quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Após divulgar ofensas, revista Veja e rádio Jovem Pan terão que indenizar Laerte

Loading

Laerte Coutinho, de quem somos fãs por sua militância LGBT e representatividade crosdresser,  receberá indenização da revista Veja e rádio Jovem Pan por ofensas feitas pelo colunista Reinaldo Azevedo. A ofensa ocorreu quando o colunista proferiu xingamentos contra Laerte em sua coluna na Veja, e, posteriormente, lida na Rádio Jovem Pan, na qual se referia a Laerte como “fraude moral”, “fraude de gênero”, “baranga moral” e “fraude lógica”.

Para Laerte houve ofensa a sua honra e dignidade. A coluna de Azevedo foi uma resposta à charge publicada pela Folha na época das manifestações pró-impeachment da então presidente Dilma Rousseff. Já o jornalista alega que a crítica condiz ao “seu estilo jornalístico característico, sem nenhum abuso ou ofensa em relação à autora”.

Os R$ 100 mil de indenização serão doados pela cartunista ao movimento Mães pela Diversidade, um coletivo de mães de homossexuais que luta pelos direitos da comunidade LGBT. Por ser decisão de primeira instância, a decisão cabe recurso.