quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Um escola só para gays? Vai ter uma no Reino Unido.

Loading


Será que é mesmo necessário uma escola apenas para o público LGBT? Não seria melhor trabalhar a diversidade e inclusão nas escolas atuais? Parece que a resposta é sim e não para uma organização de apoio às lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros no Reino Unido.

Está nos planos da LGBT Youth North West, segundo o jornal The Guardian, abrir a primeira escola para alunos LGBT, em Manchester, cidade que presenciou o suicídio de uma menina de 14 anos por medo de contar aos pais que era lésbica. 

A construção da escola, que poderá atender até 40 alunos, já tem o aval do Ministério das Comunidades e da prefeitura local; Segundo a diretoria da LGBT Youth, Amélia Lee, o projeto irá salvar vidas:

“Apesar das leis que pretendem proteger gays da homofobia, a verdade é que, especialmente nas escolas, o bullying ainda é incrivelmente comum e faz com que os jovens se sintam isolados e alienados, levando muitas vezes até o pior caso cenários: o suicídio... Podemos ter a esperança de que toda escola será inclusiva, ou também podemos reconhecer que não estamos lá ainda. E por isso, neste momento, precisamos de escolas especializadas”.