sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Filme sobre romance gay de rapaz com idoso causa polêmica no Festival de Veneza

Loading



O filme "Gerontophilia", que narra a história de um jovem (Pier-Gabriel Lajoie) que se apaixona e tem desejo sexual por um homem bem mais velho, foi apresentado para a imprensa nesta quarta-feira (28), durante o primeiro dia do Festival de Veneza.

Dirigido pelo canadense Bruce LaBruce, famoso por exibir cenas de nudez e sexo em suas produções, o filme está sendo tratado como "escândalo instantâneo" pela mídia italiana. O longa tem cenas como o garoto lambendo feridas no corpo do idoso em cima da cama.

No entanto, o filme foi aplaudido no festival e é um dos candidatos a ganhar o prêmio "Queer Lion", dado a filmes com a temática gay exibidos em Veneza.

Site oficial da novela Amor à Vida analisa pretendentes para Félix

Loading

O site oficial da novela Amor à Vida já considera a formação de mais um casal gay para a trama e resolveu listar as qualidades e defeitos dos pretendentes para o vilão Félix (Mateus Solano): o modelo Anjinho (Lucas Malvacini), o médico Jacques (Julio Rocha) e o motorista Maciel (Kiko Pissolato).

A página, chamada "Troll TVG" tem a proposta de analisar o conteúdo da programação da Rede Globo, de forma zoada e bem-humorada. Trata-se de uma busca por interatividade com o público.

Entre os prós e os contra dos candidatos eles analisaram beleza, condição financeira e o caráter, para tentar chegar ao melhor partido para o vilão. 

Pretendente: Anjinho
Profissão: Modelo
Prós: É bonito e já mantém um relacionamento antigo com Félix.
Contras: Não tem onde cair morto e será sustentado por Félix para sempre.

Pretendente: Jacques Sampaio
Profissão: Médico
Prós: É bem-sucedido como médico e já provou ter afinidades com Félix.
Contras: É ambicioso e só ficará com Félix pensando no cargo de cirurgião chefe do Hospital San Magno.

Pretendente: Maciel Pereira
Profissão: Motorista
Prós: Moreno alto, bonito e sensual.
Contras: Rude e cafajeste, só quer diversão e jamais vai assumir Félix como namorado.

Christina Aguilera divulga videoclipe com mensagens contra o preconceito e violência

Loading


Muito amor! Christina Aguilera surpreendeu os fãs ao divulgar em seu site oficial, sem motivo aparente, o vídeoclipe da música “Let There Be Love”. A canção está presente em seu disco mais recente “Lotus”, lançado em 2012 e que teve apenas uma música de trabalho “Your Body”, lançada há um ano.

O vídeo é simples, com imagens estilo “amador” com direito a própria Christina aparecer cantando trechos da música em sua própria casa, mas tem uma bela mensagem e é cativante: anônimos e celebridades, como Nicole Ritchie, seguram cartazes com dizeres contra preconceito, homofobia, racismo e guerras.

Antes de divulgar o vídeo Xtina postou, também em seu site oficial, um extenso texto agradecendo o apoio e amor dos fãs ao longo dos anos. No texto, Aguilera também criticou a indústria musical: “É fácil ser atraído para a mentalidade do ‘aspecto do negócio’ de tudo isso. É triste que às vezes nós nos esquecemos do principal objetivo e da natureza da coisa”.

Infelizmente, desde o lançamento do disco “Bionic”, de 2010, Aguilera tem obtido pouco sucesso comercial e poucos elogios da crítica especializada.  Desde então, tem chamado mais atenção com sua participação no programa The Voice ou em músicas na qual é convidada, como “Moves Like Jagger” do Maroon 5, do que com o seu próprio trabalho. Nem mesmo sua participação no filme “Burlesque”, co-estrelado com Cher, obteve boa receptividade de público e crítica.

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Hoje é comemorado o Dia Nacional de Visibilidade Lésbica. Saiba os motivos.

Loading
 
O Muza está sempre atento à história LGBT. Assim, o dia de hoje não passaria despercebido. Hoje, 29 de agosto, é celebrado em todo o Brasil como o “Dia Nacional da Visibilidade Lésbica”. Mas por quê? A gente te explica! ;)

Em 29 de agosto de 1996, foi realizado o 1º Seminário Nacional de Lésbicas (SENALE) no qual, pela primeira vez no Brasil, reuniram-se mais de 100 mulheres lésbicas para discutir e rever os seus direitos e conceitos.

Também no dia 29 de agosto, mas de 1983, as lésbicas que frequentavam o Ferro’s Bar (foto abaixo), em São Paulo, revoltaram-se contra a discriminação que as ativistas do Grupo de Ação Lésbico-Feminista (GALF) sofriam no local. A ocupação do bar é considerada por muitos como “Stonewall brasileiro”. Por esse motivo, algumas pessoas também celebram o dia 19 de agosto.







quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Maria Gadú diz que está casada há quase um ano com a produtora Lua Leça

Loading





Em entrevista ao jornal "O Dia", a cantora Maria Gadú declarou que está casada há quase um ano com a produtora Lua Leça. Segundo ela, falar sobre o relacionamento e sexualidade não é um problema. 

