segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Ator de House Of Cards declara ser gay em meio acusações de assédio e série é cancelada

Loading

O renomado ator Kevin Spacey, que atualmente é destaque na série “House Of Cards” da Netflix e que também é famoso no cinema por filmes como “Beleza Americana”, declarou que é gay (o que muitos já suspeitavam e afirmarvam) em meio a acusações de assédio sexual. Isso mesmo!

O ator Anthony Rapp, da série “Star Trek: Discovery”, declarou ao site BuzzFeedNews, como informou o site Papel Pop fonte para essa notícia, que em 1986, quando ele tinha 14 anos, conheceu Spacey, então com 26, e o ator veterano o assediou:

“Ele estava tentando me seduzir. Não sei se eu teria usado esse termo [na época]. Mas eu sabia que ele estava tentando ficar comigo sexualmente. Ele estava se pressionando contra mim. Eu fiquei paralisado”


A declaração foi feita neste domingo e rapidamente Spacey foi ao twitter se desculpar e... aproveitar para declarar que é homossexual:

“Tenho muito respeito e admiração por Anthony Rapp como ator. Eu estou mais do que horrorizado em saber desta história. Sinceramente, não me lembro do encontro, teria sido há 30 anos. Mas se eu me comportei como ele descreve, eu lhe devo as mais sinceras desculpas pelo que teria sido um comportamento embriagado totalmente inapropriado e sinto muito pelos sentimentos que ele diz ter carregado com ele todos esses anos. Essa história me encorajou a falar sobre outros aspectos da minha vida. Sei que há histórias sobre mim circulando por aí e algumas delas foram alimentadas pelo fato de eu sempre ter sido são cuidadoso com minha privacidade. Como os mais próximos de mim sabem, eu tive relacionamentos com homens e mulheres. Eu amei e tive encontros amorosos com homens durante toda minha vida, e escolho agora viver como um homem gay. Quero lidar com isso de maneira aberta e honesta, e isso começa comigo examinando meu próprio comportamento.”

A repercussão do caso tem sido polêmica, já que muitas criticam a ocasião de Spacey escolheu para “sair do armário” como um desserviço aos LGBT. O ator Zachary Quinto, que gay declado há anos, criticou a decisão do ator, também pelo twitter, dizendo:

“É profundamente triste e preocupante que Kevin Spacey tenha optado por se revelar gay desse jeito. Não como uma declaração de orgulho – à luz de todos os seus vários prêmios e realizações -, inspirando dezenas de milhares de crianças LGBTQ passando por dificuldades ao redor do mundo. Mas sim como uma manipulação calculada para desviar a atenção de uma acusação muito séria de que ele tentou molestar uma criança. Lamento saber sobre a experiência de Anthony Rapp e o sofrimento seguinte. E sinto muito que Kevin tenha achado adequado reconhecer sua verdade quando ele pensou que seria útil para ele – assim como sua negação serviu por tantos anos. Que a voz de Anthony Rapp seja a única a ser aumentada aqui. As vozes das vítimas são aquelas que merecem ser ouvidas.”

Coincidência ou não, a Netflix anunciou hoje que a série House Of Cards será cancelada e a última temporada será lançada em 2018. Pessoas do meio dizem que o plano de acabar a série já existia há meses, mas não deixa de ser curioso o cancelamento ser divulgado após as declarações de Kevin Spacey. 





Conheça a programação da quinta semana da Ocupação Transarte em BH

Loading


Nesta quarta-feira, 1º de novembro, acontece a quinta semana da Ocupação Transarte em BH. Ao longo de seis (6) semanas – a primeira teve como destaque a exibição do polêmico espetáculo teatral “O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu” -  Belo Horizonte receberá o Transarte, um projeto de ocupação dos galpões da Funarte MG voltado para manifestações artísticas e culturais pautadas pela diversidade. 

A Ocupação Transarte irá preencher todo o mês de outubro e também as duas primeiras semanas de novembro, com uma programação criada para promover o encontro de artistas, ativistas, pesquisadores e atores da cena cultural e artística LGBT+ nacional e da capital mineira,  com as figuras atuantes no cenário, cada vez mais forte e consolidado.  

