quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Edson Cordeiro e o marido sofrem homofobia de brasileiro na Alemanha

Loading


Depois de Mika e Sam Smith, é a vez de mais um cantor ser vítima de homofobia. Desta vez, estou falando do cantor brasileiro Edson Cordeiro, que foi destaque nos anos 90 no Brasil pela sua potente voz de contratenor.

Ele e o esposo, Oliver Biber, foram agredidos verbalmente na Alemanha, onde vivem, por um brasileiro que xingou o casal de “viado” e depois começou a chutar um poste. O próprio cantor relatou em sua página no Facebook o ocorrido:

Eu e Oliver fomos verbalmente ofendidos (em português) em Schöneberg (bairro gay de Berlim) por um homofónico brasileiro e solitário e tão pobre de alma. Ele ainda depois de nos ofender, como que para descarregar seu ódio, chutou a rua como se fosse para não chutar a nossa cara. Porque talvez ele saiba que aqui na Alemanha e neste bairro se ele fizer isso ele vai preso. Nada muda.... Tão triste.

Infelizmente esse não foi o único momento que o casal sofreu homofobia na Europa. Como relata a colunista do O Globo, Ana Cláudia Guimarães, há dois anos, Oliver levou uma pedrada na cabeça quando estava com Edson na Áustria. “A homofobia está em todos os lugares. O mundo está perigoso, intolerante. Agora, no Brasil, não sofro mais porque as pessoas me conhecem. Quando você é famoso, você não tem cor, nem orientação sexual, é uma entidade e as pessoas respeitam”, desabafou Edson. 

EM TEMPO:  apesar de ter se destacado nos anos 90, Edson continua com sua carreira musical ativa. Há alguns dias ele lançou seu novo disco "Paradies Vogel" (ave do paraíso).