quinta-feira, 2 de abril de 2015

Mulher-Gato tem bissexualidade revelada

Loading

Após muito se especular, a Mulher-Gato saiu oficialmente do armário. A saída ocorreu na edição de número 39 da revista, quando Seline Kyle desiste de ser Mulher-Gato para se tornar a chefe da máfia ao lado de uma nova personagem, Eiko, a quem ela beija.

A escritora do quadrinho, Genevieve Valentine, escreveu um artigo para comentar a edição, observando que esse desenvolvimento era algo que pretendia desde que assumiu a série. De acordo com ela, isso foi indispensável para estabelecer a personagem.

“Foi uma surpresa? Em termos de suas sexualidades, não particularmente. Certamente não é nenhuma surpresa para Selina que ela tem uma atração por uma mulher. Ela flertou em torno desse fato – muitas vezes – há anos”. E completou: “não era uma revelação e sim, uma confirmação”.

Porém, Genevive ressalta que apesar do novo romance, a Mulher-Gato não vai esquecer da ligação de longa data com Batman. “Não é assim que funciona a bissexualidade ou a humanidade”, afirmou.

A Mulher-Gato é a quinta personagem LGBT em uma série da DC Comics. Certamente uma das com maior destaque na editora. A DC planeja lançar a HQ Midnighter com um super-herói assumidamente gay. Além do reboot Constantine: The Hellblazer, cujo personagem John Constantine também é bissexual.