quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Ambulatório especializado para transexuais em BH completa 1 ano de funcionamento

Loading
Crédito imagem: Agência Minas com jovens  que fazem acompanhamento no ambulatório Trans e relataram estarem agora satisfeitos com suas identidades.

Talvez você não saiba, mas Belo Horizonte possui um ambulatório especializado para atendimento às pessoas transexuais que desejam realizar o processo transexualizador (mudança de sexo). 

Trata-se do Ambulatório Trans do Hospital Eduardo de Menezes (HEM), da rede da Fundação Hospitalar de Minas Gerais (Fhemig), que completou um ano de vida no final de novembro. 

O Ambulatório Trans em seu primeiro ano de funcionamento já beneficiou cerca de 204 pessoas de oito regiões mineiras e realizou quase 2 mil consultas de 11 especialidades (psiquiatra, endocrinologia, clínica médica, enfermagem, psicologia e serviço social, ginecologia, dermatologia, urologia, proctologista e cirurgia geral).

Segundo matéria do Agência Minas, do Governo do Estado de Minas Gerais, que é apoiador do Ambulatório, o Ambulatório é o primeiro serviço especializado no processo transexualizador ambulatorial na saúde pública estdual e o segundo em Minas Gerais e o quinto do país.

Ainda de acordo com a reportagem, o acompanhamento é individualizado e inclui avaliação dos profissionais treinados nos cuidados para a população de transexual e travesti.

O Ambulatório Trans é uma iniciativa pioneira é resultado do esforço coletivo da Fhemig, Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e do Comitê Técnico Estadual de Saúde Integral e Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania (Sedpac). 

Serviço
Sobre o atendimento no Ambulatório Trans 

Os atendimentos acontecem todas as quintas-feiras, das 7h30 às 13h, por consultas agendadas pelo fone: 3328-5055. O Hospital Eduardo de Menezes fica na Rua Doutor Cristiano Rezende 2213, bairro Bonsucesso, em Belo Horizonte.

O atendimento é 100% mantido pelo Estado*, de forma gratuita. As cirurgias, que são atendimentos hospitalares, e medicações são pagas pelos pacientes.

*Atualmente, o Ambulatório Trans do HEM oferece os serviços ambulatoriais e ainda não está credenciado no SUS. A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte informou que ainda falta definir o tipo de serviço que será ofertado no Ambulatório Trans, para assim dar encaminhamento ao credenciamento junto ao Governo Federal. Até que isso aconteça, o atendimento é 100% mantido pelo Estado, de forma gratuita.