segunda-feira, 28 de outubro de 2019

Financiamento coletivo quer traduzir e lançar o livro "Bi: Notas para uma revolução bissexual" no Brasil

Loading

Você conhece o livro "Bi: Notes for a bisexual revolution" ou "Bi Notas para uma revolução bissexual" de Shiri Eisner? Pois bem, está rolando justamente um financiamento coletivo para o lançamento em português do livro. Isso mesmo!

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Segundo informações da Campanha de Financiamento Coletivo, o livro de Eisner, lançado em inglês em 2013, traz uma perspectiva sólida sobre o que é, afinal, a bissexualidade, e seus contornos e determinações sociais. A autora, que já foi convidada a dar palestras pelo mundo todo após o lançamento do livro, aborda temas como a bifobia na sociedade e até mesmo entre pessoas LGBT. O livro é resultado de anos de pesquisa e crítica sobre pesquisas acerca do tema.

"Quero juntar bissexualidade com intersecionalidade e política radical. Vejo isso como uma poção efervescente que, com a junção desses componentes, criará uma explosão de fogo, luz e gás, queimando e explodindo em todas as direções. É essa explosão que quero criar, esse espasmo de criatividade, poder, e algo de desconhecido - tornar a bissexualidade um agente do caos para que possamos usá-la para destruir a opressão e criar algo novo", disse ela em uma palestra na universidade de Harvard, nos Estados Unidos.

O financiamento coletivo servirá para tradução, edição e impressão da obra em português, para o público brasileiro. A organização ressalta ainda que "conforme as políticas internas da editora, serão contratados prioritariamente profissionais bissexuais para atuar em todas as etapas de trabalho do livro!"


No link oficial pode-se saber mais sobre a campanha e os benefícios para quem ajudar, além de também ter acesso a outra campanha para trazer a autora para lançamento do livro no Brasil ("Como meta dos sonhos, incluímos ainda o valor necessário para trazer a autora para o lançamento e outros eventos no Brasil... A autora é uma pessoa com deficiência e por isso requer uma série de auxílios para uma viagem internacional, o que acaba encarecendo e tornando um pouco mais complexa sua vinda").


Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!