terça-feira, 23 de agosto de 2016

Especial Eleições 2016: Ed Marte – Vereador

Loading


Em outubro acontece as eleições municipais e o Muza está atento e até esse importante momento democrático irá compartilhar com vocês os candidat@s que tem em sua pauta questões LGBT. Desta vez, conheça Ed Marte - figura conhecida da cena LGBT de BH – e que se candidata a vereador:

Quem: Ed Marte
Concorre a: Vereador
Partido: PSOL
Número: 50024
Página Facebook: Ed Marte

Não é mais possível aceitar que lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, intersexuais e Queers sejam discriminados, lesados em seus direitos pessoais, violentados e mortos. 
Somos muitas, somos o que somos e temos o direito à cidade! Sinto no corpo o que é discriminação. Não dou trégua e participo ativamente das frentes contra o preconceito e a violência generalizada que sofremos. 

Por isso defendo e continuarei lutando na Câmara Municipal para que Belo Horizonte tenha um planejamento, orçamento e execute políticas publicas (saúde, educação, trabalho, assistência social) voltadas especificamente para a comunidade LGBTIQ’S.

As ações da prefeitura devem considerar os seus impactos diretos nas populações LGBTIQ’S e ter como princípio e critério, superar a discriminação, exclusão, violência e mortes que atingem nossa comunidade. Faça sua essa luta! Com muito prazer, muito amor”.

Há muito tempo trabalho nas lutas que propõe modos diferentes de fazer política e vivenciar a cidade. De modo ativo e amoroso (sem vergonha!), atuando em diversos movimentos, como o coletivo Muitas Continuarei, no mandato, trabalhando por uma democracia real que se faça pela participação horizontal de todas as vozes da cidade. Bora fazendo meu povo, com muito prazer e alegria.

Há quem veja a cidade como um conjunto de condomínios, em que as áreas públicas são mera conexão entre espaços privados. Quando as pessoas se reúnem e confrontam essa ordem, muitas vezes são reprimidas e sofrem violência policial.

Mas as pessoas querem cada vez mais conviver nas ruas, nas praças, nos parques. E as iniciativas pela ocupação livre e democrática dos espaços explodem. A cidade que todas e todos queremos incentiva e fortalece a ocupação das ruas, como os diversos encontros ligados à cultura hip hop, o carnaval de rua, as bicicletadas, a praia da estação, a gaymada e toda e qualquer celebração vinda das pessoas e para as pessoas.