quarta-feira, 11 de março de 2015

Grandes empresas se unem para legalizar o casamento gay em todo os Estados Unidos

Loading

A capital americana e mais 36 estados, atualmente, reconhecem o casamento homossexual. Mas o que poucos sabem é que isso causa um problema corporativo. Por isso dezenas de empresas do ramo tecnológico se uniram para pressionar a Corte do país a federalizar o casamento igualitário.

Por acreditarem, e desejarem, que casais do mesmo sexo devem ter direitos iguais aos dos heterossexuais no país inteiro estas empresas estão unidas: Apple, Facebook, Amazon, Twitter, Google, Microsoft, Intel, Qualcomm, eBay, EA, Zynga, entre outras.

Esses gigantes da tecnologia argumentam que precisam enfrentar diferentes legislações dentro de um mesmo território. Este cenário tem criado problemas para contratar empregados e dificulta a manutenção dos negócios.

Ao assumir publicamente que é homossexual¹, em novembro do último ano, o CEO da Apple, Tim Cook, lembrou que algumas empresas americanas podem demitir funcionários por sua orientação sexual.

Felizmente essa iniciativa tem ganhado apoiadores em diversos segmentos. De acordo com o site Olhar Digital empresas como Coca-Cola, Pepsi, Comcast, Levi's, Nike, Proctor & Gamble e United Airlines estão abraçando a ideia.

O Muza parabeniza essas instituições e espera que suas filiais brasileiras se atentem para essa realidade que só beneficiará a todos.