domingo, 1 de dezembro de 2019

Dia Mundial de Luta Contra a Aids: aumento de casos em MG e BH

Loading

Hoje, 1º de dezembro, é o Dia Mundial de Luta Contra a AIDS. O Muza aproveita o momento para lembrar a todos sobre a importância no combate à doença e ao preconceito de quem vive com HIV/AIDS. Apesar de hoje em dia existir novas formas de prevenção, como O Prep (Profilaxia Pré-Exposição ao HIV) e a PEP (Profilaxia Pós Exposição), os casos continuam aumentando tanto em Minas Gerais como um todo, incluindo Belo Horizonte, como mostrou recentemente matéria do portal O Tempo. Já na última década, número de infecções entre pessoas de 15 a 24 anos, no Brasil, saltou 700%, segundo reportagem do portal O Globo.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Aumento de casos de HIV/Aids em Minas e BH

Segundo recentemente reportagem do jornal o Tempo, em Minas Gerais, houve um aumento de 112% no números de casos de HIV/Aids nos últimos 20 anos. Foram 1.570 em 1999 (ano todo), contra 3.344 de janeiro a 1 de novembro de 2019. Uma média de 11 registros por dia. 

Em Belo Horizonte, o aumento é ainda maior. Foram 359 casos de janeiro a 1 de novembro de 2019, um aumento de 797,5% em comparação com o ano todo de 2010, quando foram 40.

Além do HIV/Aids, outras infecções sexualmente transmissíveis tiveram aumento, como a sífilis, já considerada epidemia no Brasil, que tem gerado 54 casos por dia no Estado, em média. 

Prevenção e teste gratuito 

Como informa a página do Governo do Estado de Minas Gerais no Facebook, o HIV/AIDS é uma doença séria e afeta todo o mundo. Em Minas Gerais, o diagnóstico pode ser realizado através da sorologia anti-HIV e testes rápidos, disponíveis em todas as unidades básicas de saúde ou nos serviços ambulatoriais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS). 

Os testes rápidos também estão disponíveis nos Serviços de Atenção Especializada (SAE) e Centros de Testagem e Aconselhamento (CTA). 

Já a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, também via Facebook, reforça que o método mais eficaz para evitar a transmissão do HIV/AIDS é o uso do preservativo (masculino ou feminino) em todas as relações sexuais (orais, anais e vaginais). O preservativo está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS).


Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter