sábado, 30 de março de 2019

Conheça e saiba mais sobre o tema da Parada do Orgulho LGBT de BH 2019

Loading

A gente já divulgou aqui a data da Parda do Orgulho LGBT de Belo Horizonte e agora é a vez de informar qual é o tema. Isso mesmo! O Muza compartilha abaixo o comunicado oficial com todos os detalhes.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!

Este ano começou difícil para a comunidade LGBTI. Com ameaças aos direitosjá conquistados em décadas de luta, é necessário reforçar suas demandas e necessidades na sociedade. Por isso, a Parada do Orgulho LGBTI de Belo Horizonte escolheu seu tema para celebrar o surgimento da militância: "Não aos retrocessos! Revivendo Stonewall" é o tema deste ano na capital mineira da maior manifestação LGBTI de Minas Gerais.

A temática retratada tem dois pontos principais: o primeiro será a comemoração dos 50 anos do levante de Stonewall, que marcou o surgimento do movimento social organizado LGBTI e consequentemente das paradas no mundo. O segundo será de denuncia aos retrocessos nos direitos e rememorar as lutas do passado e fortalecer as do presente.

Segundo o presidente do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (CELLOS/MG), órgão organizador da Parada LGBT de Belo Horizonte, a responsabilidade de manter a memória de Stonewall viva é mais que necessária. "Nossa responsabilidade é histórica e social para manter acesa a chama que mobilizou e fez o mundo saber que lésbicas, gays,
bissexuais, travetis e transexuais estão presentes no mundo", disse Azilton Viana.

Viana destaca também que a luta e a reivindicação são elementos constitutivos do movimento LGBT desde seu surgimento. Para ele, não se pode abrir não da cobrança e de exigir que as demandas e necessidades das pessoas LGBT fiquem à margem ou mesmo esquecidas.

O momento atual do país será lembrado. "Não abriremos mão de sermos protagonistas e sujeitos de nossa própria história e haverá luta enquanto a cidadania não for um status real para os LGBT. Não nos calaremos e denunciaremos o aprofundamento da crise instaurada no país", completou.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!