quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Bispo Edir Macedo: “eu não vou criticar uma pessoa porque ela é homossexual”

Loading

No geral, religião e homossexualidade não são assuntos harmoniosos, mas sim polêmicos. Quando pensa-se na igreja evangélica ou em uma mais tradicional e conservadora então...  assim, é de espantar que o Bispo Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record, faça uma declaração pacífica ou mesmo simpatizante em relação aos homossexuais. Mas fato é, que isso aconteceu. 

Em edição de seu programa de rádio "Palavra Amiga do Bispo Edir Macedo", que foi ao ar na última semana ele, fez uma série de declarações favoráveis ao respeito aos homossexuais, inclusive, relacionando com o discurso religioso:

"Nós da Igreja Universal do Reino de Deus, não impomos nada contra ninguém. Há muitos crentes, pastores e igrejas levantando uma bandeira contra o movimento gay, contra o casamento homossexual, contra lésbicas, etc, etc, etc. Eu me pergunto: Jesus faria isso se estivesse vivendo no nosso tempo? Eu não creio que ele faria, porque no tempo dele já havia homossexuais, lésbicas e etc. Jesus não falou nada. Jesus não levantou uma bandeira 'olha vocês tem que falar contra o homossexualismo, que é proibido, que não deve', nada disso. Eu não vou me envolver, eu não vou falar, eu não vou levantar bandeira, eu não vou criticar uma pessoa porque ela é homossexual, porque ele vai casar com outro homem, ou uma mulher que vai casar com outra mulher. Isso é problema deles. Deus nos deu o direito de escolher, de optar a nossa vida. Cada um segue a sua fé, se a pessoa tem fé de ser homossexual, o problema é dela. É uma situação pessoal, não sou eu que vou impor a minha fé pra ela, de forma nenhuma. Nem Deus faz isso. Deus não faz isso".  

Abaixo, você pode ouvir a declaração está à partir de 20:44.