Nesta semana, também será apresentado o monólogo performático,Reconstruindo e construindo uma jovem Cristal (BH), protagonizado, roteirizado e dirigido por Cristal Lopez. A artista encenará uma autobiografia por meio de uma narrativa que apresenta suas experiências pessoais e profissionais, desde a sua infância até a consagração como artista mineira.

Concurso Drag-se – produzido e estrelado por drags o canal do youtube Drag-se (youtube.com/dragsetv) marcará presença na Ocupação Transarte. Com uma programação vasta em sua página digital que conta com documentários, tutoriais de maquiagem, performances musicais, programas de variedades drags e entrevistas, o Drag-se é um movimento que celebra a diversidade por meio da arte e do entretenimento. Desta forma, o canal realizará seu primeiro concurso de performance drags em Belo Horizonte. 

O concurso tem inscrição gratuita e selecionará 20 artistas drags para participarem da competição. Os jurados irão escolher qual a melhor performer drag de BH, que leva um prêmio de R$700,00 e participará da gravação de um vídeo para o Canal Drag-se. As inscrições para o concurso estarão disponíveis a partir do dia 26 de setembro. Para mais informações os interessados devem acessar a página oficial do evento no Facebook (facebook.com/projetotransarte), o site do projeto (www.pedevento.art.br/transartebh) ou entrar em contato pelo e-mail (ocupacaotransarte@gmail.com).

A abertura do concurso contará com uma apresentação musical e performática do grupo The Pulso in Chamas, banda composta por Drag Queens belo horizontinas e que produzem músicas pautadas no empoderamento negro, LGBT e da mulher. 

Semana 5 (01/11 a 05/11):

Quarta-feira (01/11)
- 17h Espaço Transolhar de Exposição

Quinta-feira (02/11)
-19h Espetáculo: Reconstruindo e construindo uma jovem Cristal
-20h Abertura do Concurso Drag-se com Show The Pulso in Chamas

Sexta-feira (03/11)
- 20h Concurso Drag-se
Sábado (04/11)
- 20h Final do Concurso Drag-se

Domingo (05/11)
- 17h Espaço Transolhar de Exposição 

Local: a Funarte MG fica na rua Januária, 68, Centro, Belo Horizonte.

Todas as apresentações artísticas, em formato de espetáculo, requerem a compra e apresentação de ingresso, menos para o público trans que tem entrada franca garantida em todos dos dias da 

domingo, 29 de outubro de 2017

Série infato-juvenil da Disney terá primeiro personagem gay

Loading

A Disney está dando mais um passo na visibilidade LGBT. Desta vez, a série infanto-juvenil “Andi Mack” terá o primeiro personagem gay da Disney. Isso mesmo!

O personagem é Cyrus Goodman, interpretado pelo ator Joshua Rush, que é um dos melhores amigos de Andi, papel de Peyton Elizabteh Lee.  Na história, os dois vão se apaixonar pelo mesmo menino na escola e, assim, começará a descoberta da sexualidade de Cyrus e sua relação com família e amigos. 

Em comunicado oficial, segundo a revista Galileu, a Disney declarou: "O criador Terri Minsky, o elenco e toda a equipe são muito cuidadosos para garantir que seja apropriado para todos os públicos e que envie uma mensagem potente de inclusão e respeito pela humanidade"

O ator Joshua Rush também comentou sobre seu personagem em seu instagram: “iniciar conversas sobre confiança, amor, relacionamentos e dinâmicas familiares é mais fácil quando você tem um programa com o qual você pode se relacionar”.

sábado, 28 de outubro de 2017

Alexandre Frota terá que pagar indenização por ofensas a Jean Wyllys

Loading

Nesta semana, o ator Alexandre Frota foi condenado a pagar uma indenização por danos morais, no valor de R$ 10 mil, ao deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ). 

O motivo? EM 2016, por meio das suas redes sociais, Alexandre Frota escreveu uma série de ofensas ao Deputado, que entrou com o processo contra o ator por incitar a violência e propagar o ódio, além de difamação e injúria. 

