sábado, 2 de março de 2019

Carnaval 2019: conheça campanha sobre o uso de preservativo em todas as relações sexuais

Loading

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da sua Coordenação de Comunição Digital, lança neste Carnaval 2019 a campanha “Então, previna-se!”, focada no uso de preservativo em todas as relações sexuais. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!   

Segundo informações oficiais a campanha “Então, previna-se!” tem seu  slogan com referência a um dos mais populares blocos da capital, o “Então, brilha!”. A chamada da campanha pretende provocar a atenção dos participantes de todos os blocos carnavalescos, sem prejuízo ao público do interior do Estado.

Ainda de acordo com a Coordenação, a mensagem sobre a importância da prevenção contra as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) está claramente presente na identidade visual dos materiais e contará com o suporte dos textos complementares que acompanham os posts.

População Jovem apresenta aumento de casos de infecções

A campanha tem como público principal a população jovem, que apresenta significativo aumento no número de casos de infecções transmitidas por relações sexuais. Somente em 2018, do total de 4.788 casos registrados de HIV/Aids em Minas Gerais, a maior parte se concentrou na faixa etária entre 20 a 49 anos, sendo registradas 3.875 notificações nesse grupo populacional.

Essa predominância está ligada a diversos fatores, entre eles a baixa idade das primeiras relações sexuais, a variabilidade de parceiros, a falta de prevenção e o uso de drogas lícitas e ilícitas. “Pessoas mais jovens muitas vezes não vivenciaram o período das décadas de 1980 e 1990, em que vários artistas e celebridades morriam em decorrência da Aids”, apontou Mayara Marques de Almeida, coordenadora de Infecções Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da SES-MG. Já na série histórica que vai de 2010 a 2019, até o momento, foram notificados 34.215 casos de HIV/Aids no Estado.

Homens que fazem sexo com homens (HSH)

Além disso, o grupo de homens que fazem sexo com homens (HSH) também apresentou crescimento do número de casos, segundo a coordenadora. Esse aumento, 590 casos em 2011 para 1.693 no ano passado (uma variação de 186,9%), pode ser explicado pela redução do uso do preservativo, mudança de comportamento e a variabilidade de parceiros. “A camisinha é o melhor método de prevenção e não somente para o HIV, como para as outras ISTs. Por isso, além dos preservativos enviados regularmente aos municípios, distribuímos um quantitativo adicional de cerca de sete milhões de unidades de camisinhas masculinas, para abranger esse período do feriado prolongado”, informou Mayara.

O carnaval constitui, tendencialmente, um período em que as pessoas se expõem mais às relações sexuais desprotegidas. Tendo isso em vista, a SES-MG construiu ações voltadas para as redes sociais, de modo que a informação possa circular o mais rápido possível entre as pessoas. Além do uso do preservativo, é importante procurar saber o estado sorológico. “As pessoas podem procurar as unidades de saúde para receber informações e fazerem os testes”, indicou a coordenadora.

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!   






Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!