontros da Quarta Kuir Politika têm o objetivo de ampliar a visibilidade da arte e da política produzidas por pessoas LGBTCIA+. Essa edição também conta mais uma vez com a construção da Crítica Cuir, com publicações de textos críticos semanais a partir das conversas. 

Serviço - Programação 

Todas as quartas de 14/10 a 11/11 sempre às 20h

14/10 - 2ª sessão com Ed Marte 

21/10 - 3ª sessão com Bella Gonçalves

28/10 - 4ª sessão com Makota Cássia Kidoiale 

04/11 - 5ª sessão com Du Pente 

11/11 - 6ª sessão com Jonatas Aredes 

Toda a programação é gratuita e acontece durante as quarta-feiras, através do Instagram da @quartaqueer

Sobre Quarta Queer 

Com edições realizadas de junho a setembro de 2018 no Teatro Francisco Nunes, a Quarta Queer surgiu como uma desdobramento do processo de criação do espetáculo “Projeto Maravilhas”, com objetivo de superar práticas recorrentes de esquecimento e silenciamento de saberes culturais de pessoas LGBTCIA+. Sujeites que não comportam e compartilham da heterossexualidade dominante são impedidos historicamente de produzirem produzirem memória coletiva e social. As lésbicas, gays, bissexuais, as travestis, trans, intersexos, não binários e uma multidão cuír produzem significados coletivos de forma a exercerem o direito de construir publicamente uma memória coletiva de sua existência, para romper o silêncio e o local clandestino de suas vidas. Nesta perspectiva, a Quarta Queer busca hoje ativar as memórias LGBTQIA+ em tempos de pandemia e teve sua 5ª temporada nos meses de julho e agosto pela internet. O evento é uma parceria da Plataforma Beijo com a Cia Luna Lunera.

Ver essa foto no Instagram

@freddamorim @bremmerguimaraes

Uma publicação compartilhada por Quarta Queer (@quartaqueer) em

 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!