“Estou casada com a Lua vai fazer um ano. Não tenho problemas em falar sobre isso. Acho supernatural, é uma coisa que a gente abre para os outros. Somos um casal mesmo, não tem o que esconder. Moramos juntas, trabalhamos juntas e saímos juntas. Vivo uma vida normal e eu não encaro esse lance da sexualidade como notícia. Saber se sou gay, hétero ou bi não vai mudar a vida de ninguém, nem a minha", disse ela.
 
A cantora lançou recentemente o CD “Nós”, com composições de vários artistas, como Ana Carolina, Paulinho Moska e Eagle-Eye Cherry. Ela conta que o novo trabalho é a reunião de suas participações em projetos de outros artistas. Maria Gadú se apresenta no dia 13/09, no Rock in Rio, cantando músicas em homenagem à Cazuza. 

Um dos acusados pelo assassinato do bailarino Igor Xavier, por homofobia, é condenado a 14 anos de prisão

Loading

Hoje aconteceu o julgamento do caso do bailarino homossexual, Igor Leonardo Xavier. O fazendeiro Ricardo Athayde Vasconcellos foi condenado a 14 anos de prisão em regime fechado. A decisão do júri foi unânime. Também estava sendo julgado o filho do fazendeiro, Diego Rodrigues Athayde, que foi absolvido por falta de provas no envolvimento do ato do crime .

A decisão foi comemorada pelo presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Carlos Magno. Há poucas horas ele postou um pequeno texto no Facebook comemorando a condenação de Ricardo Athayde Vasconcelos, de 58 anos. Ele esteve presente no julgamento com outros militantes LGBT. "Dona Marlene e seu Marzinho, pais de Igor, conseguiram essa vitória tão importante pra luta contra a homofobia", escreveu Carlos Magno. 

O julgamento teve início às 9h45 desta terça-feira (27), no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte. Durante a manhã as testemunhas foram dispensadas e os réus foram interrogados dando suas versões do acontecido, alegando que agiram em legítima defesa. Eles responderam, em menos de duas horas, perguntas do juiz Glauco Eduardo Soares Fernandes, do promotor Gustavo Fantini, do assistente de acusação e dos jurados.


Militantes LGBT estiveram presentes no julgamento. Foto: Ninja

Versão dos réus

Segundo Ricardo, ele estava em um bar de Montes Claros, cidade do crime, conversando com amigos sobre filosofia, quando Igor os abordou e entrou na conversa. Ricardo afirma que não conhecia Igor nem nunca o tinha visto. Logo depois a vítima teria perguntado ao réu se ele não tinha livros sobre o tema para emprestá-lo. Então, os dois foram até a residência do zootecnista e lá, ele pediu ao filho Diego para fazer companhia ao visitante enquanto ia ao banheiro.

Segundo os acusados, neste momento, Igor teria assediado Daniel passando a mão em seu órgão sexual e pedindo ele "liberar". Ricardo flagrou o momento e pegou um revólver 38 e uma pistola 380 e foi em direção ao bailarino. Ele conta que tropeçou no tapete da sala, o que teria ocasionado o primeiro tiro. Em seguida, entrou em confronto corporal com o artista e acabou disparando mais vezes, matando-o.

Versão da promotoria

Na fala da acusação, o promotor Gustavo Fantini afirmou que a vítima era assumidamente homossexual e que a versão contada pelos acusados não é compatível com o resultado da perícia. Segundo ele, Igor não teria ido à casa dos réus para pegar livro de filosofia e foi morto à queima roupa. Mostrando fotos do local do crime, o promotor descartou a possibilidade de um embate corporal entre eles.

A partir de depoimentos de testemunha, o promotor afirmou que Igor e Ricardo nem chegaram a conversar sobre filosofia e que eles já se conheciam e tinham um relacionamento amoroso. Fantini pediu a condenação de Ricardo e a absolvição de Diego, alegando que não há provas de que ele tenha atirado no bailarino.

Segundo o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), pai e filho respondem apenas por homicídio qualificado. Eles foram denunciados, além do homicídio, por ocultação de cadáver e alteração na cena do crime, porém esses dois crimes já prescreveram.

Grupos LGBT acreditam que esse júri pode marcar a história da violência contra homossexuais e ser um importante passo na criminalização da homofobia. O julgamento foi interrompido e voltou no início da tarde para o enfrentamento entre defesa e acusação.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Veja "Cinderonce": vídeo conta história da Cinderela com músicas de Beyoncé

Loading


O ex-participante do American Idol, Todrick Hall, divulgou recentemente um vídeo no qual narra a história da Cinderela a partir de músicas da Beyoncé: a Cinderoncé. Isso mesmo! Todrick criou uma espécie de curta metragem de oito minutos, reunindo músicas da cantora para cada parte da história. Beyoncé aprovou a produção e divulgou em seu site oficial.