Segundo a revista Época, a juíza Grace Maia, da 9ª Vara Cívil de Brasília, declarou sobre o caso: "Frise-se que aqui o que se repreende é o dolo de ridicularizar, achincalhar e zombar – não de o réu expressar sua visão de mundo".

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Acontece em Belo Horizonte o Campeonato Interdrag de Gaymada

Loading


Acontece em Belo Horizonte nos meses de outubro e novembro o divertido, inclusivo e babadeiro Campeonato Interdrag de Gaymada, organizado pelo talentoso coletivo Toda Deseo.

O Campeonato está acontecendo como uma intervenção em seis regionais da cidade, sempre em parques públicos, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte, estamos realizando um pequena circulação no nosso trabalho em seis regionais da cidade. 

Segundo a organização  o objetivo é “ampliar o diálogo com a comunidade e promover a discussão sobre identidade de gênero”.


Programação

28/ 10 - Parque do Conjunto Estrela Dalva, no bairro Estrela Dalva.
29/ 10 - Parque Roberto Burle Marx, no Barreiro.
04/11 - Parque Vencesli Firmino da Silva, no bairro Alípio de Melo.
05/11 - Parque Lagoa do Nado, região da Pampulha.

Sobre o Campeonato

O time vencedor de cada regional disputará a Grande Final, em novembro, num local e numa data surpresa, que serão revelados em breve.

Ficha Técnica

Direção: Rafael Lucas Bacelar e Ronny Stevens
Juíza: Rafael Lucas Bacelar
Líderes de torcida: David Maurity, Ronny Stevens e Thales Brener Ventura
Artista convidada: Nickary Aycker 
Dj: Ju Abreu + Carou Araújo
Mesa de inscrições: Idylla Silmarovi
Técnico de som: Akner Gustavson
Produção: Érica Hoffmann
Intérprete de Libras: Gilberth Santos
Videomaker: Letícia Ferreira
Fotografia: Isabella Leite
Designer: Camilla Borges

Serviço
Grande Campeonato Interdrag de Gaymada!
Datas: de 21 de outubro até 4 de novembro
Horários: 15h
Local: Parques da cidade de Belo Horizonte
Duração: 2h
Classificação: livre
Entrada: gratuita

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Marcas concorrentes de vodka se unem a favor do casamento gay na Austrália

Loading

Para quem não sabe, a Austrália está em desde 2016 em uma campanha forte – com apoio até da Kylie Minogue – para a legalização do casamento homoafetivo no país. Nos últimos dias, a campanha ganhou mais duas aliadas: Skyy Vodka e Absolut. 

As duas famosas marcas de vodka no mundo, se uniram, por meio de peça publicitária nas redes sociais de ambas, para demonstrar que o apoio aos LGBT vai além da concorrência. 

Na imagem abaixo, as duas garradas de cada vodka estão uma ao lado da outra e com um coração com as cores da bandeira do arco-íris ao centro. Além disso, uma frase, com referências as duas marcas diz: “O céu é o limite quando temos absoluta igualdade”. 

Fantástico! Mais um belo exemplo de publicidade!




Nesta quinta-feira acontece roda de conversa sobre “Bifobia” em BH

Loading

Nesta quinta-feira, 26 de outubro, acontece uma roda de conversa que irá debater o tema “Bifobia”, o preconceito sofrido pelos bissexuais. O evento faz parte da programação do segundo Bi-Mestre Bissexual, que segue até novembro, e é organizado pela Frente Bi, que reúne, atualmente, pessoas bissexuais e pansexuais de Belo Horizonte e Região.

Estarão presentes como convidados:

Pollyana Alves Borges da Silva - Bióloga, Mestre em Ciências, Mãe por adoção, Militante Bissexual e não monogâmica. Integrante e co-fundadora da Frente Bi.

Daniel Bruno dos Reis - Psicólogo, Especialista em Teoria Psicanalítica, Mestre em estudos psicanalíticos, Militante Bissexual e pela não-monogamia, Integrante do grupo de pesquisa Psicanálise e Política da UFMG e Integrante e co-fundador da Frente Bi.

Samuel José de Melo Reis Gonçalves - Professor de Biologia do CEFET-MG nos Campi I e II, Biólogo, Mestre e Doutor em Biologia Vegetal, Militante Bissexual e pela não-monogamia, Integrante e co-fundador da Frente Bi

Sobre a Frente Bi

Segundo informações oficiais, a Frente Bi reúne, atualmente, pessoas bissexuais e pansexuais de Belo Horizonte e Região. Recém criada, busca integrar ações políticas e conscientização da população, promovendo a visibilidade e a saúde mental de pessoas que se identificam com o "B" da sigla LGBT e que sofrem diariamente com o apagamento e a bifobia tanto da sociedade quanto da própria comunidade LGBT. 

Serviço
Roda de conversa: Bifobia
Data: 26 de outubro (quinta-feira)
Horário: 19h
Local: CGRID - Cefet-MG (Av. Amazonas, 5253, Prédio Administrativo, 1º andar, Nova Suíça, BH).

terça-feira, 24 de outubro de 2017

George Michael: nova música, novo disco e documentário são lançados

Loading


Não faz nem um ano que George Michael faleceu, mas já temos novidades e os fãs podem “celebrar”.

Primeiro, Estamos falando da música “Fantasy”, que tem a produção e participação de Nile Rodgers. Na verdade não é uma nova música, mas sim um b-side feito no início dos anos 90 na época de “Freedom”, mas ganhou uma nova produção. 

Segundo, a música bem funkeada faz parte do relançamento do disco “Listen without Prejudice” que está vindo acompanhado também do “MTV Unplugged”, que será disponibilizado pela primeira vez. Aliás, o combo ‘Listen without Prejudice/MTV Unplugged’ já está disponível nas plataformas de streaming.  

Terceiro, foi lançado no final de semana pelo canal Showtime o documentário “Freedom: George Michael”, com depoimentos de artistas como  Elton John e Stevie Wonder, além das modelos como Cindy Crawford e Naomi Campbel.







Nesta quarta-feira acontece debate "Psicologia em Foco: Travestilidades e Transexualidades”

Loading

Nesta quarta-feira, 25 de outubro o Conselho Regional de Psicologia - Minas Gerais realiza mais uma edição do Psicologia em Foco, desta vez, o tema será “Travestilidades e Transexualidades”, que abordará “Contribuições interdisciplinares sobre travestilidades e transexualidades: despatologizar e garantir direitos”.

Participam do debate:

Jaqueline Gomes de Jesus - professora de Psicologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ). Doutora em Psicologia Social e do Trabalho (UnB) e pós-doutora (Escola Superior de Ciências Sociais da Fundação Getúlio Vargas). Pesquisadora-líder do ODARA - Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Cultura, Identidade e Diversidade (IFRJ Campus Belford Roxo). Autora de dezenas de publicações científicas, dentre elas o livro "Transfeminismo: Teorias e Práticas", o e-book "Orientações sobre Identidade de Gênero: Conceitos e Termos" e o artigo "Gênero e Psicologia Social no Brasil: Entre Silêncio e Diálogo".

Hugo Alejandro Cano Prais - graduado em Medicina (UFMG), especialista em Psiquiatria de Adultos (Programa de Residência em Psiquiatria do Hospital das Clínicas da UFMG) e mestre em ciências da saúde (Fundação Oswaldo Cruz/Centro de Pesquisas René Rachou). Professor assistente do Setor de Saúde Mental do Departamento de Ciências Médicas da Escola de Medicina da Universidade Federal de Ouro Preto. Atualmente é o Coordenador do Curso de Medicina da UFOP (2015-2017).

Mediadora: Dalcira Ferrão – psicóloga, conselheira presidenta e coordenadora da Comissão de Psicologia, Gênero e Diversidade Sexual.

Serviço
“Psicologia em Foco: Travestilidades e Transexualidades”
Data: 25 de outubro (quarta-feira)
Horário: 19h
Local: Conselho Regional de Psicologia de Minas Gerais (Rua Timbiras, 1532 - 6º andar - Lourdes, Belo Horizonte)
Inscrições: Enviar nome completo, profissão, área de atuação, título da mesa que deseja acompanhar e endereço de e-mail para: estagio.rp@crp04.org.br. O ciclo é gratuito e as vagas são sujeitas à lotação do espaço.
Mais informações: (31) 2138-6769.

