segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Modelo transexual crucificada na Parada Gay de São Paulo sofre violência próxima à sua casa

Loading

Quando a modelo transexual Viviany Beleboni apareceu crucificada na última Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, ela conseguiu no mínimo, polêmica. Mas como podem ver no vídeo abaixo, Viviany também despertou ódio e foi vítima de violência física. 

No vídeo, postado no último dia 8 de agosto, Viviany relata que estava perto da sua casa em são Paulo quando foi atacada por um fanático religiosos que a reconheceu e agrediu, inclusive com uma faca. Segundo seu relato, eles a reconheceram e falaram que ela iria ter o que merecia.

Visivelmente emocionada, no vídeo, Viviany revela que não aguenta mais ameaças  tanto de fanáticos religiosos quanto de travestis e que irá ficar em casa, com medo. Ela ainda ressalta que não irá fazer um boletim de ocorrência da agressão porque não ´quer ir para a delegacia e ser tratada como homem e ouvir deboche de policiais. 

Por fim, ela ressalta que o ato de protesto na Parada foi feito por amor e para alertar sobre a violência que os LGBT, como ela, vem sofrendo.