quinta-feira, 20 de março de 2014

Mecânico crossdresser de BH é destaque nas redes sociais

Loading
Foto: Revista Encontro


Recentemente, o mecânico Max Costa, de 38 anos e daqui de Belo Horizonte, tem chamado atenção nas redes sociais. O motivo? Ele é crossdresser, homem que se veste com roupas de mulher como o cartunista Laerte Coutinho. 

A matéria feita pela revista Encontro com o mecânico tem circulado pela web e projetado o estilo de vida de Max para muitos. “Venci o preconceito e assumi minha verdadeira identidade", diz Max à Revista, que desde os 12 anos de idade se descobriu como crossdresser

Na entrevista ele revela que não sente atração por homens e que já teve algumas namoradas: “Uma delas não se incomodava de sair em público comigo vestido de mulher. Outra me propôs que só namoraria se eu vestisse roupas femininas apenas dentro de casa. Claro que não aceitei”. 

Ele também revela que o maior preconceito que enfrenta é em casa. O pai, ex-militar, e a mãe não aceitam seu estilo de vida. “Minha família já me levou a psicólogo, psiquiatra e até em centro espírita. Não entendem que o fato de me vestir como mulher não significa que sou doente”.

Clique aqui para ler a matéria completa feita pela jornalista Daniela Costa. 

Foto: Arquivo pessoal/Página Facebook