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Revelado quem participará da All Stars 3 do RuPauls Drag Race

Loading


O mistério acabou! Foi revelado na última sexta-feira, quem participará da aguarda All Stars 3 do RuPauls Drag Race. Isso mesmo!


As queens desta temporada são: Aja (9ª temporada), Bendelacreme (6ª temporada), Chi Chi DeVayne (8ª temporada), Kennedy Davenport (7ª temporada), Milk (6ª temporada), Morgan McMichaels (2ª temporada), Shangela (2ª e 3ª temporadas), Thorgy Thor (8ª temporada) e Trixie Mattel (7ª temporada).

A temporada All Stars 3 será lançada em 2018 mas sem data exata ainda, pelo canal Vh1, mas provavelmente será entre fevereiro e março. Gostaram? Ansiosos?











Conheça a programação da quarta semana da Ocupação Transarte em BH

Loading



Nesta quarta-feira, 25 de outubro, acontece a terceira semana da Ocupação Transarte em BH. Ao longo de seis (6) semanas – a primeira teve como destaque a exibição do polêmico espetáculo teatral “O Evangelho segundo Jesus, Rainha do Céu” -  Belo Horizonte receberá o Transarte, um projeto de ocupação dos galpões da Funarte MG voltado para manifestações artísticas e culturais pautadas pela diversidade. 

A Ocupação Transarte irá preencher todo o mês de outubro e também as duas primeiras semanas de novembro, com uma programação criada para promover o encontro de artistas, ativistas, pesquisadores e atores da cena cultural e artística LGBT+ nacional e da capital mineira,  com as figuras atuantes no cenário, cada vez mais forte e consolidado.

Ao longo da semana que fechará o mês de outubro, a Ocupação terá a realização de dois espetáculos. Protagonizado por 2 bailarinos que compõem as cenas com poesia, movimento e dramaticidade, So+Mos (BH), apresentação produzida pelo grupo SOMOS, pautará a existência da identidade humana, enquanto identificação e orientação sexual, tencionando seus limites. Dividindo as atenções do público, também será apresentado o monólogo performático, Reconstruindo e construindo uma jovem Cristal (BH), protagonizado, roteirizado e dirigido por Cristal Lopez. A artista encenará uma autobiografia por meio de uma narrativa que apresenta suas experiências pessoais e profissionais, desde a sua infância até a consagração como artista mineira. O espetáculo continuará em exibição na primeira semana de novembro.  

Semana 4 (25/10 a 29/10):

Quarta-feira (25/10)
- 17h Espaço Transolhar de Exposição

Quinta-feira (26/10)
- 18h Mostra de Curtas
- 19h Espetáculo: Reconstruindo e construindo uma jovem Cristal
- 20h Espetáculo: So+MOS                 

Sexta-feira (27/10)
- 18h Mostra de Curtas
- 20h Espetáculo: So+MOS                 

Sábado (28/10)
- 18h Mostra de Curtas
- 20h Espetáculo: So+MOS                 

Domingo (29/10)
- 18h Mostra de Curtas

- 19h Espetáculo: So+MOS 

Local: a Funarte MG fica na rua Januária, 68, Centro, Belo Horizonte.

Todas as apresentações artísticas, em formato de espetáculo, requerem a compra e apresentação de ingresso, menos para o público trans que tem entrada franca garantida em todos dos dias da 

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Pesquisa revela que homofobia é o principal preconceito assumido pelos brasileiros

Loading

A Skol teve uma iniciativa fantástica: realizou uma pesquisa, em parceria com o Ibope, para mapear o preconceito no Brasil. Isso mesmo! Intitulada de “Skol Diálogos” focou em quatro tipos de preconceito: racismo, machismo, homofobia e gordofobia.

Segundo a pesquisa (veja o resultado completo na imagem abaixo), sobre a homofobia ou LGBTfobia, destaca-se:

- A homofobia é o principal preconceito assumido, ou declarado, entre os brasileiros que se declaram preconceituosos - 29%

- a LGBTfobia está presente no cotidiano de 97% dos LGBT brasileiros.

