sexta-feira, 31 de março de 2017

Filme que rendeu prêmio em Festival LGBT ao diretor estreia em BH

Loading


O filme “O Ornitólogo”, que está em cartaz em Belo Horizonte somente no Cine 104, rendeu ao seu diretor, João Pedro Rodrigues, o prêmio de o prêmio de melhor realizador no Festival Internacional de Cinema e Artes Cénicas LGBT - Zinegoak, que aconteceu em final de fevereiro e início de março em Bilbau, Espanha.

Como informou o site SapoMag, a organização do Festival Zinegoak considera o diretor João Pedro Rodrigues "uma referência do cinema LGBT", com uma visão "provocadora e provocativa" e que se destaca pela "procura incansável e inclassificável de novas formas para velhos temas”.

A sinopse de “O Ornitólogo” é:  Fernando (Paul Hamy) é um solitário homem de 40 anos que trabalha como um ornitólogo. Ele decide viajar pelo curso de um rio a bordo de um caiaque, mas quando uma correnteza forte derruba sua pequena embarcação, ele inicia uma jornada sem volta e repleta de perigos, com direito a um envolvimento gay, como podemos ver no trailer abaixo.


Programação Cine 104 (30 de março a 5 de abril)
17h – O ornitólogo (primeira semana)
19h10 – Com os punhos cerrados (primeira semana)
20h30 – Era o hotel Cambridge (segunda semana)
Os ingressos têm preços populares [R$ 12 e R$ 6 (meia-entrada)] 
O Cine 104 fica naPraça Rui Barbosa, 104, Centro, em BH.

Pabllo Vittar fará show em BH no mês de abril

Loading

Se você também não espera o carnaval para ser vadia... então prepare-se: em abril aconteceu show da Pabllo Vittar como principal destaque da festa VHS, feita pelo site Papel Pop e que em BH terá produção da @bsurda. Isso mesmo! 

Os ingressos estarão a venda a partir deste sábado, 1º de abril, e não será mentira. Só voltar aqui no Muza que disponibilizaremos o link para comprar clicando aqui.

Abaixo, você pode sentir a vibe do convite oficial:

“Que tal juntar a maior festa pop de São Paulo com a maior festa pop de BH, de novo? Preparados pra mais uma VHS Sem Frescuras?! Ressuscita!

Depois da nossa estreia inesquecível com mais de 2500 pessoas se jogando muito no Mercado, a gente não via a hora de mais. E, dessa vez, vai ter ainda uma convidada mega especial: a rainha Pabllo Vittar, fazendo show ao vivo!

Sim, a segunda edição da #VHSTour vai acontecer com a dona do carnaval, e a @bsurda mais uma vez é parceira desse evento. 

Sem K.O, chama aquela sua miga que chega como rainha, sem arrastar e VEM! Você vai cantar com a Pabllo e dançar um mooonte com o melhor do pop de todas as épocas até o dia amanhecer!

DJ, toca o som!

VHS Sem Frescuras com PABLLO VITTAR
22/04, sábado, 22h
O Mercado - BH

Censura: 18 anos”

quinta-feira, 30 de março de 2017

Cantor Silva regrava Marisa Monte em videoclipe com beijo gay e fará show em BH

Loading


Falamos hoje mesmo, aqui no Muza, que Marisa Monte faz show em BH em maio, junto com Paulinho da Viola, mas quem não conseguir esperar terá um belo aquecimento com o show do cantor Silva, em abril, no qual ele só canta várias músicas da Marisa no show e disco “Silva canta Marisa”.

E foi justamente neste seman que antecede o show dele em BH que o cantor lançou o videoclipe para  a música “Beija Eu”, sucesso de Marisa nos anos 90. No vídeo, Silva beija várias pessoas, inclusive outros homens, e outras pessoas também se beijam, também duas mulheres. 

Abaixo, você pode ver o videoclipe, mas antes informações o show dele em BH. 

Show – Silva canta Marisa
Data: 7 de abril (sexta-feira)
Horário: 21h
Local: Teatro Bradesco BH (rua da Bahia, 2.244 – Lourdes)
Ingtressos: R$80. 





Marisa Monte fará em BH com Paulinho da Viola

Loading

Paulinho da Viola e Marisa Monte se apresentarão juntos, de maio a junho, em três capitais – São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, nessa ordem. Os shows, que levam o nome de Paulinho da Viola encontra Marisa Monte, serão uma verdadeira celebração para os amantes da MPB nos dias 5, 6 e 7 de maio, no Citibank Hall, em São Paulo;20 de maio, no BH Hall, em Belo Horizonte; e 09 e 10 de junho, no Metropolitan, Rio de Janeiro.

A venda para o público geral do show de BH está disponível. Os ingressos dos shows poderão ser adquiridos pela internet, nos pontos de venda espalhados pelo Brasil e nas bilheterias oficiais. Os espetáculos são realizados pela TIME FOR FUN. 

O espetáculo, inédito – os dois só se apresentaram juntos em eventos esporádicos -, surgiu de um convite de Paulinho a Marisa para uma participação especial em seus shows, promovidos pela TIME FOR FUN (T4F). 

O convívio dos dois é antigo; começou quando Marisa era ainda adolescente. Paulinho a considera uma das grandes intérpretes brasileiras e tem com ela especial sintonia, pela ligação de ambos com o samba.  Marisa, menina ainda, já acompanhava as coisas do samba e da Portela. Desenvolveu com a Velha Guarda uma relação muito próxima, de admiração e carinho, sentimento que Paulinho também sempre nutriu pela escola. 

“Para mim”, diz Paulinho, “é muito prazeroso compartilhar essa experiência”.  Para Marisa, Paulinho faz parte de sua memória musical. “Estar com ele é como encontrar com a alma do samba”, resume a cantora.

Marisa tinha apenas três anos quando o Brasil foi arrebatado por uma das obras primas do cancioneiro nacional, de autoria de Paulinho. “Foi um Rio que Passou em Minha Vida” resgatava uma promissória de Paulinho com a Portela, até então ressabiada com “Sei Lá, Mangueira”, outro hino do samba, feito em homenagem à rival. 

Dali em diante, Paulinho consolidou-se como um dos músicos mais completos, refinados e criativos da Música Popular Brasileira. Com mais de 50 anos de carreira, sua discografia o insere no mais alto panteão da Música Popular Brasileira. Marisa nesses anos desenvolveu uma carreira hoje consagrada no Brasil e no exterior. 

O encontro entre esses dois grandes artistas que a TIME FOR FUN (T4F) promove agora oferece ao público brasileiro um registro que já nasce clássico, destinado à antologia da música popular brasileira.

Serviço
PAULINHO DA VIOLA ENCONTRA MARISA MONTE
BH HALL - BELO HORIZONTE
Realização: TIME FOR FUN
Copatrocínio: Skol
Data: Sábado, 20 de maio de 2017
Horário: 22h
Local: BH Hall – Belo Horizonte (MG)
Ingressos: de 110 a 1.200 (ver tabela completa).
Capacidade: 3.620 lugares
Duração: Aproximadamente 1h40.
Classificação etária: De 12 a 14 anos: permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsáveis legais. De 15 anos em diante: permitida a entrada desacompanhados.

INGRESSOS:

PREÇOS POR SETORES ½ ENTRADA NORMAL
MESA SETOR I (4 LUG.) - R$ 1.200
MESA SETOR II (4 LUG.) - R$ 1.000
PISTA/ARQUIBANCADA (1º LOTE) R$ 75 R$ 150
PISTA/ARQUIBANCADA (2º LOTE) R$ 100 R$ 200
PISTA/ARQUIBANCADA (3º LOTE) R$ 110 R$ 220

 - Meia-entrada: obrigatória à apresentação do documento previsto em lei que comprove a condição de beneficiário: no ato da compra e entrada do evento (para compras na bilheteria oficial e pontos de venda físicos) / na entrada do evento (para compras via internet).

- A venda para o público em geral estará disponível a partir do dia 28 de março de 2017.

BILHETERIA OFICIAL – SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA
BH Hall - Av. Nossa Senhora do Carmo, 230 – São Pedro.
Segundas-feiras – FECHADAS
Terças-feiras e Sábados – 12h às 20h
Domingos e feriados – 13h às 20h

LOCAL DE VENDA – COM TAXA DE CONVENIÊNCIA
Pela Internet: www.ticketsforfun.com.br 
(retirada na bilheteria e e-ticket, com taxas de conveniência).

FORMAS DE PAGAMENTO VÁLIDAS TICKETS FOR FUN
Internet:
- Cartões de crédito MasterCard, American Express, Elo Crédito, Visa, Diners Club e Hipercard.

