segunda-feira, 13 de abril de 2020

3 motivos que fazem "Blond Ambition" da Madonna a Maior Turnê Pop da História

Loading

Há exatamente 30 anos, sim há 3 décadas, Madonna iniciava a sua turnê Blond Ambition, que se tornou não apenas uma turnê icônica para sua carreira, mas para a história da música pop. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter

Abaixo, o Muza aqui destaca 3 motivos que explicam esse marco histórico na música pop, mas mais motivos não faltam. Vida longa à Rainha do Pop!

Referência 

De Beyoncé a Ariana Grande, de Lady Gaga a Taylor Swift. Se hoje as artistas pop fazem seus shows em estádios ou arenas com uma estrutura de blocos temáticos, com interlude, reunindo elementos da música, do cinema, do ballet e do teatro... a origem e referência é a Blond Ambition da Madonna. Foi ali, pela primeira vez, que um show de "música pop" mostrou que era possível combinar todos esses elementos e de maneira conceitual, coesa e bem feita. Resultado? Aclamação.

Moda 

Figurino sempre foi importante para espetáculos em geral, mas aliar a moda, o it fashion aos espetáculos pop, também surgiu ali. De uma maneira tão importante ou até mais que outros elementos cênicos. Afinal, quando se fala em Blond Ambtion da Madonna automaticamente se pensa em seu corpete cônico. O designer francês Jean Paul Gaultier foi o responsável por essa obra prima no corpo da Madonna e também por todo o figurino. Estava celada ali a união da música pop e a moda para a massa ou o público mainstream em um grande espetáculo itinerante. 

Ousadia 

Ousadia é quase sinônimo de Madonna, afinal, a Rainha do Pop sabe o que é polêmica desde o início da carreira, lá nos anos 80. Vale lembrar, que a turnê Blond Ambition é do início dos anos 90. Que tal diante de uma multidão gerar incômodo e reflexão? Que tal dar destaque aos seus dançarinos gays? Que tal simular uma masturbação no palco? Que tal no ápice dessa "masturbação" evocar a palavra "Deus" (God em inglês)? Sim, Madonna fez tudo isso nos palcos dessa turnê. Mensagem, conteúdo, controvérsia, polêmica, religão, sexo... Bitch, She´s Madonna. Resultado de tudo isso? Madonna foi quase presa no Canadá e o Papa na época pediu aos fiéis para boicotarem a turnê considerada por ele “um dos shows mais satânicos da história da humanidade”.

Bônus: "o combo".

Não basta só fazer o show, que tal gravar esse registro ao vivo e depois comercializar no formato áudio e vídeo? Aliás, que tal aproveitar a turnê e fazer um documentário no melhor estilo reallity show, termo que nem existia até então? Que tal fazer esse "combo"? Foi isso que Madonna fez também. Após o fim da turnê ela lançou o documetário "True Or Dare", no Brasil ficou conhecido como "Na Cama Com Madonna". O documentário, com direito a estreia no Festival de Cannes, mostrou pela primeira vez os bastidores de um grande show e a vida "por trás" das câmeras de uma super estrela. A turnê em si ainda foi lançada em Laserdisc, formato moderno na época e hoje uma raridade, e ainda ganhou um Grammy de "Best Long Form Music Video" (algo como Melhor Registro Longo de Música). Infelizmente, não há um lançamento atualizado de registro da Blond Ambition, o Show, apenas vídeo não oficiais na internet. Abaixo, uma performance de "Vogue" da Blond Ambition divulgada no canal oficial da Madonna no YouTube para celebrar os 30 anos de lançamento da canção.  

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter