sexta-feira, 7 de abril de 2017

Transvest, ONG voltada às travetis e trans de BH, busca financiamento coletivo para sua continuidade

Loading


A ONG Transvest, voltada a melhoria da vida de travestis e transexuais, está realizando um financiamento coletivo para dar continuidade às atividades que realiza. O objetivo é arrecadar 50 mil reais por meio da plataforma cartase. Quem quiser, e puder, ajudar pode contribuir até o dia 4 de junho. Até o momento foram arrecadados menos de 5 mil reais. Abaixo, você pode saber mais sobre o projeto por meio de informações oficiais e um vídeo:

Somos o Transvest: uma ONG que objetiva combater a violência social, incluindo travestis, transexuais e transgêneros na sociedade. Criamos um espaço educativo onde ocorrem gratuitamente: palestras sobre as culturas lgbt, oficinas artísticas, pré-vestibular, supletivo, curso de libras e cursos de línguas (inglês, francês, espanhol e italiano) para a população trans de Belo Horizonte. O projeto não tem nenhum apoio do governo. Todas as atividades – além de gratuitas- são desenvolvidas pelo trabalho voluntário de professores que acreditam no poder transformador da educação.
Para realização do projeto, gastamos, em média mensal, 5.000,00 reais. Com tal valor, mantemos um espaço que busca – por meio de cursos e atividades pedagógicas- empoderar travestis, combater a transfobia e promover a tolerância\cultura de paz.

Dificuldades

Percebemos, no entanto, que oferecer um espaço e ofertar cursos para incluir transexuais na sociedade não é suficiente para garantir a permanência de alunos em sala de aula, pois muitos não têm condições financeiras para se deslocar até o projeto. Para evitar a evasão, oferecemos, então, aos alunos, suporte financeiro para transporte. Servimos também lanche diário, pois – infelizmente- muitas travestis, excluídas da sociedade, não possuem dinheiro para tal. Entregamos mensalmente uma cesta básica para todas pessoas travestis e transexuais que participam do projeto. Além disso, auxiliamos a população de travestis que se encontra em situação carcerária por meio de aulas preparatórias para o enem e por meio de cursos de capacitação.

Por não ter suporte do governo, todas essas despesas têm sido custeadas por campanhas virtuais, por professores, por patrocinadores e por parceiros que militam por um mundo mais igualitário.




União

Para o segundo semestre de 2017, sonhamos criar um abrigo trans em BH. Este, além acolher travestis e transexuais que moram nas ruas, servirá de espaço para que as travestis libertem-se da opressão\violência exercidas por cafetões. Precisamos, por isso, de novos parceiros que nos ajudem a regar esse sonho. A sua ajuda, além de manter vivo o nosso projeto, mudará a vida de travestis e transexuais de Belo Horizonte.

A Ong Transvest acredita que a educação é o motor transformador de uma sociedade, por isso buscamos fazer da nossa prática pedagógica ferramenta de afeto. Sendo assim, queremos não só transmitir conhecimentos conceituais, mas principalmente executar atividades que promovam uma atmosfera de segurança, respeito e confiança para que haja desenvolvimento da auto estima dos sujeitos. Em cada atividade realizada, plantamos as sementes do respeito, da tolerância e do carinho. Regamos essas sementes com a energia do trabalho voluntário, principal meio de exercer a cidadania e de colaborar para construção de um país mais humano, justo e sensível. Precisamos agora de parceiros que adotem esse jardim...

Com o valor arrecadado, alugaremos por 12 meses uma casa-abrigo em Belo Horizonte. A média mensal do aluguel do imóvel que sonhamos é 4.000,00 reais.