quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Estreia hoje, em BH, novo espetáculo da Toda Deseo: Nossa Senhora [do Horto]

Loading


Estreia hoje em Belo Horizonte o novo espetáculo do coletivoToda Deseo: Nossa Senhora (do Horto). Trata-se da temporada de estreia, que terá apresentações até o dia 28 de agosto. O espetáculo  foi realizado por meio de financiamento coletivo, que divulgamos aqui no Muza, inclusive.

Clique aqui e leia entrevista excluZiva com a Toda Deseo

Sobre o espetáculo

A rua é, por excelência, o espaço do trânsito, do deslocamento, do devir. De uma esquina à outra, não se sabe o que está por vir, o que pode nos acontecer, quem vai passar. O movimento é constante e difícil de acompanhar. De firme mesmo, só o “teto-céu” sobre nossas cabeças.

De uma ponta a outra da rua, “Nossa Senhora [do Horto]” fala da trajetória de cinco senhoras de uma tradicional família, suas decepções, medos e frustrações. Investiga a falta de possibilidades, a fixidez das relações e a ignorância sobre modos de vida que as ultrapassam.

O pilar da família se deteriora dia após dia. A decadência bate à porta, os bens precisam ser divididos. Mas que bens?

O importante é manter as aparências.

Mas a rua é grande, de mão dupla e, ao longo do seu trajeto, surge o olhar para o desvio, para o novo, para o que está vivo.

Pérola se foi! Libertou-se das amarras que a prendiam: “Liberdade ainda que tardia”.
Esse espetáculo conta a história de cinco senhoras... 
“A liberdade está no desvio, o resto é repetição.”

Sobre  o processo criativo

Continuando nosso trabalho de ocupação do espaço público, iniciado pelo Campeonato Interdrag de Gaymada, espetáculo performativo de rua, o coletivo de teatro Toda Deseo (BH) elegeu a rua Conselheiro Rocha, no Horto, como palco para estrear sua nova criação. 

A fim de continuar a desenvolver a pesquisa sobre questões de gênero dentro do teatro, a partir de uma estética queer, o coletivo opta por criticar as instituições da família e da Igreja, por considerá-las bases do pensamento patriarcal, machista e heteronormativo que nos rege, assim como grandes responsáveis pelo ódio que existe em torno das identidades de gênero que fogem do padrão binário homem x mulher, principalmente das travestis e transexuais, em um movimento que visa desvendar a sua estrutura para trazer à tona debates sobre a opressão, a liberdade de ser e existir, a regulação dos afetos e a política da diferença, 

O texto tem referências de “Um bonde chamado Desejo”, de Tennessee Williams, “A crônica da casa assassinada”, de Lúcio Cardoso, e “O Vestido Vermelho”, de Stig Dagerman. E, sempre presente nas criações da Toda Deseo, o diretor Pedro Almodovar é uma importante referência estética, em virtude de sua obra fílmica.

Ficha Técnica

Elenco: David Maurity, Ju Abreu, Rafael Lucas Bacelar, Ronny Stevens, Thales Brener
Ventura.
Direção: Raquel Castro
Dramaturgia: Daniel Toledo
Produção: Ana Cecília, Érica Hoffmann, Fernanda Rodrigues
Iluminação: Akner Gustavson
Trilha sonora: Arthur Bortolus e Davi Fonseca
Direção de arte: Clarice Rena
Figurino: Clarice Rena
Assistência de figurino: Ju Soares
Assistência de confecção: Matheus Ventura Côrrea
Cenografia: Moisés Sena
Arte: Antônio Roque
Assessoria de imprensa: Adilson Marcelino – Manacá Comunicação 

Curta-metragem: NAUM
Toda Deseo
Participação especial:
Cristal Lopez
Thiago Lima
Idylla Silmarovi
Arthur Arock
Ju Soares
Cláudio Negão

Serviço
Espetáculo teatral - Nossa Senhora (do Horto)
Datas: 18, 19, 20, 21, 27 e 28 de agosto.
Horário:. 20h.
Início do espetáculo: Praça Dona Dolores, na Rua Conselheiro Rocha com Rua Oligisto.
Duração: 2h
Classificação: 18 anos