A gravação tem participação da drag queen Shangela, como a fada madrinha transformando o vestido de Cinderonce ao som de "Freakum Dress", baile com "Single Ladies" e "1+1", "Countdown" na contagem regressiva para meia noite, "Why Don't You Love Me" na procura da dona do sapato, e "Love On Top" quando o príncipe calça o pé de Cinderonce.

Todrick mantém um canal no Youtube onde posta produções de humor e de música, como o flashmob que fez em um supermercado para música "End of Time", também de Beyoncé.









segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Videoclipe sobre amor gay é premiado e cantor defende os direitos homossexuais no VMA 2013

Loading

Gaga, Katy Perry, Justin... o videoclipe da música "Same Love", da dupla Macklemore & Ryan Lewis com participação de Mary Lambert, foi premiado na noite de ontem (25), no Vídeo Music Awards (VMA). O clipe foi escolhido como  "Melhor Vídeo com Mensagem Social".

A canção faz uma sensível crítica ao preconceito contra os homossexuais como a cura por meio da religião, a educação heteronormativa, e a discriminação nas músicas de hip hop.

Ao receber o prêmio Macklemore defendeu o casamento gay e fez um discurso contra a homofobia. Ele afirmou que a música acompanha as atuais ações na luta pela igualdade. "Os direitos dos gays são direitos humanos. Não existe uma separação”, disse o cantor.

O trio ainda cantou a música durante a premiação sob bandeiras dos EUA que haviam sido suspendidas, e a performance teve a participação da cantora Jeniffer Hudson no final.


“Rede Globo, tire os gays das novelas!”, veja o vídeo crítica sobre a novela Amor à Vida

Loading
 
Para essa imagem da novela, o vídeo “Rede Globo, tire os gays das novelas!” é o melhor comentário...



O vídeo acima “Rede Globo, tire os gays das novela!”, do internauta Leandro Zagui, tem se destacado nas redes sociais e não é a toa: o vídeo traz questionamentos pertinentes sobre o casal gay e o gay em si representado na novela Amor À Vida e nas novelas da Rede Globo de um modo geral.

O vídeo é um desabafo em forma de ironia sobre o envolvimento do personagem Eron (Marcello Antony) com Amarilys (Danielle Winits)na novela Amor À Vida. Eron vive um relacionamento estável com Niko (Thiago Fragoso).

No vídeo,  Leandro Zagui faz o pedido aos diretores e autores da novela da Rede Globo por, dentre outros motivos, colocarem um casal gay que não faz “nem 10% do que o personagem hétero-pegador do Caio Castro faz”. Ele diz também que o personagem Eron “não beija o esposo mas beija a amante”. 

Leando Zagui ainda ressalta que a maneira como o casal gay e os gays em si estão sendo representados nas novelas podem reforçar discursos e visões preconceituosas na sociedade: “Machistas e homofóbicos que estão vendo a novela irão entender que o gay só é gay porque não cumeu uma mulher ainda”. Ao final, ele ainda questiona a postura dos atores da Rede Globo: “O que os célebres atores estão fazendo sobre isso? Vocês não se sentem incomodados com isso?”.

EM TEMPO: o autor Walcyr Carrasco twittou em seu twitter: “O preconceito é de vcs; Por que um gay não pode transar uma mulher?”. Mas como o próprio Leandro Zagui diz nos vídeos. Se o personagem do Marcelo Antony é bissexual isso tem que ficar muito bem claro para que as pessoas entendam. Porque se a homossexualidade já difícil de ser digerida pela massa homofóbica, a bissexualidade então, nem se fala. E aí, ignorar a sexualidade entre dois homens e mostrar que ela só aparece quando um deles se envolve com uma mulher é sentenciar definitivamente a homossexualidade como vergonha, ignorável e inferior a heterossexualidade”.

sábado, 24 de agosto de 2013

Calvin Harris lidera ranking dos DJs que mais faturaram no último ano

Loading

A respeitada revista Forbes incluiu os DJs em seu ranking anual dos profissionais mais bem pagos do mundo. Nessa relação, Calvin Harris aparece em primeiro lugar.

O DJ escocês, responsável por hits como “Feel So Close”, faturou US$ 46 milhões no último ano. Em segundo, está o DJ Tiësto com um total de US$ 32 milhões. Completando o pódio, temos o famoso David Guetta com renda de US$ 30 milhões.

O faturamento de cada um inclui venda de cd, dvd, produções musicais, merchandising e shows. Em média, cada um dos DJs citados fizeram cerca de 100 shows no último ano. Calvis Harris e David Guetta se apresentaram no Brasil em 2012.

