sábado, 24 de outubro de 2020

Nada inspirador: faleceu Jane Di Castro

Loading

Uma notícia nada inspriadora, mas um dos ícones da história de artistas travestis do Brasil faleceu: Jane Di Castro. Ela morreu no Rio de Janeiro, aos 73 anos, em decorrência de complicações de um câncer na última sexta-feira. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!  

Jane está no documentário "Divinas Divas", de 2017, dirigido pela atriz Leandra Leal. O documentário abordou um pouco da trajetória de artistas travestis pioneiras no Brasil, incluindo aí Jane Di Castro. 

Em 2019, Jane foi homenageada no clipe "Só o Amor" da Preta Gil em parceria com Gloria Groove e considerado um "um manifesto musical" em homenagem às mulheres transexuais do Brasil. 

Aos saudosos, em novembro será lançado no Telecine o filme "De Perto Ela Não é Normal", que tem Jane Di Castro no elenco. 

Dentre os famosos que lamentaram a morte de Jane está Miguel Falabella e Leandra Leal, que se manifestaram nas redes sociais: 

"Querida Jane, você vai fazer muita falta. Vou guardar comigo sua alegria, seu comprometimento e sua coragem de ser quem você resolveu ser, quando direitos civis eram inexistentes." - Miguel Falabella 

"Minha amada Jane di Castro era maravilhosa, cantora, atriz, produtora, síndica, talentosa, disciplinada, teimosa e cheia de vida. Ela viveu a altura do seu sonho, o que exige coragem e força." - Leandra Leal 

 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!