sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Está acontecendo em BH o festival Verão Arte Contemporânea (VAC)

Loading

Acontece em Belo Horizonte, até o dia 11 de fevereiro, a 14ª edição do festival Verão Arte Contemporânea, o VAC. O evento está acontecendo desde 15 de janeiro.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter

Ao todo, o VAC possui 27 atividades em 16 espaços culturais da cidade, com artistas locais e nacionais; as atividades são com preços acessível ou entrada franca. São atrações nas áreas de arquitetura, artes visuais, cinema, dança, gastronomia, literatura, política, música e teatro. Todos os espetáculos do VAC são com entrada franca ou ingressos com preços acessíveis. 

Ione de Medeiros, diretora artística do VAC, conta que nesta edição de 2020 será ampliado o intercâmbio cultural com a França por meio do projeto "Portrait", em colaboração com o Centre National de La Danse (CN D). "Vamos fazer uma mostra de filmes de coreógrafos europeus da atualidade, que liberaram os direitos autorais para exibição no VAC deste ano. Outros dois importantes coreógrafos franceses, também liberaram os direitos autorais de seus filmes, uma retrospectiva de Jérôme Bel e um documentário sobre as obras mais recentes de Maguy Marin. O público vai entrar em contato com obras de renomados coreógrafos que se destacam pelo caráter inovador e a coerência de suas obras, pautados na pesquisa da dança", explica Ione.

Outro destaque deste ano é o lançamento do filme "O outro lado da Memória" do diretor baiano André Luiz Oliveira. "A Perspectiva dedicada ao cineasta será marcada pelo lançamento do mais recente trabalho dele. Também haverá um bate-papo com a presença do André Luiz mediado pela escritora Lucia Castelo Branco. Mais do que contemplar o belo, é importante falar sobre e ampliar o aprendizado", diz Jonnatha Horta Fortes, coordenador do VAC.

Também novidade desta edição, o VAC 2020 realiza pela primeira vez um projeto de residência artística em parceria com o 14º Festival de Verão UFMG e o Centro de Referência da Juventude (CRJ). Após oito encontros, a LAVA, mostra de resultados da residência de criação coreográfica com Thiago Granato, será apresentada no CRJ. O Palco Hip Hop mantém sua parceria com o Verão Arte, assim como a Feira Textura. Na área musical, serão lançados dois CD’s autorais. Na gastronomia, além do Jantar Secreto, o VAC 14 recebe o Almoço Secreto, descentralizando o projeto para o Centro Cultural Venda Nova. E, no teatro, destaque para a presença da linguagem cinematográfica integrada nas peças "Eclipse Solar" e "Tragédia", além do espetáculo "Glauco" que propõe reflexões sobre a invisibilidade de pessoas com deficiência visual e LGBTQI+. Este último já exido e divulgado aqui no Muza

Realizado e idealizado pelo Grupo Oficcina Multimédia (GOM), a edição 2020 do festival conta com a apresentação da Prefeitura de Belo Horizonte por meio da Secretaria Municipal de Cultura; patrocínio e apresentação do UniBH. O Verão Arte Contemporânea 2020 é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

Serviço
Verão Arte Contemporânea 2020 (VAC 2020)
Data: de 15 de janeiro a 11 de fevereiro
Locais e ingresso: clique aqui -  Consultar valores. Há atividades com entrada franca, mediante retirada de ingressos 30 minutos ou uma hora antes do evento ou sessão.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Incentivo: Lei Municipal de Incentivo à Cultura de BH Apoio: Sesc em Minas, Centro de Referência da Juventude, Fundação Municipal de Cultura, Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura de Belo Horizonte, Cinema Belas Artes, Restaurante Bem Natural, Restaurante Cantina do Lucas, Hotel Dayrell, Cinemateca da Embaixada da França, Instituto Francês, Embaixada da França no Brasil, Festival de Verão UFMG, Conservatório UFMG, Centro Cultural UFMG, Diretoria de Ação Cultural da UFMG, UFMG, Centro Cultural Minas Tênis Clube, Fundação Clóvis Salgado, Ingresso Rápido, Centro Cultural SESIMINAS, SESI/FIEMG, Secretaria Estadual de Cultura de MG, Governo de Minas, Funarte MG, Ministério do Turismo, Governo Federal, além das parcerias com os artistas locais.