Bilheteria e Pontos de Venda:
- Dinheiro;
- Cartões de Credito MasterCard, American Express, Elo Crédito, Visa, Diners Club e Hipercard;
- Cartões de Débito Visa Electron, MasterCard débito, Elo Débito e Hipercard.
- Vale Cultura





quarta-feira, 29 de março de 2017

Relatório revela números de LGBTfobia no Carnaval de Belo Horizonte

Loading

O coletivo artístico Beijo no seu Preconceito em parceria com a Frente Autônoma LGBT, os blocos de rua LGBTIQ, e o Conselho de Regional de Psicologia MG – CRP-MG, criaram um formulário, para registrar os casos de violações ocorridos durante o Carnaval BH 2017.   Agora, o relatório é divulgado e mostra alguns registros. 

Foram recebidos no total 18 denúncias. A forma de violência mais comum foi os insultos e xingamentos (11), seguido de ameaças (3), violência física (2 casos), expulsão ou sugestão de se retirar do evento (2), e um caso de assédio sexual. As violências ocorreram mais frequentemente à noite, enquanto as pessoas se dirigiam para os blocos ou saíam desses. As informações completas podem ser conferidas no relatório.

“Sabíamos que não conseguiríamos identificar todas as violências ocorridas nesse período, algumas pessoas não ficaram sabendo do formulário, outras sabiam, mas optaram por não denunciar. Apesar desses contratempos, nosso desejo foi de começar a identificar e tornar públicas essas violências, rompendo o pacto do silêncio que existe em nosso carnaval, que se diz tão tolerante e inclusivo, sobre as violências cometidas contra as pessoas LGBT”, diz um comunicado relativo ao resultado divulgado no relatório. 

O  relatório com as informações coletadas foi apresentado à Comissão Estadual de Prevenção às Fobias (CEPEF) que é composta pela Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública, além de diversas secretarias estaduais e representação de movimentos sociais, para que tomem ciência dos ocorridos e a partir disso possam dar os devidos encaminhamentos.

Clique aqui para ler o relatório na íntegra. 



Espetáculo Cancioneiro Queer, com canções LGBT, estará mais uma vez em cartaz em BH

Loading

No próximo final de semana, de 31 de março a 2 de abril, o concerto cênico Cancioneiro Queer retorna com nova temporada em Belo Horizonte. O espetáculo é do artista Marcelo Kuna, no qual ele apresenta canções LGBT desde cabarés alemães à contemporaneidade em um concerto cênico em formato de cabaré, a apresentação envolve dança, teatro musical e ópera. 

Sobre o espetáculo 

Canções de repertório erudito-popular que atravessam a Ópera, Teatro Musical Brasileiro, além de canções da Broadway e Off Broadway são encenadas em formato inédito na cidade de Belo Horizonte. O repertório eclético aborda, por exemplo, canções do compositor russo radicado na Inglaterra Mischa Spoliansky, que criou composições consideradas como os primeiros hinos LGBT dos quais se tem conhecimento.

Integram ainda, o repertório, uma canção do compositor alemão radicado nos Estados Unidos Kurt Weill, pouquíssimo apresentada no Brasil. Weill, que compôs famosas peças musicais com o dramaturgo Bertolt Brecht, foi um dos primeiros compositores contemporâneos a abordar temática amorosa lésbica, como o faz na canção “Je ne t’aime pas”, da peça musical Marie Galante (1934).

Além dessas, “Non Monsieur Mon Mari” da ópera Les Mamelles de Tirésias, dos franceses Francis Poulenc e Jean Cocteau, também raramente executada no Brasil, será apresentada como parte do concerto. Com uma abordagem relativamente abrangente das experiências que, muitas vezes, ficam apenas ilustradas na “sopa de letrinhas” LGBT, Cancioneiro Queer circula por enredos amorosos e de descoberta homossexual, lésbica e transgênero.

Sobre Marcelo Kuna

Artista do corpo e cantor graduado em Comunicação das Artes do Corpo (PUC-SP). Foi agraciado com o Prêmio Jovem Músico BDMG, em 2010. Já participou de workshops no Graduate Musical Theatre Writing Program (Tisch-NYU), no Stella Adler Studio of Acting (Nova Iorque), na Royal Academy of Dramatic Art (RADA, Londres), com a V.O.I.C.Experience Foundation (Sherrill Milnes), com a DanceAbility International (Alito Alessi), e com o Núcleo Dança Aberta (São Paulo). Seus trabalhos em artes do corpo já foram apresentados no Centro Cultural São Paulo, no SESC Campinas, na São Carlos Videodance Festival e nos Estados Unidos. 

Ficha técnica  

Concepção: Marcelo Kuna
Arranjos: Fausto Borém, Fred Natalino
Versões em português: Marcelo Kuna
Iluminação: Tainá Rosa

Cantores: Marcelo Kuna, Sérgio Anders, Raissa Brant
Artistas convidados: Leonardo Mendonza, Clara Borém
Piano: Fred Natalino 
Contrabaixo: Fausto Borém 
Guitarra, Violão: Luísa Martins
Bateria: Matheus Rodrigues

Serviço
Espetáculo Cancioneiro Queer
Datas e horários: 31 de março (21h), 1º de abril (19h30) e 2 de abril (19h) 
Local: Teatro de Bolso SESIMINAS ( Rua Padre Marinho, 60 – Santa Efigênia – BH-MG).
Preços: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada). Na bilheteria (13 às 19 horas) – clique aqui para comprar.
Classificação: 16 anos

terça-feira, 28 de março de 2017

Estreia essa semana em BH o filme “Os Belos Dias de Aranjuez”

Loading

Estreia nos cinemas de Belo Horizonte, no próximo dia 30, o filme “Os Belos Dias de Aranjuez”, que marca o retorno do clássico diretor, ator e roteirista Win Wenders responsável por clássicos como “Asas do Desejo” (1987) e “Paris, Texas”(1984).

Veja abaixo a sinopse e o trailer de “Os Belos Dias de Aranjuez”, que tem ainda a participação do músico Nick Cave. 

No norte da França, um escritor alemão (Jens Harzer) começa a escrever os esboços para o seu próximo livro e desenvolve, como ponto de partida, um diálogo entre um homem (Reda Kateb) e uma mulher (Sophie Semin), que se encontram em um jardim suspenso para discutir, entre outras coisas, questões como sexualidade, amor, infância e também suas memórias e a vida em si.

segunda-feira, 27 de março de 2017

Atriz e roteirista de Orange Is The New Black estão casadas

Loading

A atriz Samira Wiley, que faz a Poussey na série “Orange is the New Black” se casou com a roteirista da série, Lauren Morelli neste final de semana. As duas ficaram noivas em outubro do ano passado. 

Elas casaram no sábado, 25 de março, em Palm Spings, na Califórnia. Segundo o site Martha Stewart Weddings, que divulgou com exclusividade a foto e a informação sobre o casamento, a música “This is How We Do It” do Montell Jordan foi a escolhida para a troca das alianças, seguida de... “Baby” do Justin Bieber. Isso mesmo!

Os vestidos são assinados pelo estilista Christian Siriano e a foto é de Jose Villa. 

sábado, 25 de março de 2017

25 de março - Dia Nacional do Orgulho LGBT

Loading


Sim ao amor! Não à LGBTfobia!

No Dia Nacional do Orgulho LGBT - Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Mulheres Transexuais e Homens Trans, a Sedpac reafirma seu compromisso com a construção de uma Minas Gerais plena em igualdade de direitos para todxs.

sexta-feira, 24 de março de 2017

Adele pára o show para realização de pedido de casamento gay

Loading

Um dos shows da Adele na Austrália foi especial. Não por reunir cerca de 77 mil pessoas na cidade de Melbourne, mas pela própria cantora interromper o espetáculo para que um fã pedisse o  namorado em casamento. Isso mesmo! Adele parou o show para que um pedido de casamento gay fosse feito. Muito amor!

A própria cantora ficou surpresa: “Não sabia que isso ia acontecer... parabéns!”, disse no palco e celebrou com o casal formado por Wade e Chris. Wade chegou a falar sobre o acontecido à BBC:

"Me deu um branco na hora. Tudo que eu conseguia enxergar era Chris e Adele ali na minha frente. Dividir o palco com ela por cinco minutos foi inacreditável." 

Adele compartilhou a foto abaixo em suas redes sociais. Na sequencia, veja o vídeo na íntegra.

Uma publicação compartilhada por Adele (@adele) em


Uma publicação compartilhada por Ticketmaster Australia (@ticketmasterau) em

Hoje, sexta, acontece o 2° Sarau da Academia TransLiterária em BH

Loading


Nesta sexta-feira, 24 de março, acontece o 2° Sarau da Academia TransLiterária em Belo Horizonte. O objetivo é estimular a produção literária nas categorias poema e conto para pessoas transgêneras e cisgêneras

No momento, haverá ainda a Premiação do Concurso Literário Diadorim e shows com Pitty Ptichuquinha, Paola Venturyni, Titi Rivotril, Sandra Lee, Carol Souza, Cia de Dança Fissura, Xchatyellen Convyctaa, Nickary Aycker e Cristal Lopez. 