- "Pode ser gay mas não precisa beijar em público" e "isso é coisa de viado. É viadagem" são as frases preconceituosas mais ditas vinculadas aos LGBT.

- A região norte/centro-oeste do Brasil assim como a Sudeste são as áreas em que mais são ditas frases contra LGBT, respectivamente 47% e 46%.


PESQUISA SKOL/IBOPE – Números nacionais

- Foram ouvidas 2002 pessoas com abrangência nacional entre 21 e 26 de setembro.

- Apenas 17% dos brasileiros se declaram preconceituosos.

- Dos entrevistados, 72% declaram que já fizeram pelo menos um comentário preconceituoso.

-7 entre cada 10 brasileiros já fizeram comentários preconceituosos

- 45% dos brasileiros consegue ver preconceito nos comentários feitos por alguém do seu convívio, porém metade deles não reage diante da situação. Quando existe reação, as mulheres são as que mais reagem, com 60%.

- O preconceito mais praticado, mesmo sem ser notado, é o machismo:
Machismo: 61%
Racial: 46%
LGBTQ: 44%
Gordofobia: 30%


Acontece neste sábado o 1º Seminário Bissexual de Belo Horizonte

Loading

Acontece neste sábado, 21 de outubro, o I Seminário Bissexual de Belo Horizonte. No sábado dia 28 de outubro, também acontecerá a segunda etapa deste Seminário. O Seminário faz parte da programação do segundo Bi-Mestre Bissexual, que segue até novembro, e é organizado pela Frente Bi, que reúne, atualmente, pessoas bissexuais e pansexuais de Belo Horizonte e Região.

Programação Seminário:

DIA 1: 21/10 (sábado)
8h30 - Café 
9h – 10h - Mesa de abertura
Participantes: Aniah Braga, Marcella Sabriny, Pollyana Borges.

Vamos falar de bifobia?
10:00 - 12:00
Participantes: Daniel Bruno, Nanda Rossi.
Mediação: Samuel Gonçalves

A história do movimento bissexual
13:00 - 15:00
Participantes: Fernanda Coelho, Natasha Avital (SP).
Mediação: Thaís de Caux

Bissexualidade, família e educação
15:00 - 17:00
Participantes: Índigo Pessoa, Pollyana Borges, Samuel Gonçalves.
Mediação: Daniel Bruno

DIA 2: 28/10 (sábado)

8h - Café

E a saúde das pessoas bissexuais?
8:30 - 10:30 
Participantes: Gustavo Melo, Patrícia Félix, Paula Duarte.
Mediação: Marcial Junior

Bissexualidade, negritude e racismo
10:30 - 12:30
Participantes: Franz Galvão, Julie Soares.
Mediação: Marcella Sabriny

Bissexualidade, monogamia e não-monogamia
13:30 - 15:30 
Participantes: Daniel Bruno, Marcella Sabriny.
Mediação: Paula Duarte

Bissexualidade, transidentidades e transfobia 
16:00 - 18:00
Participantes: Ariel Lovegood, Luci Universo.
Mediação: Índigo Pessoa 

Sobre a Frente Bi

Segundo informações oficiais, a Frente Bi reúne, atualmente, pessoas bissexuais e pansexuais de Belo Horizonte e Região. Recém criada, busca integrar ações políticas e conscientização da população, promovendo a visibilidade e a saúde mental de pessoas que se identificam com o "B" da sigla LGBT e que sofrem diariamente com o apagamento e a bifobia tanto da sociedade quanto da própria comunidade LGBT. 

Serviço
1º Seminário Bissexual de Belo Horizonte
Data: 21 de outubro e 28 de outubro (sábados)
Horário: 
21 de outubro – 8h30
28 de outubro – 18h
Local: Casa De Direitos Humanos De Minas Gerais (Av. Amazonas, 558 - Centro, Belo Horizonte).