Para comemorar, vamos ouvir uma das melhores músicas de Harris: "Feel So Close"? Ok... agora ela pode estar over por causa da novela, mas... ;)


Alanis Morissette interpreta amante de arquiteta no filme "The Price of Desire"

Loading

A cantora Alanis Morissette está confirmada no elenco de "The Price of Desire" (O Preço do Desejo), um drama de época romântico baseado na história da arquiteta Eileen Gray, interpretada pela atriz Orla Brady. Ela será Marisa Damia, amante de Gray. Essa semana foi divulgada uma imagem em que mostra a cantora, deitada no colo de Brady, em cena do filme.

A trama conta a história da rivalidade entre Gray e Le Corbusier, interpretado pelo ator Vicent Perez, e de como ele desfigurou o direito moral da arquiteta em ser reconhecida como uma das mais fortes e influentes figuras da arquitetura e do design moderno.

O filme será dirigido por Mary McGuckian e produzido pela EG Film Productions Limited em parceria com a Saga Film e Lightstream Pictures. As filmagens estão acontecendo na vila francesa de Eileen Gray, o E1027 Villa, em Roquebrune Cap Martin e a produção tem estreia prevista para 2014.

Alanis vem divulgando constantemente, via redes sociais, imagens da gravação do filme, como a imagem acima. Já a bela imagem abaixo foi divulgada pela produção do filme. Aguardemos!      




História de lésbicas casadas há mais de 70 anos vira livro

Loading

O livro “An Unadulterated Story: Young and Gay at 90” (Uma história pura: jovem e gay aos 90) conta a história do romance lésbico entre sua autora Venera Magazzu (97) e Caroline Leto (96). Elas vivem juntas desde 1939, ano em que se conheceram e decidiram morar juntas em Nova York (EUA).

O casal manteve sua relação no anonimato até 1996 por medo de enfrentar a homofobia e a repressão social. Apenas pessoas próximas sabiam do relacionamento.  

Depois que "saíram do armário", Venera e Caroline se tornaram referência no meio GLS norte-americano e começaram uma militância em prol dos direitos homossexuais no país. E em 2006, ano em que completaram 70 anos juntas Venera resolveu contar a história do casal por meio do livro.

A publicação é da editora Trafford Publishing e vendido pela livraria Saraiva em formato digital. O livro custa R$ 15,35 e pode ser adquirido pela internet, no site da livraria.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Cellos-MG organiza manifestação para julgamento dos acusados de assassinarem bailarino gay

Loading

O Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (Cellos-MG) está organizando uma reunião amanhã, às 15h, em sua sede, para planejar uma manifestação em razão do julgamento da morte do bailarino homossexual Igor Xavier, vítima de homofobia, que será realizado na próxima terça-feira (27), no Fórum Lafayete, em Belo Horizonte.

Igor foi assassinado em 2002 por homofobia em Montes Claros (MG), com cinco tiros à queima roupa, pelo zootecnista Ricardo Athayde Vasconcelos, e seu filho, Diego Rodrigues Athayde. O julgamento já foi adiado três vezes e pai e filho seguem em liberdade.

A intenção da Cellos é organizar um ato contra a impunidade e a homofobia. A sede da ONG fica na Av. Afonso Pena, 867 (Edifício Acaiaca), sala 2207, Centro.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Beyoncé divulga homenagem-convite ao Brasil, ao som de "Garota de Ipanema"

Loading
 
Beyoncé, que chega ao Brasil para cinco apresentações no início de setembro, divulgou um vídeo em homenagem e convite ao país, com imagens de seu próprio arquivo pessoal, gravadas na primeira passagem da cantora por aqui, em 2010.

No vídeo em preto e branco, ao som "Garota de Ipanema", na voz de João Gilberto, Beyoncé aparece deitada em uma rede e caminhando por alguma praia brasileira. Mostra também ela escrevendo na areia o nome do Brasil. 

Além de ser um incentivo aos fã brasileiros, o vídeo divulga os shows da turnê "The Mrs. Carter Show".  "A fabulosa estrela. A artista imcomparável. Beyoncé te convida para a sua próxima aventura, filmado em locação no maravilhoso Brazil", diz o vídeo.

A cantora se apresenta em Belo Horizonte no dia 11 de setembro, além de passar por Fortaleza (8), São Paulo (15), Brasília (17) e ser a principal atração do primeiro dia do Rock in Rio, em 13 de setembro.

Dentre suas exigências a cantora pediu três camarins brancos e exclusivos: um para guardar o figurino, outro para maquiagem e cabelo e o terceiro para servir como um lounge, com muita água e isotônico, além de frutas e cereais.

