sexta-feira, 21 de junho de 2013

Capa da revista MAG é uma bela maneira de dizer Fora Feliciano e Fora Cura Gay

Loading


Em uma semana em que o absurdo projeto de "cura gay" foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias do Brasil, presidida pelo deputado pastor Marco Feliciano, a capa da nova edição da revista FFW MAG – grupo responsável pelo SPFW – é um colírio. 

Mas não é só a capa dessa edição que merece destaque, mas também o editorial de Camila Yahn. Abaixo, a reprodução na íntegra, como fez o Mix Brasil:

As recentes notícias sobre a aprovação da Cura Gay pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados mostra que realmente muitos políticos ainda não entenderam o que está acontecendo nas ruas do país. Para quem não sabe do que se trata, é um projeto que defende tratamento psicológico para homossexualidade. Hã? Sim, e aprovado por uma comissão de DIREITOS HUMANOS. Entende como não casa uma coisa com a outra?

Nas faixas de manifestantes durante a votação lia-se “não há cura pra quem não está doente”. Mas quando um deputado tentou adiar a votação, teve seu microfone cortado. O projeto aprovado permite que psicólogos proponham tratamento para a homossexualidade, indo contra às próprias normas do Conselho Federal de Psicologia, que proíbem que a homossexualidade seja vista como doença. O projeto ainda precisa passar por mais duas comissões da Câmara e, se aprovado, segue para votação no plenário.

Gente, independente da sua posição sobre o assunto ou orientação sexual, essa escolha não é da conta de ninguém e me deixa sem palavras o fato de que pessoas com esse pensamento pré-histórico e preconceituoso estão à frente de uma comissão chamada DIREITOS HUMANOS.

O Brasil está passando por uma chance única de desenvolvimento, crescimento e de transformação. Estamos recebendo dois grandes eventos esportivos, tem trabalho rolando, dinheiro circulando e o mundo olhando para cá. As manifestações nas ruas mostram um esgotamento geral do povo contra corrupção, contra a falta de um transporte que dê conta, contra a violência, a repressão, a falta de educação e saúde, e também contra pessoas que usam sua cadeira no poder para criar leis que não cabem na sociedade hoje (na minha cabeça nunca coube). Como um país que, ao mesmo tempo que aprova a união civil de casais gays, pode aprovar esse projeto?

Quando vi essa capa da Mag, fotografada por Gustavo Zylbersztajn, nos perfis do Facebook do Paulo Martinez e do Paulo Borges, fiquei muito tocada. Porque ela simboliza valores muito humanos que, na capa, estão expressados através do amor entre dois homens, mas que são valores que todos nós precisamos – e que o Brasil precisa para enfrentar os desafios que estão se mostrando: respeito, solidariedade, espaço, igualdade, expressão e amor.

Nós, como povo, estamos mostrando que temos força e que podemos causar transformações unidos e pacificamente. Nas ruas e nas redes sociais, entre tantas reclamações que temos, também diga não à Cura Gay. #transformabrasil #nossavidanoteuseiomaisamores