sexta-feira, 22 de abril de 2016

Neste final de semana, em cartaz, peça “Horror Vacui HAMLET”, homenageando Shakespeare com fragmentos de Nietzsche

Loading


Neste final de semana, 23 e 24 de abril, estará em cartaz, em Belo Horizonte, o espetáculo teatral “Horror Vacui HAMLET”, da Companhia Teatro Adulto, de Cynthia Paulino e Luiz Arthur. A peça estará em cartaz justamente no no dia exato em que os 400 anos da morte de Shakespeare são lembrados em todo o mundo. Assim, a Companhia faz sua versão para o maior clássico do bardo inglês.

Sinopse Horror Vacui HAMLET:

O Rei da Dinamarca é envenenado pelo próprio irmão, que toma o trono e se casa com a Rainha. Seu filho, o príncipe Hamlet, planeja vingar o assassinato do pai ao mesmo tempo em que reflete sobre o real sentido da existência humana.

Para celebrar os 400 anos de morte de William Shakespeare (23/04/1564-23/04/1616), o ator Luiz Arthur encara o mais célebre personagem do bardo inglês, acompanhado por mais doze atores que se dividem entre as personagens da trama e um coro de caveiras que comenta a ação.
A dramaturgia, também da diretora Cynthia Paulino, tem como base a tradução do gênio Millôr Fernandes - considerada a melhor versão para ser encenada - em fusão com fragmentos de "Assim falou Zaratustra", de Friedrich Nietzsche.

O horror do vazio – do latim "horror vacui" – sintetiza a insatisfação de Hamlet por viver entre débeis serviçais submissos a um rei usurpador. A consciência desta realidade hipócrita é que causa seu enorme vazio, bem como o leva ao mais célebre monólogo da história do teatro: "Ser ou não ser, eis a questão".



Sobre a construção do espetáculo “Horror Vacui HAMLET”

Há 15 anos, Luiz Arthur integrou o elenco de uma montagem de Hamlet, no Rio de Janeiro, protagonizada pelo ator Diogo Vilela, na época com 43 anos, mas não pensava em fazer o personagem. A decisão de encarar o príncipe da Dinamarca foi algo muito recente.

- Foi uma experiência fascinante ver o Diogo trabalhar, seu compromisso com os palcos. Ficou meu amigo e disse que um dia eu o faria. Isso só reafirmou em mim a certeza de que Hamlet era um personagem para atores com bagagem nos palcos e na vida. O tempo passou e não pensei mais nisto. Agora, mais do que uma vontade, foi uma necessidade enorme de me arriscar, mas, acima de tudo, de refletir sobre as escolhas que me fizeram ser quem eu sou. Só agora com 47 e com a Cynthia me tirando do lugar comum é que me senti pronto para isto.

A Cynthia (Paulino), mencionada pelo ator, é profissional renomada dos palcos, atriz premiada e que segue firmando-se como diretora e dramaturga. Além disso, é sua esposa.

- Eu separo muito bem as coisas: cobro dele o máximo porque sei que é o que ele quer. E mergulho ao máximo porque não sei trabalhar de outro jeito.

O texto de Horror Vacui HAMLET, também assinado por Paulino, tem como base a tradução do gênio Millôr Fernandes - considerada a melhor versão para ser encenada - em fusão com fragmentos de "Assim falou Zaratustra", de Friedrich Nietzsche.

- Tenho uma necessidade de buscar referências nas mais diversas formas de arte para compor meus espetáculos e a fusão Shakespeare-Nietzsche foi mais do que natural. Suas reflexões são providenciais, ainda mais neste momento em que há um contingente em nosso país que não tem humildade para perceber que todos nós vamos terminar no mesmo lugar. Que todo mundo vai terminar como a cabeça de Yorick. 

Personagem que é descrito como o bobo do Rei, Yorick tem seu crânio manuseado por Hamlet no cemitério, uma das imagens mais relacionadas à peça. Por isto, parte do público se equivoca ao acreditar que se trata do momento em que o príncipe diz seu mais conhecido monólogo, o "ser ou não ser". Luiz Arthur releva:

- O crânio nas mãos de Hamlet é uma imagem tão poderosa quanto à icônica citação. É natural que as pessoas associem uma à outra, mas o ser ou não ser vai muito além de uma decisão de vingança. É uma reflexão profunda sobre o existir, sobre como somos pequenos frente a esse mundão cheio de incoerências. Definitivamente, tem sido um aprendizado diário sobre o que é viver, sobre minha busca em ser um homem, um marido, um pai e um artista cada vez melhor.

Cynthia completa:

- Eu mesma sou há pouco tempo. Até então eu era muito mais uma construção do que os outros queriam que eu fosse do que eu realmente era. Ou mesmo de quem eu queria ser. Isso só atrapalha o caminho. Hamlet sente isso muito profundamente, o que esperam dele, o que acham que ele deve ser. É um cara que se questiona de maneira muito contundente. Sabe que o homem é um pedaço de merda quando deixa pequenos poderes subirem a cabeça. Ele é um príncipe que entende que um rei pode estar nas tripas de um mendigo. Ele entende. Então, quando você se permitir ir além do que escreveram sobre, falaram sobre, disseram que é o certo e o errado, talvez seja o momento em que você comece a perceber o quão profundo é ser ou não ser.



Ficha Técnica:
Dramaturgia de Cynthia Paulino a partir da obra “Hamlet”, de William Shakespeare, com tradução de Millôr Fernandes e palavras de “Assim falou Zaratustra”, de Friedrich Nietzsche.

Direção, cenário, figurinos e trilha sonora: Cynthia Paulino

Iluminação: Cynthia Paulino e Luiz Arthur

Maquiagem e adereços: Mauro Gelmini

Cabelos:  Léo Cavallari

Fotos: Catarina Paulino

Operação técnica: Izabella Azevedo

Produção: Companhia Teatro Adulto

Elenco: Ana Laura Justino (Stern/Rei/Coro), Bruna Sousa (Crantz/Rei/Coro), Bruno Luiz (Horácio/Rei/Coro), Gra Bohórquez (Ofélia/Rosen/Coro), Gustavo Ramos (Soldado/Ator/Rei/Coro), Luiz Arthur (Hamlet/Fantasma), Luiz Drumond (Polônio/Rei/Coro), Nina Valle (Coveiro/Rei/Coro), Pipa Cavalcanti (Guilden/Rei/Coro), Rafael Claret (Fortimbrás/Rei/Ator/Coro), Samara Martuchelli (Gertrudes), Thales Braga (Laertes/Rei/Ator/Coro) e Tomás Sarquis (Coveiro/Rei/Coro).

Serviço
Teatro “Horror Vacui HAMLET”,
Dias 23 e 24/04 | sábado, às 20h e domingo, às 19h.
Ingressos: R$20,00 (Inteira) e R$10,00 (meia)
Classificação (etária) indicativa: 12 anos.
Teatro Marília | Av. Alfredo Balena, nº 586, Santa Efigênia, Belo Horizonte/MG. | Telefone: (31) 3277- 4697