quinta-feira, 29 de março de 2018

Em campanha de cueca Bruno Gagliasso promove diversidade masculina

Loading

Mais um exemplo de eu publicidade e diversidade podem andar juntas. O ator Bruno Gagliasso dispensa apresentações seja por seu talento ou por sua... beleza.  Beleza essa que ele mostra em nova campanha de cuecas que é “apenas uma” na diversidade masculina. Nós gays sabemos o quanto um padrão pode ser cruel ou difícil, ursos que o digam. 

Desta vez, Bruno é mais uma vez o garoto propaganda das cuecas da Mash, mas não apenas isso. Ele também é co-criador da campanha de underwear da marca. Nas imagens e vídeos vemos homens com diversos tipos de corpos, pesos, raças, tipos de cabelo , idade, estilos e por aí vai. 

Gagliasso também divulgou um vídeo em suas redes sociais com diversas frases para ajudar a quebrar esteriótipos do homem, como “eu adoro usar saia” e isso não estar relacionado com sexualidade, por exemplo.   No texto que acompanha a postagem que ele ressaltou a satisfação em participar desta forma da nova campanha da Mash, que ele é 

"Temos q acabar de vez com essa história de padrões. Chega de rótulos. Vivemos em uma sociedade muito mista e diversa, querer encaixar as pessoas em padrões é algo que não faz mais sentido, nem para a propaganda, nem para a vida real"

Foi muito interessante receber o convite não só para participar, mas para criarmos juntos o novo posicionamento da marca. Foi muito mais recompensador a experiência de não ser só um garoto propaganda, mas de ajudar a chegar, depois de muitas conversas, em um resultado positivo capaz de inspirar pessoas de verdade, não só mais uma propaganda de cueca clichê. Existe, na verdade, uma objetificação dos corpos em geral na publicidade que, de maneira nociva, acaba refletindo nos padrões de beleza tidos como “aceitos” pela sociedade. É interessante notar como algumas marcas, especialmente a Mash, têm entendido a importância de valorizar o que é real e desmitificar a ideia de corpo perfeito. Temos q acabar de vez com essa história de padrões. Chega de rótulos. Vivemos em uma sociedade muito mista e diversa, querer encaixar as pessoas em padrões é algo que não faz mais sentido, nem para a propaganda, nem para a vida real. Temos que valorizar a diversidade, respeitar e estimular, cada vez mais, que as pessoas se amem como são. Pra mim foi um alívio! Foi a primeira vez que não tive a pressão de preparar o meu corpo para estar do jeito que esperavam, dentro de padrões e, principalmente, do chamado "corpo perfeito". Além disso, estive à vontade para mostrar outros lados da minha personalidade. Falar que eu uso saia e tenho calça de oncinha foi libertador. E o mais legal é que o set foi apenas o fechamento de um trabalho maior. Como eu disse antes, participei da criação da campanha e isso foi importante para que eu me sentisse ainda mais à vontade. O trabalho envolveu um aprofundamento sobre o objetivo da campanha de não ser apenas mais um comercial de cuecas como se espera. Viva as diferenças! @cuecasmash @felipesimi @pedrotourinho @vilujan @maurolemos
Uma publicação compartilhada por Bruno Gagliasso (@brunogagliasso) em