Ator da série “Prision Break” revela ser gay ao recusar convite de festival da Rússia

Loading
 
O ator Wentworth Miller, famoso por seu papel na série “Prison Break”, resolveu promover sua “saída do armário” em um protesto. Ele foi convidado a participar do Festival Internacional de Cinema em St. Petesburg, na Rússia, mas recusou o convite por meio de uma carta na qual releva ser homossexual.

Um trecho diz: “Como homem gay, eu devo recusar… Eu não posso em sã consciência, participar de um evento organizado por um país onde as pessoas como eu estão sendo sistematicamente negadas aos seus direitos básicos de viver e amar abertamente”.

Os políticos da Rússia criaram um projeto de lei nacional que permite a prisão de atletas, turistas e torcedores homossexuais, ou até mesmo defensores de seus direitos, durante a Olimpíada de Inverno de 2014, que será realizada na cidade de Sochi. De acordo com a lei, gays e lésbicas podem ficar detidos por até 14 dias e também serem expulsos do país.

Abaixo, você pode ler a carta-resposta de Wentworth Miller na íntegra à diretora do Festival:

“Prezada Sra. Averbakh (diretora do festival):

Obrigado por seu gentil convite. Como alguém que gostava de visitar a Rússia no passado e também pode reivindicar um grau de ascendência russa, que me faria feliz em dizer que sim.

No entanto, como um homem gay, eu devo recusar.

Estou profundamente preocupado com a atual atitude e tratamento de homens e mulheres homossexuais por parte do governo russo. A situação não é aceitável, e eu não posso em sã consciência, participar de um evento organizado por um país onde as pessoas como eu estão sendo sistematicamente negadas aos seus direitos básicos de viver e amar abertamente.

Talvez, quando e se as circunstâncias melhorarem, eu estarei livre para fazer uma escolha diferente.”

Hoje acontece segunda edição da festa Funbox

Loading
 
Hoje acontece em BH a segunda edição da festa FUNBOX, a partir das 22h no Revista Viva! A proposta da festa, segundo informações oficiais, é a cada edição, uma temática diferente com uma única proposta: levar ao público uma mistura cheia de surpresas. A festa em que você vai escutar e dançar ao som de algumas de suas canções favoritas e outras que você nunca ouviu.

No line up os DJs Letícia Alves (HollyClapp), Barbara Junqueira (Beat!), Matheus Pacheco, Thales Albuquerque e Jimmy & Jefferson (Suburbia). Haverá ainda presença e pocket show da Dolly Piercing. 

Com Nome na Lista até 01h,  a entrada é R$ VIP. Para isso, envie e-mail para funboxmusic@gmail.com Após, R$ 20,00 de entrada. O Revista Viva BH fica na
rua Congonhas, 553, bairro Santo Antônio.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

11 anos depois, acusados de matarem bailarino gay por homofobia serão julgados em BH

Loading
 
Os dois homens (pai e filho) acusados de assassinarem, há 11 anos, o bailarino homossexual Igor Leonardo Lacerda Xavier, de 29 anos na época, serão julgados na próxima terça-feira, dia 27, no Fórum Lafayette, em Belo Horizonte. O crime aconteceu em Montes Claros (MG) e o julgamento já foi adiado três vezes, sendo transferido da comarca da cidade para a capital mineira.

Em depoimento, o zootecnista Ricardo Athayde Vasconcelos, autor dos disparos, confessou ter matado o bailarino porque tinha horror a homossexuais. Segundo ele, Igor teria assediado seu filho, Diego Rodrigues Athayde, que também é réu no processo. Eles foram indiciados por homicídio qualificado, mas apesar da confissão, pai e filho seguem em liberdade.

O assassinato aconteceu em 2002, quando a vítima se encontrou com o zootecnista em um bar da cidade. Após conversarem, eles deixaram o local e foram para a casa do acusado. Ele disse, em depoimento, que foi ao banheiro e quando retornou encontrou Igor abraçado com seu filho. Em seguida, sacou uma pistola 380 e um revólver calibre 38 e atirou no bailarino.

A mãe da vítima, Marlene Gomes Lacerda Xavier, 66 anos, pede justiça. “Meu filho não vai voltar, mas queremos deixar isso como exemplo. Aconteceu o crime, sendo homofóbico ou não tem que ter punição. A Justiça tem que tirar a venda dos olhos”, disse.

PS: o Muza recebeu o pedido, em nome da mãe da vítima, para "a colaboração de todos e todas que se sensibilizaram com este caso para que compareçam ao Fórum na hora do julgamento. Se quiserem levar faixas ou cartazes, melhor ainda! Não podemos deixar que este assassino escape incólume mais uma vez por conta dos meandros da Justiça. Pode ser que nossa presença não altere a sentença, mas o mais importante é não ficarmos calados".

