sexta-feira, 28 de julho de 2017

UFMG oferece Formação Transversal em Gênero e Sexualidade - Perspectivas Queer/LGBTI

Loading


A  Universidade Federal de Minas Gerais está oferecendo neste semestre Duas novas formações Transversais. Uma delas é em “Gênero e Sexualidade e Perspectivas Queer/LGBTI” e  a outra em Empreendedorismo e Inovação. 

Alunos veteranos de graduação interessados em cursar as formações transversais oferecidas pela UFMG neste semestre devem solicitar matricula nos dias 29 e 30 (sábado e domingo), por meio do Sistema Acadêmico da Graduação (Siga). O resultado da solicitação será divulgado no dia 3 de agosto.

Estudantes de pós-graduação podem solicitar a matrícula nas formações transversais no dia 3 de agosto, nas seções de ensino das unidades responsáveis pela oferta de cada disciplina.
Pessoas sem vínculo com a Universidade podem fazer as formações como disciplinas isoladas, cuja matrícula deverá ser solicitada no dia 7 de agosto, nas seções de ensino das unidades responsáveis pela oferta de cada disciplina.

O que são as formações transversais?

As formações transversais são atividades acadêmicas que buscam incentivar a formação de espírito crítico e de visão aprofundada sobre temas gerais. São ofertadas com o objetivo de oferecer opções inovadoras e incomuns de percurso acadêmico, de modo que o corpo discente disponha de elenco de atividades capazes de suprir necessidades emergentes da sociedade e do conhecimento.

As disciplinas podem ser aproveitadas isoladamente (como formação livre) ou em conjunto em todos os cursos de graduação da Universidade. Caso o estudante opte por cursar as 360 horas-aula de uma determinada Formação Transversal (FT), receberá certificação específica em sua área de ênfase.

Gênero e sexualidade

Uma das novidades neste semestre é a oferta da Formação Transversal em Gênero e Sexualidade: Perspectivas Queer/LGBTI. Ministrada por professores de sete departamentos distribuídos por cinco unidades acadêmicas, essa modalidade de FT pode ser cursada parcial ou totalmente por qualquer estudante da Universidade.

“A formação em gênero e sexualidade tem disciplinas ofertadas por professores das áreas de direito, educação, comunicação, psicologia, medicina, dança, antropologia e ciência política. Em todas elas, há modos diversos de olhar para o gênero e a sexualidade como campo de estudos e como prática política”, comenta a professora Joana Ziller, do Departamento de Comunicação.
Neste semestre, a formação oferece cinco disciplinas: Democracia e teorias do reconhecimento; Dança contemporânea II - Performance; Educação, sexualidade e gênero; Processos midiáticos, relações de gênero e figurações da sexualidade e Psicologia da diversidade sexual e de gênero.