terça-feira, 6 de setembro de 2016

Nintendo reforça ser uma empresa pró-LGBT em relatório anual

Loading

É sempre inspirador quando grandes empresas declaram  e demonstram publicamente seu apoio aos LGBT e às questões relacionadas.  Agora foi a Nintendo – querida e respeitada por seus jogos e videogames – que fez isso:

em seu relatório anual de 2016, a empresa japonesa que é responsável também pelo jogo-febre-sensação-do-momento Pokemón Go, informa que é contra o preconceito à comunidade LGBT . No documento intitulado como  Corporate Social Responsibility Report (CSR) declara:

“...articular com clareza nossa atitude de não discriminação contra membros da comunidade lésbica, gay, bissexual e transgênera (LGBT)...  Além disso, atos ilegais em violação dos direitos humanos, como trabalho infantil e trabalho forçados, são questões de importância global. Nós temos existentes mecanismos estabelecidos para erradicar tais atos de nossas atividades, mas nós temos esclarecido ainda mais a postura da companhia discutindo explicitamente eles em nossa política de direitos humanos”

Na edição 2015 do relatório a Nintendo acrescentou “papel de gênero” e “identidade de gênero”  ao itens que não tolerava discriminação ou mesmo incitava, como raça, etnia, nacionalidade, ideias, religião, crenças, posição social, status, profissão, gênero, idade ou deficiência.