Sobre a Academia Transliterária 

A academia TransLiterária tem o objetivo de incluir diversos gêneros na fala, na escrita e em todas as formas de arte. Um espaço em que os transgêneros tenham voz e sejam protagonistas da sua própria história e expressão artística.  A Academia fica localizada na rua da Bahia, 1148 - Ed. Maletta - Sala 1123 – Centro, Belo Horizonte. 

Serviço
 2° Sarau Academia TransLiterária - Premiação do Concurso Literário Diadorim.
Data: 24 de março (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Praça Rui Barbosa, 50 - Centro, Belo Horizonte 
Rua da Bahia, 1148 - Ed. Maletta - Sala 1123 - Centro - Belo Horizonte – MG


quinta-feira, 23 de março de 2017

Marcelo Adnet faz paródia na TV sobre “Você não sabe como é bom ser gay”

Loading

Na última terça-feira foi ao no programa “Tá no ar”, da Rede Globo, uma paródia do Marcelo Adnet sobre “Você não sabe como é bom ser gay”.

Na música, que é uma versão do hit “A Estrada” da banda Cidade Negra dos anos 90, Adnet canta sobre avanços da comunidade LGBT recentes no Brasil, como adoção de crianças e a possibilidade do casamento, e até mesmo sobre o desejo de retorno das Spice Girls. Divertidíssimo!

Você pode ver o vídeo abaixo ou clicando aqui.

Cantora mineira, Paula Oliveira, mostra casal gay em primeiro videoclipe

Loading



A cantora mineira Paula Oliveira lançou seu primeiro (e ótimo) videoclipe essa semana. A música escolhida é “Assunto Pendente” que no vídeo mostra, além da cantora, também um casal gay em sua história. 

A produção do videoclipe é da Sound Delta. Segundo o site Brasileiríssimos  “O vídeo fala, de maneira provocante, sobre conexões amorosas que ainda não foram vividas, que estão em pendência”. 

A música faz parte do primeiro disco de Paula que será lançado em abril e leva o mesmo nome da música. Paula já lançou um EP em 2015, chamado “Rasgue depois de usar”.

Abaixo, você pode ver o belo videoclipe. Gostou? Em abril, no dia 13, terá show de lançamento do disco “Assunto Pendente” em Belo Horizonte, no Cine Brasil Vallorec, co, ingressos a R$20. Clique aqui para comprar



Sábado acontece em BH festival de música sertaneja com Wanessa Camargo

Loading

No próximo sábado, 25 de março, a cantora Wanessa Camargo, que está em um fase sertaneja, será uma das atrações do festival do gênero chamado “Festa das Patroas”, que tem como atrações outas cantoras que estão bombando no sertanejo no Brasil: Marília Mendonça e Maiara e Maraísa.

Wanessa lançou recentemente o disco 33 e apostou em canções tipicamente sertaneja como “Coração Embriagado” e “Vai que vira amor”. 

Serviço
Festa das Patroas
Com shows de Marília Mendonça, Maiara e Maraísa e Wanessa Camargo. 
Data: 25 de março (sábado)
Local: Esplanada do Mineirão (Avenida Antônio Abrahão Caran, 1001 - São José, Belo Horizonte)
Ingressos: de R$70 (Pista) a R$390 (camarote) - clique aqui para comprar




quarta-feira, 22 de março de 2017

Veja programa especial da Rede Mins que abordou os LGBT na terceira idade

Loading

Como é ser LGBT na terceira idade? Essa foi a proposta do programa Sou 60, exibido pela Rede Minas e apresentado pela jornalista Roberta Zampetti, ao entrevistar idosos LGBT.

A descrição do programa sobre o tema diz que “em uma sociedade que valoriza a juventude, ser velho já é motivo de preconceito. Ser, ao mesmo tempo, gay, lésbica, bissexual ou transgênero pode ser um desafio ainda maior. Como pode ser diferente?” . O programa aborda os cuidados específicos dos idosos LGBT, a situação em asilos, dentre outros pontos. 


No programa foram entrevistados a ativista e transexual Anyky Lima (67), que é vice-presidente do Centro de Luta Pela Livre Orientação Sexual (Cellos MG), o filósofo e ativista Leandro Paiva e o publicitário Osmar Rezende (65 anos).

