terça-feira, 24 de maio de 2016

Projeto fotográfico Chicos pode virar livro e você pode contribuir

Loading



O Muza já falou com vocês sobre o projeto fotográfico Chicos, inclusive sobre a primeira festa que eles realizaram em BH. E agora, convidamos e falamos com vocês sobre o primeiro livro do projeto que está sendo viabilizado por meio de arrecadação coletiva, via cartase.  Abaixo, mais informações sobre o projeto Chicos em si e sobre como você pode ajudar a dar vida a esse livro que tem tudo para ser maravilhoso!

O projeto

O CHICOS é um projeto gay e independente, de fotografias e depoimentos onde são abordadas questões relacionadas à sexualidade, história, identidade e corpos, atreladas a cada personagem que fotografamos.

Começamos o projeto com o intuito de compreendermos além da nossa própria percepção e vivência enquanto homens gays, e conhecermos novas pessoas com outras histórias, experiências e corpos, mas também abordar a nudez nestas fotografias e depoimentos. Queremos que o olhar sobre esse corpo e vivência seja cada vez mais natural, como deveria ser.
De junho de 2015 até hoje fotografamos mais de 130 chicos: de grupo de amigos próximos à desconhecidos em outras regiões do Brasil. Juntamos um dinheiro e conseguimos realizar viagens para São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belém e Fortaleza.




O Livro

E agora que estamos próximos de completarmos um ano de projeto, resolvemos fechar esse ciclo com uma merecida publicação: um livro! Ele será uma coletânea das fotografias e histórias mais 
emblemáticas, buscando a maior pluralidade possível de corpos, cores, experiências e vivências. Do erótico ao melancólico, do alegre ao sensual, queremos trabalhar sensações, texturas e texto de uma forma que o site ainda não proporcionou.

Para tornar isso possível, precisamos da ajuda de vocês: leitores do projeto, amigos, conhecidos e novas pessoas. Na carência de publicações fora do armário no Brasil, esse é um pequeno passo que damos juntos para ajudarmos a melhorar esse cenário: essas tantas histórias e chicos merecem sair do espaço virtual pra ganharem o espaço físico.

Clique aqui para contribuir