segunda-feira, 25 de junho de 2018

Nesta semana estreia a mostra permanente Quarta Queer em BH

Loading


Na próxima quarta-feira, 27 de junho, será a estreia da mostra permanente Quarta Queer, que vai reunir, sempre na última quarta-feira de cada mês, trabalhos de artistas LGBTs em uma programação que celebra a diversidade das manifestações artísticas em suas múltiplas possibilidades discursivas. A organização explica:

"A arte é, desde sempre, uma ferramenta de expressão poderosa e essencial para a construção de narrativas que podem tanto reforçar quanto quebrar antigos paradigmas. Partindo dessa premissa surge a mostra permanente Quarta Queer" 

Abaixo, você pode ver a programação completa. Lembrando, que toda a programação é gratuita.

Programação completa abaixo

13h-15h – Residência Quarta Queer - Ateliê aberto
O objetivo da residência é utilizar o espaço do teatro Francisco Nunes como ateliê aberto para que artistas desenvolvam suas pesquisas pessoais e que o resultado desse processo componha uma exposição coletiva ao final do projeto em local ainda a definir. Haverá uma convocatória para a ação.

15h – Abertura Queerfeira 
Ação inédita na cidade – A Quarta Queer vai Incentivar empreendedorismo de sujeitos LGBTIQ e estimular as redes de colaboração e de economia criativa. O objetivo é construir um espaço de respeito, dignidade e acolhimento para expositores e produtos LGBTIQ

15h Hasteamento da Bandeira LGBTIQ+ 
O ato é uma ação simbólica e ilustrativa de afirmação e honra a luta pela livre orientação sexual e marca as atividades da Quarta QUEER em um espaço público.
A Bandeira LGBTIQ é um dos grandes símbolos da luta contemporânea por um estado democrático, e é uma maneira de exaltação e de afirmação de que, para além das tarefas de desenvolvimento econômico e social, possamos valorizar e dar importância a toda expressão simbólica não heterossexual na formação da cultura.
A ação indaga as práticas nacionalistas contemporâneas no cenário brasileiro, levando os transeuntes a refletir sobre os projetos de sociedade que queremos e que vivenciaremos na Quarta Queer.

15h - Jogo do Brasil comentado pelo BHARBIXAS.
O jogo será comentado pelo time de futebol gay – BHARBIXAS. A ação destaca a "espetacularização" "teatralidade" da copa.

15h às 22h -Mix da Zona (Bar)
Ponto de encontro aberto durante toda a programação

17h-19h – Ponto de encontro com Dj Papito

19h – Fálica, Performance de Ana Luisa Santos.
A performer realiza experimentos coreográficos com um dildo elétrico gasoso promocional, de forma a compartilhar possibilidades queers de leituras fálicas.
Nessa performance, Ana Luisa Santos interage com uma biruta, um tipo de equipamento promocional composto por um tubo de tecido que é acoplado em um exaustor elétrico. A ação é uma continuidade da série de trabalhos sobre as masculinidades, que inclui as dramaturgias de “Espécie”, “Viril” e “Queda Livre”(inédita). Performer e escritora, Ana é mestre em Comunicação Social/UFMG e Pós-Graduada em Arte da Performance/FAV, atua também como curadora em artes da presença na realização de exposições e residências artísticas, núcleos de pesquisa e criação, atividades de formação e política. Desenvolve trabalhos para teatro e dança, com destaque para dramaturgia e figurino. É idealizadora do PERFURA \ ATELIÊ DE PERFORMANCE e co-diretora da plataforma O QUE VOCÊ QUEER. Artista indicada ao Prêmio PIPA 2017. Vive e trabalha em São Paulo.

19h30 - Celebração de um ano das Mães pela diversidade - Largo do Teatro
A Quarta Queer promove o encontro entre o Coletivo Montarya e as Mães Pela Diversidade.
*O Movimento Mães Pela Diversidade comemora 1 ano de existência em MG. Nessa travessia, dezenas de mães que se descobriram militantes ao saírem não do armário, mas de uma prisão imposta por uma sociedade cruel e preconceituosa com suas filhas e filhos. “ Aqui o amor transborda e se transforma em ação!”
* Fecha Santa
A Frente Autônoma LGBT e o coletivo Beijo no seu Preconceito se juntaram aos blocos Alo Abacaxi, Garotas Solteiras, Angola Janga, Então Brilha e Faraó para celebrar o carnaval, a época mais brilhante do ano, na Parada LGBT de 2017 e a parceria deu tão certo, que agora continua. Na Quarta Queer, vamos colocar o bloco na rua, ou seria no Chico Nunes, e fazer mais uma grande bateria unificada.

Serviço
Quarta Queer - Ocupação
Data: 27 de junho (quarta-feira)
Horário: 13h às 22h
Local: Teatro Francisco Nunes (Av. Afonso Pena, s/n - Centro, Belo Horizonte)
Entrada: gratuita