Abaixo, você pode ver o programa na íntegra:


A imagem acima é meramente ilustrativa, mas talvez vocês já conhecem os dois na foto. São gays e idosos na série “Grace and Frankie”, da Netflix, que conta a história de Grace e Frankie, cujo os dois maridos na terceira idade resolvem terminar com elas para viverem juntos. A série mostra como as duas continuam  a vida após a separação e ao mesmo tempo nutrem um carinho e amizade com os exs.  


Sexta acontece a reinauguração da Emme Lounge & Food em BH

Loading


Na próxima sexta-feira, 24 de março, o público LGBT de BH terá mais um espaço gay firendly para curtir na noite de BH: a reinauguração da boate Emme Lounge. As novidades, segundo os produtores são:

“Novas festas, DJs, shows e atrações trazidas por grandes produtores para renovar a cena da capital! Uma equipe "Party People" de primeiríssima vai ficar por conta de criar e produzir festas inesquecíveis no EMME!

E, além da programação, nosso espaço ainda tem nova iluminação, duas pistas, novo cardápio, nova área de fumantes, sistema de ar condicionado mais potente e, lógico, todo carinho do mundo para receber os clientes de sempre e nossos novos frequentadores!"

Na noite de reinauguração oficial, dia 24, haverá como atração os DJs: Rafael Fantini, Frankiw, Luiz Marks, Bruno, Júlio Mersex e Zubreu. A hostess da noite será Gaby Camburão, que também fará um Poket Show. No sábado, 25, haverá show e intervenções da badalada drag queen Kayete!

Serviço
Reinauguração da boate Emme Lounge & Food 
Dias: 24 e 25 de março (sexta-feira e sábado)
Horário dia 24:  22h (coquetel convidados) e 0h (público geral)
Horário dia 25:  23h.
Endereço: rua Pernambuco 773, Savassi.
Ingresso: R$ 15,00

terça-feira, 21 de março de 2017

Manifestação contra transfobia foi realizada em Belo Horizonte

Loading


Como o Muza havia chamado a atenção, aconteceu em BH no último domingo, 19 de março, uma manifestação contra a transfobia. 

O motivo foi o assassinato da travesti Mirella de Carlo, no bairro Carlos Prates, em Belo Horizonte. Um crime bárbaro com indícios de crueldade. Segundo os organizadores da Manifestação, o motivo teria sido  transfobia,  que mata mais de 150 pessoas transgêneras todos os anos no Brasil.

A Manifestação em BH aconteceu na Praça 7, centro da capital, e contou com a presença de amigos da vítima e militantes LGBT, como a vice-presidente do Centro de Luta Pela Livre Orientação Sexual (Cellos MG), Anyky Lima que é uma mulher transexual. Aliás, as imagens divulgadas aqui são do arquivo pessoal da própria Anyky. 

Na divulgação da Manifestação, os organizadores reforçaram que: “Não queremos só combater a transfobia pelos familiares e amigos de Mirella , mas também para os familiares e amigos de Dandara, Jennifer, Sandra, Rubi, Lorrane, Michelle, Camila e outras que foram assassinadas - contabilizando só neste ano 25 mortes.  E é com esse intuito que queremos convocar uma manifestação pela erradicação da transfobia. O Brasil precisa sair da liderança mundial de morte de pessoas trans”. 

Os presentes chegaram a ocupar o Pirulito da Praça 7, um dos símbolos turísticos de Belo Horizonte, segurando cartazes com mensagens contra a transfobia, como podem ver acima e abaixo, e a bandeira do movimento Trans. 



Katy Perry recebeu prêmio por apoio à comunidade LGBT

Loading


A cantora Katy Perry foi premiada, no final de semana, pelo apoio à comunidade LGBT ao longo da sua carreira. O prêmio recebido foi o National Equality, concedido em Los Angeles pela ONG pró-LGBTQI Human Right Campaing.

Há quase 10 anos Katy Perry surgiu no mundo da música justamente com uma canção gay friendly: “I Kissed A Girl”. Na qual dizia que havia beijado uma garota e gostado. Durante o discurso ao receber o prêmio, Katy confessou que beijou a gatora e  prêmio

Mas além de um discurso bem humorado, Katy Perry falou que cresceu em um ambiente no qual a homossexualidade não era bem vista. Para quem não sabe, Katy é filha de pastores e chegou a lançar um disco gospel:

não há outra comunidade que eu acredite mais que vocês e que me ajudaram a formar quem eu sou hoje

e a verdade seja dita eu fiz mais do que isso

“...eu aprendi que sexualidade não era algo branco ou preto, como esse vestido que estou usando... eu cresci ouvindo que homossexualidade era sinônimo de abominação... e essas pessoas que fui criada para temer foram as pessoas mais livres, fortes, gentis e inclusivas que eu conheci... não há outra comunidade que me ajudou a formar quem eu sou hoje e que eu acredite mais”

