segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Pesquisa revela que jovens brasileiros percebem LGBTfobia no mercado de trabalho

Loading

Quase 80% dos jovens brasileiros acreditam no preconceito contra LGBTs no ambiente de trabalho. Sendo que para quase 25%, muitas vezes, ele é escancarado. O dado vem de uma pesquisa recente do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube), realizada entre 10 e 21 de outubro. Outros 32% dos entrevistados afirmaram que depende da área e do tipo da empresa; e 20,31% acreditam que o preconceito é velado. 

Entretanto, para 22,91%, a discriminação pela orientação sexual no mercado de trabalho já foi superada. Mas não parece. Afinal, segundo o Center for Talent Innovation, aqui no Brasil, 61% dos trabalhadores homossexuais preferem esconder sua orientação sexual por medo de sofrer homofobia.

O analista de treinamento do Nube, Marcelo Cunha, explica que a homofobia ou transfobia é bem visível até mesmo entre aqueles que acabaram de entrar no ambiente corporativo, como os jovens. Ele orienta que em casos de discriminação, o profissional vitimado deve denunciar o ocorrido diretamente ao gestor, ou até mesmo, procurar o RH da empresa, em caso do agressor ser o próprio superior imediato.