sábado, 13 de agosto de 2016

Modelo transexual usa vestido com bandeiras de países nos quais é crime ser LGBT

Loading



A modelo transexual Valentijn de Hingh resolveu protestar contra a homofobia de uma maneira bela e diferente: ela usou um vestido composto de 72 bandeiras de países que consideram crime ser gay. É válido ressaltar, que em alguns deles a homossexualidade é passível de prisão e pena demorte. 

A foto foi feita no museu Museu Rijksmuseum, em Amesterdã, durante a EuroPride, evento de visibilidade LGBT na Europa que acontece desde 1992. 

O clique é do fotógrafo Pieter Henke e o vestido é do estilista Mattijs van Bergen. Ao divulgar a foto, Valentijn escreveu: 
"Todo país que mudar sua legislação, vai ter a sua bandeira substituída por uma bandeira do arco-íris. Vamos esperar que este vestido, mais cedo ou mais tarde, seja feito apenas por uma colcha de retalhos bem colorida".