quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Segundo pesquisa, para 38% dos gaúchos “não é coisa de homem” fazer exame de toque retal

Loading

Segundo um levantamento realizado no Brasil, para 38% dos homens gaúchos fazer exame te toque retal, que ajuda a combater o câncer de próstata...  “não é coisa de homem”. Isso mesmo!

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Datafolha, e divulgado pela Bayer, em parceria com o Instituto Oncoguia e a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)

Ao todo, foram ouvidos 1000 homens estádios de futebol em São Paulo, Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador e Recife. 

Desta forma, podemos perceber que o preconceito é um dos fatores que dificultam a realização do exame e, consequentemente, sua prevenção e tratamento.  Lembrando, que o exame deve ser feito em homens a partir dos 40 anos.