domingo, 28 de junho de 2020

Saiba o motivo de 28 de junho ser o Dia Mundial do Orgulho LGBTQ+

Loading


Hoje, 28 de junho, é considerado o Dia Mundial do Orgulho LGBTQ+. E se você não sabe o motivo, o MUZA lhe explica, com TODO ORGULHO:

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter 

Na década de 60 existia um bar em Nova York, chamado Stonewall, que era freqüentado por gays, lésbicas, bissexuais, simpatizantes e transgêneros. Tudo ia bem no local, com exceção das constantes revistas ou visitas repressivas que a polícia local fazia no bar.

Até que no dia 28 de junho de 1969, cansados da repressão policial, os frequentadores do Stonewall iniciaram uma verdadeira rebelião contra esses atos de intimidação da polícia, que durou dias e ficou conhecida como “A Rebelião de Stonewall”. É bom observar que os confrontos aconteceram antes dessa data, em menor proporção, mas neste dia foi mais intenso.

A rebelião culminou em uma marcha ocorrida no dia 1º de julho de 1970, em lembrança do aniversário do motim, se tornando assim a percussora das Paradas do Orgulho Gay, que hoje são realizadas em várias partes do mundo. 


Desta forma, A Rebelião de Stonewall se tornou um marco por ter sido a primeira vez que um grande número de LGBTs se juntaram para resistir aos maus tratos e preconceitos que viviam.

Filmes e documentários

A “Rebelião de Stonewall” já virou filme em 1995: “Stonewall”, dirigido por Nigel Flinch. Também dois documentários: “Before Stonewall: the making of a gay and lesbian community” (Antes de Stonewall: o fazer da comunidade gay e lésbica), de 1984, dirigido por John Scagliotti e Greta Schiller. O outro documentário foi lançado em 1999, chamado “After Stonewall” (Depois de Stonewall), dirigido por John Scagliotti.


Abaixo os trailers de “Stonewall”, “Before Stonewall” e "After Stonewall" respectivamente.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter