segunda-feira, 2 de março de 2020

Reportagem do Fantástico sobre mulheres trans na cadeia repercute na internet

Loading

O Fantástico, programa de domingo da Rede Globo, exibiu uma reportagem, conduzida pelo Dr. Dráuzio Varela, sobre a realidade de algumas mulheres transexuais no sistema carcerário do Brasil. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!  

A matéria está repercutindo bastante na internet e redes socais por mostra a vida de preconceito, abandono e violência que muitas mulheres transexuais enfrentam na cadeia. 

Dentre as histórias exibidas, uma está gerando mobilização: a detenta Suzy de Oliveira Santos, 30 anos, revelou na reportagem que há 8 anos não recebe uma visita. Internautas estão se mobilizando para enviar cartas para ela, que se encontra no Centro de Detenção Provisória II (ASP), localizado na Vila Leopoldina, em São Paulo. O endereço correto para enviar correspondência à Suzy de Oliveira Santos, de acordo com a SAP SP é: Rua Benedito Climérico de Santana, 600, Várzea do Palácio, CEP 07034080, Guarulhos/SP. Deve-se colocar o nome da Suzy de Oliveira Santos no envelope.

Segundo a reportagem, apenas em São Paulo existem 700 mulheres trans; a maioria tem idade entre 30 e 45 anos; e o crime mais cometido por elas é roubo (38,5) seguido de tráfico (34,6). Já os crimes relacionamos a homicídio chega a 7,7%. 

Você pode conferir a matéria completa clicando aqui (canal oficial do GloboPlay)

Na descrição do GloboPlay consta: "Há 30 anos o Dr. Dauzio Varella é médico voluntário em presídios. Domingo, ele mostra no Fantástico a vida das mulheres trans dentro das cadeias. Como elas conseguem ser respeitadas pelos homens? Como é a relação com outros presos e quais são as dificuldades que costumam enfrentar? Você vai ver neste domingo".

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!