quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Conheça a bela e poderosa campanha “Hold Tight” sobre LGBT demonstrar carinho em público

Loading


Um banco da Austrália e Nova Zelândia, chamado ANZ, fez uma campanha bela e poderosa em prol da livre manifestação do carinho, amor e afeto LGBT em público. Isso mesmo! Uma companhia bancária fez forte apelo por meio da campanha Hold Tight (algo como “segure firme”). O motivo? “Para muitos da comunidade LGBTIQ algo simples como dar as mãos aos seus companheiros em público pode ser difícil”, diz um dos vídeos da Campanha.

A campanha foi lançada há menos de uma semana e tem ganhado o mundo e fazendo sucesso nas redes sociais. No vídeo, podemos ver casais LGBT demonstrando carinho em público por meio do simples gesto de ficar de mãos dadas, mas por receio, alguns deles deixam de ficar de mãos dadas ou evitam. A mensagem é simples e direta e por isso mesmo podersoa: por que devemos deixar de dar às mãos à pessoa que amamos?

Em outro vídeo, que você também pode ver abaixo, funcionários do próprio ANZ – LGBT ou não - falam sobre o que simboliza dar as mãos e a importância desse gesto. Inclusive, alguns homossexuais relatam situações de constrangimento que já sofreram ao simples ato de dar as mãos ao namorado ou namorada. Abaixo, você pode ler algumas das falas, na sequencia, veja os vídeos. Inspirador!

"alguém já cuspiu em mim por eu estar de mãos dadas com minha namorada. Isso pode ser aterrorizante"

"Eu não ligo para o que as pessoas pensam, mas eu me preocupo com o que elas podem fazer"

"Eu nunca me senti confortável em dar as mãos para o meu companheiro quando eu o conheci pela primeira vez e ainda me sinto assim"

"Alguém ter que se preocupar com sua segurança por estar de mãos dadas com outra pessoa é demais"

"Algo tão simples como dar as mãos para é algo tão simples para mim mas não é para outras pessoas. isso não é justo"

"é um bela maneira de dizer que você está feliz e que você está em um relacionamento amoroso"

"As pessoas não deveriam ser impedidas de darem as mãos"

"Converse com alguém de descubra como ela se sentiria se não pudesse fazer esse simples gesto"

"é apenas dar as mãos.. isso não vai machucar ninguém... é o que o ser humano faz"