segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Acontece essa semana em BH o projeto “trans residência experimento queer

Loading

Começa hoje em BH e segue até o próximo dia 17, o projeto “trans residência experimento queer”, mais uma ação do 16° Festival de Cenas Curtas de Galpão Cine Horto e a produtora This Is Not.

Segundo informações oficiais, o Projeto surge da (in) fértil colaboração entre os multi-artistas e companheiros Ana Luisa Santos, Fernanda Branco Polse, Guilherme Morais e Igor Leal e conta com a colaboração do Galpão Cine Horto e Nada Errado. 

O principal objetivo da trans residência não existe. Não o principal, porque são vários, somos vários, sem hierarquização, um exercício de abertura entre os integrantes e seus espaços. Em convocatória aberto a qualquer pessoa artista ou não, ativista ou não, interessada em experimentar, conhecer e discutir sobre arte, politica e gênero, colocando a cara e o corpo no sol, porque acreditamos ser uma questão pratica. Gerando dispositivos de afetações criticas entre arte e ativismo explorando estruturas alternativas nas artes visuais e cênicas, ampliando toda e qualquer tipo de categoria.

Uma semana de experimentos, encontros praticas, apresentações, performances e reflexões. 

Agenda – programe-se e participe!

Segunda dia 21 a domingo dia 27. 

Junto a Programação da 16 Festival do Cenas Curtas do Galpao Cine Horto.
De 14h as 18h obrigatório até às 21h opcional.

Artista plástico convidado para realização do mural: Arthur Camargos.

Para se inscrever para a “Trans Residência Experimento Queer” favor enviar os seguintes dados para transresidencia2015@gmail.com dados pessoais, uma mini biografia mais uma carta de intenção ate o dia 11 de setembro. Investimento sugerido: R$69,00 com cotas para 3 bolsas integrais.

Em especial segunda e terça feira, às 19h, programação aberta de discursão a todos interessados produzido pelo site NADA ERRADO

- “Pode Sim” - Pode Sim. Quantas vezes, durante a vida, você ouviu a frase "Não pode!"? Gostar de boneca, não gostar de futebol, gostar de carrinhos, abraçar um amigo, cortar o cabelo curto, deixar o cabelo crescer, ser afeminado, ser masculina, andar de mãos dadas, ter uma religião, não ter uma religião, arrumar um emprego, namorar, casar, divorciar, visitar o companheiro no hospital, participar da partilha de bens. Pessoas LGBTI ouvem "Não pode" o tempo todo. Mas dessa vez, queremos fazer diferente. Queremos dizer que PODE SIM. Pode tudo. 

Para isso, convidamos pessoas que passaram por cima das imposições da sociedade para contar suas histórias e inspirar outros a dizer, primeiramente para si mesmos, que PODE SIM. 

Como convidados: Os proponentes da “trans residência”: Ana Luisa Santos, Fernanda Branco Polse, ,Guilherme Morais, Igor Leal, mais: Francine Oliveira (Pesquisadora da UFSJ, apresenta uma análise das ideias queer nas tirinhas de "Muriel" de Laerte), Gabriela Dominguez(Atriz, criadora do Coletivo Montarya e faux-queen), Roberto Reis (Professor do Centro Universitário UNA e coordenador do projeto Una-Se Contra a Homofobia). e TODA DESEO (coletivo de atores mineiros, com um trabalho voltado para questões relacionadas às pessoas Trans).

Mediação e realização: Ricardo Lima, Jornalista e criador do Nada Errado, é especialista em cultura pop e ativismo digital.

Intervenção: Diego Moreira, fotógrafo e idealizador do projeto We Are The Same.
Nao sera precisso inscrincoes para participar do “Pode Sim”.