Veja o novo vídeo-clipe da Cher

Loading




 
Cher está de volta! A muza pop de 67 anos lançou, finalmente, o vídeo-clipe de “Woman´s World”. A música faz parte de seu novo disco “Closer To The Truth”, o primeiro em 13 anos, que será lançado no dia 23 de setembro. O destaque no vídeo são as perucas usadas por Cher. Como podem ver acima, uma delas é feita de recortes de jornal?!

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Jogador do Corinthians dá beijo “selinho” em amigo e gera reações machistas e preconceituosa de torcedores

Loading



O jogador Emerson Sheik resolveu comemorar a vitória do Corinthias por 1 a 0 sobre o Coritiba de uma maneira diferente: postou uma foto, acima, em uma rede social dando um beijo, tipo selinho, em um amigo chamado Isaac.

Diversos torcedores criticaram sua imagem na própria rede social, mas não suficiente, alguns torcedores do Corinthians levaram cartazes para fora do CT em reprovação à atitude do jogador. Os torcedores indignados levaram duas faixas, com os seguintes dizeres: “Vai beijar a PQP, aqui é lugar de homem” e “Viado não”. Entretanto, o jogador foi aplaudido pelo grupo no vestiário, antes do início da atividade.

Um dos torcedores presentes no “protesto” declarou à matéria do Globo Esporte que “Isso não é atitude de um jogador do Corinthians, e o mínimo que queremos é que ele faça um pedido formal de desculpas. Não somos homofóbicos, mas se ele quer fazer essas coisas que vá para outro clube”.

Em entrevista à TV Bandeirantes (veja o vídeo, na íntegra, abaixo), Sheik declarou que o meio do futebol é machista e que tais reações é fruto de um “preconceito babaca”, entretanto fez questão de dizer: “Quero deixar bem claro que se alguém se sentiu desrespeitado, desculpa”. O jogador ainda esclareceu: “ Ele é um queridão, a esposa está grávida de nove meses. E daí a galera levou para o lado errado. É um preconceito babaca. Tenho enorme respeito pelo torcedor do Corinthians. A página que postei tem foto minha dando selinho no meu filho. A Hebe beijava todo mundo. A brincadeira foi exatamente para abordar um assunto polêmico. Esse sou eu fora de campo. Para mim, é algo tão natural que não quero mais falar sobre isso - disse o jogador.















Lady Gaga vira até um cisne no video-clipe da música “Applause”

Loading


Lady Gaga está definitivamente de volta. Hoje, há poucas horas, foi lançado o vídeo-clipe de “Applause”, primeira música de trabalho do aguardado (?) disco “Artpop” que será lançado no dia 11 de novembro.  A direção é de Inez and Vindooh.

O vídeo-clipe que parece uma mistura de desfile de moda e circo dos horrores possui uma bela fotografia e traz a marca de Gaga, que para o bem ou para o mal, é: várias referências e vários visuais, dentre eles até um cisne a cantora vira. No vídeo, também há momentos em que Gaga aparece seminua e com o visual de um pierrot, que é a imagem oficial da capa do single “Applause”.


Pra quê tantas referências? São tantas, que ao final do vídeo não se sabe o que absorver. Apesar de estar cada vez mais constatado que isso é marca da Gaga, parece marcar sim uma confusão para o público e uma perda de oportunidade para a cantora ser mais interessante e menos confusa.



domingo, 18 de agosto de 2013

Artista espanhol fotografa homens vestidos com roupas das namoradas

Loading



O artista espanhol Jon Uriarte criou um ensaio fotográfico um tanto quanto inusitado. Ele fotografou homens vestidos com as roupas de suas namoradas. Intitulada "The Men Under the Influence" (O Homen Sob a Influência), a série tem por objetivo ilustrar a troca de papéis entre os sexos masculino e feminino nas rotinas do mundo contemporâneo.

Segundo Uriarte, ele se baseou na recente alteração de papéis nas relações dos casais heterossexuais e procurou representar a perda de referências por parte do homem, diante do espaço conquistado pelas mulheres nos dias atuais.

O conceito se aproxima muito do discurso dos crossdressers, homens que se vestem como mulher, mas não são necessariamente homossexuais. 






sábado, 17 de agosto de 2013

Jovens que dançaram para Feliciano rebatem acusações e dizem “não é uma briga de minoria”

Loading

Em entrevista ao site Bhaz, os dois passageiros que cantaram e dançaram a música Robocop Gay para o deputado federal Marco Feliciano (PSC) afirmaram que não são gays, como havia “acusado” o político em seu Twitter. Eric Corazza e Conrado Ribeiro, ambos de 26 anos, decidiram protestar dentro do avião após perceberem que outros passageiros também criticavam Feliciano.

A dupla ainda negou que foram intercedidos pela Polícia Federal ao desembarcarem do avião, como declarou o pastor Roberto Marinho, que estava sentado ao lado de Feliciano no voo. Ele também usou o Twitter e afirmou que autoridades haviam sido acionadas após o pouso e que os amigos não foram detidos porque o deputado não quis prestar queixa.

Eric rebateu as acusações ressaltando que não ultrapassaram os limites do respeito durante o protesto. “Ninguém usou palavras de baixo calão ou o xingou em nenhum momento. Não somos gays e essa não é uma briga de minoria. Queríamos demonstrar que o preconceito se encontra na cabeça do Feliciano”, declarou.

Como alguns passageiros gritavam "Fora Feliciano!", os dois tiveram a ideia de cantar o hit dos Mamonas Assassinas. Segundo Conrado, foi uma oportunidade de mostrar ao deputado que muitos não concordam com sua "ideologia fundamentalista" e projeto de "cura gay". "A nossa atitude foi respaldada por muitos recém-amigos gays que estavam no avião, mas, infelizmente, não tiveram a coragem de levantar e se manifestar criativamente. Inclusive, a única violência que ocorreu no ato veio por parte de um defensor do político que tentou me agredir e tomar a minha câmera”, afirmou.

Feliciano ainda não esclareceu porque decidiu não registrar a ocorrência, apesar de se considerar vítima de um ataque. Para Eric, ele está tentando distorcer os fatos ao se posicionar dessa forma. Os amigos garantem que apenas manifestaram o que muitos queriam dizer em resposta às declarações e posicionamento anti-homossexuais do deputado. “Acredito que o mundo está carente de amor e compaixão, devemos esquecer diferenças, pois são com elas que aprendemos e evoluímos”, finalizou Eric.

Comercial de sutiã tailandês vira sucesso na internet por mostrar "surpresa de gênero" no final

Loading



Um comercial da marca tailandesa de lingeries Wacoal tem chamado a atenção de internautas de todo o mundo, desde que foi publicado no Youtube. A repercussão do vídeo, que já acumula mais de 8 milhões de visualizações, se deve à surpresa ao final da propaganda: a mulher que aparece lendo um revista, fazendo poses sensuais e se despindo é, na verdade, um homem.

O conceito do comercial foi mostrar que o sutiã “Mood Boost-Up Bra”  consegue deixar o seios chamativos até nos homens. De acordo com o Huffington Post, a empresa geralmente apresenta mulheres como modelos para os sutiãs. Porém, dessa vez a ideia da nova propaganda foi causar impacto e repercutir nas redes sociais. E pelo visto, conseguiu!


sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Alice Braga diz que Brasil é um país careta por não exibir beijo gay em novelas

Loading

A atriz Alice Braga, a atriz brasileira com mais renome e atuação internacional, é capa da última edição da revista GQ Brasil. Na entrevista, a atriz afirmou que o Brasil é um país careta e questionou o fato da TV nacional ainda não exibir um beijo entre pessoas do mesmo sexo:

"O Brasil é um país careta. A gente se diz o país do Carnaval e da libertação, mas é o oposto. Em novela as pessoas roubam, traem, se agridem, mas beijo gay não pode".


ColunaZs – “Envelhecendo sem pedir desculpas”

Loading

 
Hoje é aniversário da nossa Rainha, Madonna. 55 anos.

Como bem disse Ronald Villardo, ano passado, em seu Blog “(...)Madonna ousou ser o primeiro ícone pop do planeta a envelhecer na frente do seu público. Ela não morreu antes dos 60 anos, como Michael Jackson. Nem decidiu se esconder como David Bowie. Muito menos vive de sucessos do passado, como Cindy Lauper ou Elton John, já que, aparentemente, viver de greatest hits alivia a barra e conquista simpatia do público diante do popstar, digamos... "sênior".”

Exatamente o que Madonna fez. Em uma sociedade obcecada com juventude, onde envelhecer é um problema, a "múmia” ignorou os estigmas da idade e continuou produzindo. Não parou de dançar por ter passado da fase popstar novinha, assumiu o controle de seu corpo, manteve a forma física e continuou a todo vapor. Não venceu o tempo, pois é humanamente impossível. Mas não se rendeu aos preconceitos com sua idade.

Sua última turnê, realizada durante seus 53 e 54 anos foi de tirar o folêgo. O que chamaríamos de senhora estava lá no palco esbanjando uma energia que poucas pessoas conseguem em seus 20 anos de idade. E convenhamos, 50 anos nos padrões de hoje não é velhice. A expectativa de vida só cresce, mas parece que nossos conceitos de idade permanecem estáticos. 50 anos, hoje, representam apenas a fase adulta, não é velhice, hora de parar, hora de diminuir o ritmo. É hora de apenas ter consciência de que o tempo passa, mas que “envelhecer”, da forma pejorativa, é coisa para aqueles que se permitem.

Madonna faz hoje 55 anos. Sem medo do número que parece gigante para aqueles que ainda tem seus 20, 30 anos. Um número que assusta, como se a ‘vida’ de verdade tivesse chegado ao fim. Uma idade que deve assustar mais quem ainda não chegou lá, do que quem já tem ou passou dela. As pessoas que criticam a cinquentona são as mesmas que se acham velhas antes dos 30, como se vivessem no começo do século passado. A vida estagna quando a deixamos estagnar, paramos de produzir quando ficamos parados. Não importa a idade.

Manter a carreira, a vida, como Madonna faz não é negar a idade, é abraçá-la da forma mais positiva possível. É juntar toda sua bagagem, experiência e usá-las a seu favor.

Espero eu chegar aos meus 55 tão bem, ou melhor, que a Rainha. Não vou parar, não serei senhor! Com 55 ainda estarei jovem.

A vida é curta demais para me permitir parar por um número.

Parabéns Madonna, pelos seus poucos 55 anos de vida. Quem venham mais 55...

p.s.: Fica aí uma música super adequada. Envelhecer... It’s human nature!


*Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The bitch says: follow my ass!
 







quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Lady Gaga aparece com drag queens do RuPaul´s Drag Race, em vídeo de divulgação de “Applause”

Loading


Lady  Gaga divulgou o liyric video de sua nova música “Applause”. O destaque são as presenças de drag queens que participaram do programa RuPaul´s Drag Race: Detox, Raven, Shannel e Morgan McMichaels.

Abaixo, você pode ver o lyric vídeo e na sequencia, uma gravação feita da filmagem que estava sendo feita pela própria Lady Gaga, esta semana, na boate Mickys, em Hollywood.

Mas o interesse de Gaga com o programa RuPaul´s Drag Race não acabou aí. Ela pediu, pelo twiter ao próprio RuPaul para participar do programa. RuPaul, obviamente, disse sim para a Mother Monster. Aguardemos!

 

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A cantora Ellen Oléria se casa com a namorada em Brasília

Loading

A cantora Ellen Oléria, que foi a grande vencedora da primeira edição do The Voice Brasil, se casou com a assessora Poliana Martins, em uma cerimônia realizada nesta segunda-feira (12), em um cartório de Brasília. Elas chegaram ao local em uma Limounsine branca e assinaram o documento de união estável vestidas de branco, segurando buquês de gérberas coloridas e girassóis.

Elas já estão juntas há um ano meio, e, em entrevista ao iG, Ellen afirmou: “Faltava, para a gente, dizer sim. Mas agora não falta mais nada”. A cantora destacou ainda a importância da legalização do casamento de casais do mesmo sexo.

Poliana também defendeu o direito da união para os homossexuais, criticando igrejas que são contra. Para ela, o casamento é uma livre concessão de direitos que vai além do sacramento religioso. "Enquanto considerarmos esse fundamentalismo religioso não vamos conseguir, de fato, manifestar o direito de ir e vir e de amar quem a gente quiser”, disse. 

Em sua página no Facebook, Ellen publicou duas fotos da cerimônia e escreveu "coração cheio de alegria e a maior felicidade em compartilhar com vocês esse momento lindo. obrigada, fãs maravilhosos. amo!!!".

O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ), que não pôde comparecer por compromissos agendados, ligou ao final da cerimônia e parabenizou o casal. 



Organização da Parada Gay de BH divulga textos sobre estado laico e direitos LGBT

Loading

Com o tema "Estado Laico: sua religião não é nossa lei", a Parada do Orgulho LGBT 2013 de Belo Horizonte, será realizada no dia 29 de setembro e pretende por em discussão as tentativas da bancada religiosa no Congresso Nacional de criarem projetos de lei que ameaçam a separação entre estado e religião.

Tendo em vista que a comunidade LGBT é um dos principais alvos dos fundamentalistas evangélicos e católicos, o Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual (Cellos-MG) criou um espaço para discussão do tema: a cada semana, sempre às segundas-feiras, eles publicam um texto em seu blog, com o objetivo suscitar o debate sobre o Estado laico e explicitar sua importância para a sociedade, com foco na comunidade LGBT.

O primeiro texto, publicado no dia 04 de agosto, foi de autoria da doutora em Psicologia Social pela UFMG, Andrea Moreira Lima, e teve como tema "Estado laico e suas implicações nos Direitos Humanos e Cidadania". O desta semana, escrito pela doutoranda em Direito na UFMG, Cynthia Semíramis, pôs em debate "Estado laico, legislação e direitos LGBT".

Nas próximas semanas serão discutidos ainda temas como Fundamentalismo, Opressão e Liberdades; Educação e Cultura; Ciência e Saúde; Sexualidade; e Representações de Família.

Além dessa iniciativa, o Cellos organiza também a IX Semana BH Sem Homofobia, que acontece entre os dias 21 a 28 de setembro. O evento tem o apoio de órgãos do poder público local, sindicatos, Conselho Regional de Psicologia, Conselho Regional de Serviço Social, universidades e entidades que atuam na defesa dos Diretos Humanos e LGBT.