Abaixo, você pode ver o discurso na íntegra, em inglês:

Polêmica: Saiba mais sobre o "controle" do conteúdo LGBT no YouTube

Loading


O YouTube sempre foi uma plataforma digital que ajudou a combater o preconceito, inclusive contra os LGBT, mas parece que desde o final de semana as coisas mudaram... e para pior:

No Modo Restrito do YouTube, algo indicado para controlar o conteúdo para menores de idade, está sendo ocultado vídeos com temáticas LGBT nos resultados de busca. Tais vídeos seriam considerados por esse algoritmo do YouTube algo como ofensivo ou não indicado, por isso não são exibidos.

Desta forma, vídeos que falem abertamente ou se relacionam de maneira direto ao conteúdo LGBT não estão sendo exibidos  nos resultados de busca. Mas o nível de “controle” é tanto que vídeos de artista como Lady Gaga, Rihanna, Anitta, Lia Clark, Banda Uó estão sendo afetados.  Sobretudo, vídeos de Youtubers voltados para essa produção de conteúdo pró-LBGT. Sim.. simplesmente um retrocesso e absurdo!

O YouTube se procunciou sobre o assunto por meio da nota abaixo:



“Somos muito orgulhosos por representarmos as vozes LGBTQ+ em nossa plataforma — elas são uma parte chave do que o YouTube significa. A intenção do modo restrito é filtrar conteúdo maduro para a pequena parcela de usuários que querem uma experiência mais limitada. Vídeos LGBTQ+ estão disponíveis no modo restrito, mas vídeos que discutem assuntos mais sensíveis podem não estar. Nós nos arrependemos por qualquer confusão que isso causou e estamos de olho nas suas preocupações. Aceitamos o feedback de vocês e a paixão em fazer do YouTube uma comunidade inclusiva, diversa e vibrante.”

Como prostesto  a hashtag #YoutubeIsOverParty (algo como a festa de encerramento do YouTube) está chamando a atenção no Twitter mundialmente.


Aguardemos os desdobramentos desse triste, polêmico e contraditório episódio.


segunda-feira, 20 de março de 2017

Homem revela ser gay aos 95 anos e será tema de documentário

Loading



“Você consegue imaginar 90 anos em um armário?” essa é a pergunta que Roman Blank, 96 anos, faz ao youtuber  Davey Wavey.  

Na entrevista feita no canal de Davey no YouTube , o Wickydkewl, Roman falou um pouco sobre sua decisão em ter revelado ser gay, no ano passado quando tinha 95 anos: “Há certas coisas que eu quero que o mundo saiba” 

Roman é casado há 67 anos, tem dois filhos e cinco netos. Ele também sobreviveu ao holocausto. Mas, segundo o próprio, desde os 5 anos ele sabia que era gay. “eu apenas disse a eles que eu nasci gay e sempre fui em toda minha vida”, declarou. 

Ele disse que ainda pensa em ter um namorado e um companheiro, mas não por razões físicas: “Eu realmente não preciso de qualquer conexão física ou mental. Mas eu quero. Eu quero ir dormir e ter alguém ao meu lado, não por qualquer outra razão a não ser de que alguém se importa”. 

A história de Roman Blank se tornará um documentário, feito por um de seus netos,Brando Gross, e se chamará “On My Way Out”. 



Sábado acontece a festa LDRV Party em BH com produção da @bsurda

Loading


No próximo sábado, 25 de março, acontece em Belo Horizonte a festa oficial “do grupo mais falado e jamais igualado da internet”: LDRV Party, com produção da @bsurda, responsável por várias festas legais e gay friendly em BH.  

“E já estamos prontíssimos pra juntar o melhor do POP, UNDERGROUND & FUNK numa tour que vai ser a cara de BH, junto com a festa mais Sem Frescuras! da terra do pão de queijo...” – diz o convite oficial. 

