quinta-feira, 16 de junho de 2016

Em vídeo, grupo de taxistas em BH ofendem gays que usam Uber

Loading


Está circulando na internet um vídeo (veja abaixo) no qual alguns taxistas de BH fazem paródia de uma música de pagode com conteúdo homofóbico como “crítica” aos passageiros que preferem usar o Uber, que é envolto em uma polêmica por ser considerado transporte clandestino no Brasil. A letra diz: 

"Quem pega Uber é veado, quem pega Uber é veado, quem pega Uber é veado, e pode ter certeza que está dando o rabo".

Segundo informações do portal O Tempo, que divulgou o vídeo em seu canal no You Tube, a gravação foi feita em frente a uma casa de shows, em Nova Lima, na região metropolitana da capital. 

O presidente do Sindicato Intermunicipal dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários, Taxistas e Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens de Minas Gerais (Sincavir), em entrevista ao O Tempo, se pronunciou de maneira contrária ao comportamento dos taxistas que estão no vídeo:

"Conforme relatado por O TEMPO, o sindicato vê com muita cautela e com uma tristeza essa história, que é preocupante. Somos contrários à violência e descriminação. Isso é um fato isolado. Diante de tal fato, o sindicato que representa a categoria afirma que sempre vai pautar as revindicações e os direitos da classe, dentro da democracia e respeito ao próximo. Diante do vídeo, peço desculpas à sociedade", 

Já o Uber, declarou que:
"se orgulha de oferecer, com um toque de um botão, transporte acessível e confiável para todos, independente de raça, gênero, religião ou orientação sexual. Em pleno séc. XXI, consideramos inapropriado e inadmissível qualquer tipo de