terça-feira, 10 de setembro de 2019

Começou hoje a 5ª edição do BH Vogue Fever

Loading


O BH Vogue Fever é um festival internacional de dança que celebra o Vogue e a cultura Ballroom na América Latina. Realizado anualmente em Belo Horizonte, o evento reúne estudantes e artistas nacionais e internacionais interessados nessa cultura, promovendo um intercâmbio de vivências entre os participantes. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

O tema deste ano será "Animalia Ball". Cada categoria é inspirada em um animal da fauna Brasileira e Africana. O Vogue é uma dança de resistência e empoderamento que surgiu nos EUA, originada nas comunidades LGBTIQ+, negra, latina e periférica de Nova York. Nos últimos anos, essa cultura ganhou expressão e visibilidade no Brasil e as primeiras 'balls' começaram a fazer parte da cena cultural do país. Balls são eventos onde pessoas da comunidade LGBTIQ+ se reúnem para competir por prêmios e troféus em categorias diversas relacionados à dança, arte drag, roupas, maquiagem e outras categorias inspiradas no mundo da moda. É um lugar seguro onde pessoas se sentem livres para expressar seu gênero, desconstruindo os padrões binários relacionados à feminilidade ou masculinidade. 


BH, a capital nacional do vogue

Ao longo dos últimos anos, BH protagonizou festas e pequenas batalhas de vogue. Com o aumento de sua popularidade, esses eventos foram se tornando cada vez menos informais. Seguindo este caminho, o BH Vogue Fever se destaca como uma das pioneiras do país ao contemplar diversas categorias de disputa e possuir um júri de artistas especializados aos moldes das competições internacionais. O ano de 2018 se tornou um marco pela expansão do evento para além da capital mineira, com a realização do Vogue Fever em Recife. 

A batalha é mais que um evento festivo, ela possui regras, categorias e uma história. Assim, a cada ano, o público e os participantes têm se aprofundado, estudado sobre a essência da cultura vogue, praticado mais a dança, de modo a consolidar e reinventar a cultura ballroom no Brasil, o que a torna o evento ainda mais competitivo e emocionante. “O Brasil tem evoluído muito no vogue e possui um enorme potencial para a dança” é o que avalia Archie Burnett, um dos artistas pioneiros da dança em Nova York, presente nas últimas edições.

A origem do vogue remete às pessoas LGBT+ que criaram o estilo de dança a partir de poses das capas de revistas de moda em Nova Iorque. Assim, a dança é umbilicalmente ligada às culturas marginalizadas e vai além da performance da dança. O vogue permite que os corpos destaquem sua diversidade, que sejam femininos ou masculinos, magros ou gordos, a fluidez é uma das maiores características da dança. 

Para o BH Vogue Fever, é essencial que o evento extrapole  a celebração da dança, sendo o encontro, também, uma oportunidade para se discutir as violências que afetam os corpos, opressões cotidianas como: a transfobia, machismo, o racismo, a homofobia e a gordofobia. Assim, a dança vai além de uma estética sensual e dos chamados “closes” e carões, pois está na veia do vogue e das balls ser uma cultura de resistência e valorização dos que são considerados fora do padrão. Por isso, a importância de se realizarem rodas de conversas ao final das oficinas, para que esses temas sejam discutidos. A batalha é gratuita para pessoas trans. Dentre os artistas confirmados estão Kevin JZ Prodigy (NYC), Sinia Ebony (NYC), Omari Mizrahi (NYC), Archie Burnett (NYC), Felix Pimenta (BRA) e Nickary Aycker (BRA). 


Categorias:

Virgin Vogue OTA (categoria para as iniciantes do Vogue) - Leão
New Way - Cobra-coral
Bizarre - Porco-espinho
Não-Binárie Performance - Sapo Garimpeiro
Butch Queen Performance - Urubu Rei
Best Make - Camaleão
Female Figure Performance - Agua-viva
Hands Performance - viúva-negra 
Realness with a Twist - Lagarta Borboleta
Face - Beija-Flor
Comentator X Comentator - Jacaré do Papo Amarelo
Old Way - Boto Cor de Rosa
Tag Team Runway OTA (aberto para todxs) - Arara Vermelha / Arara Azul
Fem Queen Performance - Onça pintada

Sobre o Trio Lipstick

Grupo de performance, pesquisa e produção de Belo Horizonte composto por Maria Teresa Moreira, Paula Zaidan e Raquel Parreira. Elas dedicam seus trabalhos e estudos ao Vogue e a cultura Ballroom desde 2011, atuando como professoras, performers e juradas em eventos desse segmento no Brasil. Em 2015, criaram o primeiro  festival internacional de vogue do país, o BH Vogue Fever. 

Cronograma do Evento

Terça-feira (10/09) - Galpão Odara 

19h – Abertura do Festival com a aula Vogue para Todxs - Aula de Vogue para pessoas com deficiência 

Quarta-Feira (11/09) - CRJ e Centro Cultural Lá da Favelinha

9h as 17h - Ambulatório Trans - Fase de acolhimento e conversa sobre hormonização e saúde da população Trans no CRJ (Centro de referência da Juventude)
9h as 17h - Testes rápidos para HIV e outras infecções no CRJ. 
18h - Roda de conversa sobre temas referentes à Cultura Ballroom
20h - Festa de boas-vindas com aula de Passinho 

Quinta-Feira (12/09) - Sede do Grupo Cultura do Guetto - CDG (R. Botelhos, 55 - Bonfim, Belo Horizonte)

De 9h as 18h - Workshops
19h - Roda de conversa com os professores (aberto ao público) 

Sexta-Feira (13/09) - Sede do Grupo Cultura do Guetto - CDG (R. Botelhos, 55 - Bonfim, Belo Horizonte)

De 9h as 18h - Workshops
19h - Roda de conversa com os professores (aberto ao público)

Sábado (14/09)

10h - Aula de Chant com Kevin JZ Prodigy 
17h -  ANIMALIA BALL

Serviço 
Baile/Festa "Animalia Ball" 
Data: 14 de setembro (sábado)
Horário: 17h
Local: Galpão Queixinho (rua Conquista, 254, Carlos Prates)
Produção e realização: Trio Lipstick

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter