quarta-feira, 6 de novembro de 2019

Saiba como foi o show da Dido em Belo Horizonte

Loading


No último domingo, 3 de novembro, Belo Horizonte teve a oportunidade de receber uma das cantoras inglesas de maior sucesso de todos os tempos: Dido. Abaixo, você confere nossa resenha e, em breve, uma entrevista excluZiva com a cantora (isso mesmo!). As fotos são da querida e talentosa fotógrafa Catarina Paulino.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Com mais de 20 milhões de discos vendidos, indicações ao Grammy e ao Oscar, além de hits como "Thank You" (2000) e "White Flag" (2003) tanto pessoalmente - afinal o Muza conseguiu uma entrevista excluZiva com a cantora que será divulgada em breve - quanto nos palcos, Dido é simples e está longe de ser uma Diva ou algo do tipo. Sua roupa é básica, ela usa tênis no palco, nada de salto alto ou trocas de figurino. O que pode parecer um contraste com a mulher sensual e elegante dos videoclipes. Percebe-se, e se comprava com o show, que o que importa mesmo para Dido é a música.   


Mesmo que seu auge tenha sido no início dos anos 2000, Dido veio a Belo Horizonte com novidades: seu mais recente disco, "Still On My Mind" foi lançado neste ano, é a sua primeira turnê no Brasil (Depois de São Paulo, Curitiba e BH, ainda tem Rio de Janeiro na próxima sexta-feira, 8 de novembro) e também marca seu retorno aos palcos após um afastamento de 15 anos de turnês. 

O show parece um reflexo da própria cantora: simples, mas bonito. Discreto, mas eficiente. Delicado, mas repleto de talento. Com uma banda de apoio poderosa, com direito a um baterista e uma percursionista, além de um baixista e guitarrista que pareciam estar em um show de rock tamanha a empolgação dos mesmos, Dido teve a oportunidade de mostrar o que faz melhor: cantar.  Sua voz é linda, cristalina e potente. Em algumas canções parecia estar ouvindo uma gravação. 



O show começou com a bela "Hurricane", do novo disco, que destaca bastante a bela voz da cantora, seguida de outra faixa do novo disco, a dançante "Hell After This". Após essa introdução, foi hit atrás de hit. Na sequencia veio "Life For Rent" e "Hunter", na qual o público cantou junto. Assim também foi com "No Freedom", "Here With Me", "Thank You" e "My Lover´s Gone", que foi sucesso no Brasil por ter sido trilha sonora de novela. Dido explicou que alguém falou que ela não poderia se apresentar no Brasil sem cantar essa música. Aliás, uma coisa que Dido também fez bastante no show foi... falar e interagir com o público. Antes de cada música ela contava uma história relacionada e para surpresa de muitos, sobretudo aqueles que acham que os ingleses são frios, Dido falou e interagiu bastante. Com direto a fazer questão de falar Belo Horizonte da maneira certa e na parte acústica do show, sentou na beirada do palco. Momentos registrados pelo Muza e que você pode ver em destaque no nosso pefil do Instagram. Ao vivo, o som da Dido é bem dançante, ao contrário do que algumas pessoas possam pensar, com direito a momentos com forte vibe de música eletrônica. Tudo isso em um cenário simples, mas eficiente: com uma iluminação bem colocada e belas projeções. 

O Km de Vantagens Hall, local do show de BH, não estava lotado, infelizmente, mas tinha um público inteiramente presente, com idade variada entre 30 e 50 anos, que cantava, dançada e se emocionava a cada música. Teve fãs que chegaram às 17h para ficar perto do palco (o show estava marcado para 20h). Ao encerrar o show com "White Flag", cantada em uníssono pelo público, Dido foi embora com uma certeza: a do carinho e admiração do público mineiro. 


Show Dido em BH - Set-list 
Hurricanes
Hell After This
Life for Rent
Hunter
No Freedom
Grafton Street
Sand in My Shoes
Give You Up
Thank You
Friends
Sitting on the Roof of the World
Quiet Times
My Lover's Gone
Here With Me
See You When You're 40
My Boy
Mad Love
Don't Leave Home
Take My Hand
Have to Stay
White Flag 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter