sábado, 29 de junho de 2013

Parada LGBT de BH 2013 é adiada, mas ainda não há nova data

Loading

O Muza traz com excluZividade o comunicado oficial do Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (CELLOS-MG) sobre o adiamento da Parada do Orgulho LGBT de BH 2013. Estava previsto a realização no dia 14 de julho, mas, até o momento, não há uma nova data definida:

NOTA DE ESCLARECIMENTO: ADIAMENTO DA XVI PARADA DO ORGULHO LGBT DE BH

A Parada do Orgulho LGBT de BH é, sem dúvida, a maior manifestação de cunho popular e político da cidade de Belo Horizonte e do estado de Minas Gerais, ocorrendo anualmente desde 1998 de forma ininterrupta. Historicamente organizado por entidades do movimento social de luta em prol da causa LGBT, o evento sempre possibilitou a expressão dos anseios dos cidadãos marginalizados em razão de sua orientação sexual e/ou identidade de gênero, sendo considerada uma das Paradas mais politizadas do Brasil.

O Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (CELLOS-MG), no papel da entidade que coordena a realização da Parada e, considerando o contexto político atual no qual a população vai às ruas em busca de novos direitos e para expressar sua indignação e repúdio a diversas injustiças sociais e opressões vivenciadas historicamente por todo o povo brasileiro, vem a público comunicar a sua decisão de adiar a XVI Parada do Orgulho LGBT de BH, anteriormente programada para ocorrer no dia 14 de julho deste ano. Será adiada também a IX Semana BH Sem Homofobia.

O adiamento, com prazo ainda indeterminado, se justifica por diversas razões, sendo as principais:

• o aumento da probabilidade de ocorrência de incidentes que podem comprometer a segurança, a pacificidade e a organização durante a realização da Parada e da IX Semana BH Sem Homofobia nas datas previstas, devido à exaltação dos ânimos da população, ações de grupos oportunistas e a forma inadequada como os órgãos de segurança têm lidado com essa situação;

• a situação caótica da região central da cidade de Belo Horizonte com relação aos transtornos causados pela Copa das Confederações e aos preparativos para a Copa do Mundo de 2014;

• a inadequação do formato da Parada do Orgulho LGBT frente às necessidades do presente contexto político, no qual as manifestações nos espaços públicos têm outra tônica política;

• a decisão de priorizar a participação ativa do CELLOS-MG nas manifestações, representando nas ruas as demandas do Movimento LGBT;

• a decisão de priorizar o estímulo à presença nos protestos de cidadãos gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, afins e simpatizantes que, de forma espontânea ou mobilizada por entidades de luta popular como o CELLOS-MG, têm desempenhado um papel fundamental no protagonismo da população brasileira nestes protestos.

O adiamento da XVI Parada do Orgulho LGBT de BH não representa, contudo, a interrupção da luta em favor de um Estado laico de fato, capitaneada pelo movimento LGBT e por outros representantes de minorias cuja cidadania encontra-se ameaçada pelo fundamentalismo religioso presente na atual conjuntura política brasileira. Pelo contrário: essa decisão significa uma alteração na estratégia de um coletivo de ações contínuas na direção da construção de uma sociedade mais justa que tanto queremos para nós e para as futuras gerações. A defesa do Estado laico expressa no tema da XVI Parada será, desta maneira, incorporado aos nossos gritos nas ruas, junto do restante da população brasileira que, bravamente, se manifesta neste momento ímpar da história política do nosso país.


Vamos tod@s ocupar as ruas e nos somar ao coro dos insatisfeitos e excluídos que exigem mudanças que promovam verdadeiramente justiça, igualdade, dignidade e respeito para tod@s, sem distinção.