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Livro sobre poesia gay no Brasil está em financiamento coletivo para lançamento

Loading

Caio Costa (editor de vídeos do Projeto), Amanda Machado, deputado federal e escritor Jean Wyllys e Marina Moura.a

Onde o gay aparece na Literatura Brasileira? Quais autores retrataram a temática homossexual e em que obras? Movidas por essas perguntas, as pesquisadoras Amanda Machado e Marina Moura organizaram a primeira antologia de poemas  que tocam em temas homossexuais do país. A obra conta com textos inéditos dos escritores Glauco Mattoso,  Roberto Piva e Walmir Ayala.

Com lançamento previsto para dezembro na Galeria Olido, em São Paulo, o livro Poesia Gay Brasileira leva prefácio da ensaísta, escritora, editora, crítica literária e pesquisadora brasileira Heloísa Burque de Hollanda. Participam com poemas escritores como Lúcio Cardoso, Antonio Cicero, Caio Fernando Abreu, Amador Ribeiro Neto, Paula Taitelbaum, Mário de Andrade, Angélica Freitas, dentre outros.

“Acreditamos que já era hora de um livro destes ser organizado no Brasil. Outros países já fizeram.  É uma dívida literária.  Compilamos poemas, desde o século 19, reunindo uma produção que estava dispersa e desconhecida ou nunca havia sido  agrupada com este recorte da temática homossexual”, afirmam as organizadoras.

Defensor da causa LGBTT e escritor, Jean Wyllys assina a orelha da obra e fala da importância de seu lançamento: “Uma antologia que reúna esses poemas e coloque esses poetas no mesmo espaço é um documento fundamental, não só para a Literatura, mas para a História”.


Falar de literatura gay no Brasil

Na década de 60, o pesquisador pernambucano Gaspa rino Damata organizou a antologia “Poemas do Amor Maldito”, na qual traz textos que subjetivamente podem ser compreendidos como de teor homossexual. No entanto, em nenhum momento, nem mesmo no prefácio, Damata explicita que se trata de uma coletânea de poemas homossexuais.

Já o escritor mineiro Luiz Ruffato lançou em 2007 uma antologia de contos com temática homossexual chamada “Entre nós”. Ambas as obras, a de Ruffato e a de Damata, fizeram parte da pesquisa que precedeu ao lançamento desta antologia, “Poesia Gay Brasileira”.

Cabotinismo Literário

Em uma das entrevistas que as organizadoras realizaram com os autores, o professor de Literatura da USP e ex-presidente da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH), Horácio Costa, disse que na Universidade pesquisas envolvendo a temática homossexual já chegaram a ser barradas e se diz perplexo com o “cabotinismo da instituição literária brasileira”, que por muito tempo ignorou personagens e temas homossexuais em nossa Literatura.

Na entrevista, Horácio falou também da homossexualidade de cânones literários, como Mário de Andrade e Olavo Bilac. Estranhamente, o vídeo desta entrevista teve seu patrocínio proibido pelo Facebook na Fan Page de divulgação do projeto Poesia Gay Brasileira. O motivo nunca foi esclarecido pela empresa.

Desdobramentos

“É difícil pensar que estamos lançando somente um livro. Porque os desdobramentos são infindáveis. Conseguimos envolver várias pessoas, autores, poetas. Gravamos entrevistas, participamos de saraus e tiramos da poeira poemas que estavam esquecidos nas bibliotecas ou nas redes. Quem sabe até no futuro a gente não consiga desdobrar o projeto em um documentário com as entrevistas que fizemos”, finalizam as organizadoras.

Organizadoras

Amanda Machado
Designer especialista em projetos editoriais. Mineira de Belo Horizonte. Formada em Letras e Mestra em Estudos Literários pela UFMG, atuou junto a povos indígenas assessorando o trabalho de produção de livros. Como professora, orientou jovens no desenvolvimento de projetos editoriais.

Marina Moura
Jornalista de ofício, poeta de coração. Paulistana de nascença, com passagem em Belo Horizonte. Gosta da costura fina de verbos, das escrituras via observações bucólico-urbanas e de analisar a essência das pessoas, paisagens e coisas. Editoração e revisão de textos são outras atividades às quais se dedica.

Clique aqui e colabore para esse importante documento da história LGBT no Brasil.