Atrações: Berenice, Killer Shor e Jello Shot w/ Catuaba
DJs: Bruno Zampieri (LDRV), Ed. (@bsurda), Keoma (@bsurda),  Vil (@bsurda), Babi DJ (Chá da Alice), Julio Mersex + convidados
Performance :  Jall Goldmine

Serviço
Festa LDRV Party  por @bsurda
Data: 25 de março (sábado)
Horário: 23h 
Ingresso: 
Ingressos: de R$20 a $60 – clique aqui para comprar 
* Evento para maiores de 18 anos

domingo, 19 de março de 2017

Acontece em BH e Contagem evento Mulheres Comunicam com foco em Gênero e Educação

Loading

De 13 a 24 de março, no Instituto de Comunicação e Artes da UNA - campi Liberdade e Contagem -, é realizado o Mulheres Comunicam. Em sua terceira edição, o evento apresenta uma série de atividades para discutir Gênero e Educação neste Mês da Mulher. Professoras, alunas e ex-alunas da Una se reúnem em debates, mostra de filmes, exposição fotográfica, videocabine e video-instalação.

Mulheres Comunicam” busca discutir a pluralidade do feminino na contemporaneidade e a emergência de novas formas de resistência no campo das artes, da comunicação e da política em um contexto ainda marcado pelas opressões de gênero. Roberto Reis, professor do ICA e um dos idealizadores do evento, afirma que “a discussão sobre as relações de gênero na educação, prevista na LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação) de 1996, se faz urgente quando vemos o acirramento de discursos fundamentalistas e da violência contra as mulheres”. No dia 23 de março, professoras e alunas da instituição se reúnem em um debate com a temática ‘Mulheres, Mediações e Sociedade’ provocado por perguntas e comentários enviados por alunxs, via redes sociais, ao longo da semana. “O respeito à diversidade é a base de uma sociedade democrática e cabe à escola contribuir na formação de cidadãs e cidadãos conscientes desse mundo plural”, afirma Carla Maia, coordenadora dos cursos de Jornalismo Multimídia e de Cinema no Instituto. 

Programação

-Videocabine - de 13 a 17 de marco, de 9h a partir de 21h30, no campus Liberdade I.

-Debate e exposição de cartazes e caricaturas - dia 13 de março no auditório Faculdade UNA Contagem.

-Exposição de fotos - de 20 a 24 de marco, de 9h às 21h30

-Mostra de filmes - de 20 a 24 de marco, de 15h às 17h, na sala 1 do campus Liberdade.

-Video-instalação - dia 23/03, quinta-feira, de 18 às 22h30, na entrada do auditório do campus Liberdade II. 

-Debate - dia 23/03, quinta-feira, de 19h às 22h, no auditório do campus Liberdade II 

Endereços:

Campus Liberdade I - rua da Bahia, 1764, bairro Lourdes, Belo Horizonte.

Campus Liberdade II - rua da Bahia, 1723, bairro Lourdes, Belo Horizonte.

Faculdade UNA Contagem - avenida João César de Oliveira, 5.775, bairro Beatriz, Contagem.

Mostra de Filmes

Na semana de 20 a 24 de março, será realizada uma mostra de filmes com sessões seguidas de debate. “A ideia da mostra é somar às outras atividades do evento como uma forma de divulgar o trabalho de diretoras e, mais, trazer para a discussão diversas preocupações, interpretações e apreensões do feminino”, conta Mariana Mol, uma das organizadoras do evento.

Todas as sessões começam às 16h30, são abertas ao público e têm entrada gratuita.

Programação - Mostra de Filmes

20.março | Natureza Morta. Dir.: Bianca Rolff. Um Dia Qualquer. Dir.: Nelma Costa. Estado Itinerante. Dir.: Ana Carolina Soares

21.março | Artesãs do Tempo. Dir.: Rebeca Francoff. Faz de Conta. Dir.: Nathália Navarro e Sara Paoliello. Mulher-Lama. Dir.: Bruno Greco, Nathália Guimarães e Juliano Vitral.

22.março | A Falta Que Me Faz. Dir.: Marília Rocha

23.março | O Sonho. Dir.: Samira Daher. O Ataque dos Plásticos Assassinos. Dir.: Guta Diniz. Solon. Dir. Clarissa Campolina

24.março | Transpasse. Dir.: Celina Barbi. Ingrid. Dir.: Maick Hannder. Preterir. Dir. Marcão Pesada. Vênus - Filó, a Fadinha Lésbica. Dir.: Sávio Leite.

O Mulheres Comunicam é uma realização dos projetos de extensão Una-se contra a LGBTFobia, J.E.D.I. - Jornalismo Experimental e Diversidade , e Pretança: Afrobrasilidades e Direitos Humanos e do Instituto de Comunicação e Artes (ICA), do Centro Universitário Una.