sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Moradora de BH pode pagar 50 mil reais por comentário homofóbico

Loading

Uma mulher de Belo Horizonte, moradora da região centro-sul da capital, é alvo de uma ação do MPF (Ministério Público Federal) por ter feito um tweet que incita a morte de homossexuais. O MPF pede que ela seja condenada a pagar indenização de R$ 50 mil.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Segundo matéria do Portal BHAZ tal mulher, cuja identidade é mantida em sigilo, fez uma interação pelo twitter sobre a morte de homossexuais e teria escrito que a escopeta dela já estava preparada (para matar homossexuais) e, ainda, adicionado emojis de risada em tom de deboche.

Além do valor em dinheiro, o MPF pede que seja feita uma retratação de modo público no Twitter em relação ao comentário homofóbico.

Ainda de acordo com a reportagem, o comentário foi feito durante as últimas eleições presidenciais do Brasil, em 2018, e tal mulher se mostrou apoiadora do então presidente que sempre se expressou de maneira LGBTfóbica o que, de alguma forma, acabou encorajando seu eleitorado a fazer o mesmo. Neste caso, tal comentário, ou tweet, ganhou muita visibilidade porque acabou sendo reproduzido em diversos veículos de imprensa.

Um trecho da ação civil pública diz que “a conduta da demandada não se restringiu ao mero desferimento de ofensas à honra de um grupo social, tendo incorrido em verdadeira incitação à violência”.

No momento, a ação e possíveis repercussões criminais contra esta mulher estão sob análise do  Ministério Público do Estado de Minas Gerais. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter