sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Espetáculo sobre prostitutas cis e trans da rua Guaicurus estreia esse final de semana em BH

Loading

Crédito foto: Fernando Badharó

Quem são as “Hildas” dos anos 2000? Com a proposta de descobrir e retratar as mais de 3000 mulheres (cis e trans) que se prostituem na Rua Guaicurus, uma das maiores e mais famosas zonas de prostituição do Brasil, a Companhia Vórtica estreia, neste sábado, 5 de novembro, a peça Rua das Camélias.

Gabriela Luque, diretora do espetáculo, afirma que além de retratar o cotidiano dessas mulheres, há ainda o objetivo de fazer teatro e levantar questionamentos. “Quisemos descobrir quem são as Hildas dos anos 2000. O que há de diverso entre as dançarinas do Montanhês nos anos 50 e as mulheres que se prostituem hoje na Rua dos Guaicurus? E mais importante: o que elas têm em comum?”, questiona.

O interesse cada vez mais crescente do público em ocupar um dos espaços marginalizados da capital, como a Guaicurus, também foi o que chamou a atenção da companhia. Não à toa, todos os envolvidos na composição da peça realizaram entrevistas com as prostitutas ao longo de 13 meses sob imersão à região a fim de pesquisar e compreender melhor o cotidiano e a linguagem inerentes à zona. 

Rua das Camélias fica em cartaz até o dia 27 de novembro no Hotel Imperial Palace, que esteve fechado por 10 anos e já abrigou um sanatório.

Serviço
Teatro - Rua das Camélias 
Período: 05 a 27 de novembro, às 20h
Local: Hotel Imperial Palace (rua Guaicurus, 436, Centro, 
Esquina com a rua Rio de Janeiro)
Valor: R$30,00