segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

5 momentos LGBT no Oscar 2019

Loading

Na noite do último domingo and madrugada desta segunda-feira aconteceu a edição 2019 do Oscar, a maior premiação do cinema mundial. Entre o tapete vermelho, os premiados, os modelitos e as performances... o Muza destacou 5 momentos LGBT no Oscar 2019. 

Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter! 

Ah! Antes da nossa lista, um dos momentos mais aguardados: o filme "Green Book" levou o prêmio de melhor filme, além de Melhor Roteiro Original e Melhor Ator Coajuvante (Mahershala Ali).

1 - O ator Billy Porter no tapete vermelho

O ator Billy Porter com seu modelito (jaqueta de smoking sobre vestido de veludo) assinado por Christian Siriano. Ele ganhou destaque recentemente na série " Pose", que mostra o início dos bailes LGBT em Nova York, estilo de festas com muita performance queer.


2 - Shangela também no tapete vermelho (a imagem que ilustra este post)

Honestamente, não sabemos se é a primeira vez que uma drag queen passou no tapete vermelho da premiação, mas que foi um momento icônico, isso foi. Se você não entendeu o motivo da Shangela lá: ela participa do filme "Nasce Uma Estrela", montada e desmontada. Shangela usou no tapele vermelho um vestido de Diego Montoya. Ela delcarou:

"Eu acho que eu seja uma das primeiras, senão a primeira drag queen, a passar pelo tapete vermelho do Oscar... eu espero que isso signifique algo para alguém que esteja vendo porque para mim significa"

3 - Trecho do discurso do Rami Malek

O ator Rami Malek ganhou o prêmio de Melhor Ator, por sua interpretação do ícone Freddie Mercury no longa "Bohemian Rhapsody". No seu discuro, ele não esqueceu o que Freddi representa, pelo contrário, ressaltou:

"Fizemos um filme sobre um homem gay e imigrante que viveu sua vida sem pedir desculpas. E seu sucesso é a prova de que as pessoas querem ver isso"




4 - Adam Lambert na abertura

O cantor Adam Lambert, declaradamente gay, abriu a cerimônia do Oscar junto com os membros do Queen (Brian May, John Deacon e Roger Taylor) cantando os clássicos "We Will Rock You” e “We Are The Champions”. Para quem não sabe, há alguns anos Adam Lambert tem assumido o posto de vocalista do Queen em turnês mundiais da banda. 



5 - Lady Gaga

Só a Lady Gaga geraria fácil uns 5 momentos de destaque no Oscar, mas a Mother Monster está aqui por todo seu apelo e impacto aos LGBT: ela ganhou o prêmio de Melhor Canção Original por "Shallow", concorreu ao prêmio de Melhor Atriz, fez uma bela performance ao lado do Bradley Cooper, usou um colar avalidado em 30 milhões de dólares e ainda fez um discuro inspirador:

"Se você está em casa, no seu sofá, assistindo a isso, tudo o que eu tenho a dizer é que esse é um trabalho duro. Eu trabalhei duro por muito tempo para chegar até aqui. Não é sobre ganhar, é sobre não desistir. Se você tem um sonho, lute por ele. Existe uma disciplina. Não é sobre quantas vezes você foi rejeitado, caiu e teve que levantar. É quantas vezes você fica em pé, levanta a cabeça e segue em frente"



Siga o Muza no Facebookno Instagram e no Twitter!