segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Casos recentes de homofobia no Brasil e nos Estados Unidos

Loading


Violações aos direitos LGBT´s – que são também humanos - aumentou 46,6% de acordo com o 2º relatório sobre violência homofóbica. O estudo é produzido pela coordenação de Promoção dos Direitos LGBT, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. 

No cenário internacional um fato recente ganhou atenção, principalmente nas redes sociais: Cole Ledford, estudante da Universidade de Ohio, nos EUA, passeava pelo campus com seu namorado, Jerad Williams, e após se beijarem um deles foi agredido por um estranho. O universitário usou o Twitter para fazer um desabafo escrito para o agressor. O texto viralizou na rede e já conta com mais de 67 mil curtidas e 34 mil retuítes. Abaixo, um trecho:

“Sinto muito que você me chamou de bicha. Sinto muito que você me bateu sem motivo. Lamento que quaisquer inseguranças que você tenha não permita que você aceite os outros pelo que são. Me desculpe por te ameaçar. Eu não sinto muito por ser gay. Tenho orgulho de ser dessa maneira. Eu tenho orgulho de ser confiante o suficiente para amar quem eu amo e quem me ama. Tenho orgulho de ter amigos e familiares que me amam. Honestamente, eu não me arrependo”.

O ultimo caso de violência homofóbica a se tornar público no Brasil foi o do casal gay espancado dentro do metrô, em São Paulo. Danilo Putinato e Raphael de Oliveira receberam chutes, socos e foram expulsos a pontapés por um grupo de 15 homens. O casal, após receber cuidados médicos, registrou a ocorrência na Delegacia do Metropolitano (Delpom).

Fontes: Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Jornal Extra e Jornal O Globo