domingo, 31 de março de 2013

Joelma “explica melhor” suas declarações contra os homossexuais. Mas já diz o ditado, quanto mais mexe...

Loading

A cantora do Calypso, Joelma, após ter feito infelizes declarações contra os homossexuais  - nas quais foi possível perceber um mix de religião, alienação e preconceito- foi procurada pelo site Ego para “esclarecer” tais declarações. Mas sabe aquela história de quanto mais mexe... então: foi exatamente isso, infelizmente. Abaixo, as declarações dela ao site: 

"Estou decidida a entrar com um processo contra a revista se não colocarem como eu falei. Falei que sou contra o casamento gay, mas meus melhores amigos são gays. Meu maior confidente é gay".

"O que eu contei é que meus fãs gays dizem para mim que é uma luta diária. Um deles me deu um exemplo dizendo que foi muito difícil, mas que ele conseguiu sair dessa luta, que é como se livrar das drogas. Eu nunca diria que os gays são iguais aos drogados".

"Sou contra porque minha religião não permite. Por isso eu não quero que meu filho seja gay”

"Não posso julgar ou criticar porque a vida é de cada um. Mas sou contra o casamento gay. Seria o mesmo que eu concordasse que meu filho gay se casasse. Uma mãe quando sonha coisas para o filho só sonha coisas boas".

"Quando a gente não pode, Deus pode. Quando a gente não consegue Deus consegue. Fui curada de um câncer na garganta. Depois, ainda tive uma queda que fraturei a coluna e deveria ter ficado na cadeira de rodas, mas uma oração me curou".

"Teve um que contou chorando que a mãe o colocou para fora de casa. Acompanho esse sofrimento. A gente não deve julgar. Não quero ofender ninguém. Mas se acontecesse perto de mim, nunca colocaria para fora de casa ou trataria como se não fosse família. Tem que lutar junto, estender a mão"

"Se eu fosse homofóbica, não teria amizade com gay. O que eles fazem é problema deles, não tenho nada com isso. Não fiz nada para agredi-los e não tenho esse direito" 

"Uma mãe jamais vai aceitar um filho ladrão ou drogado, mas jamais vai deixar de amá-lo por causa disso. Ela vai querer fazer de tudo para que ele dê certo. Se eu vejo que tem saída... Conviver com o erro da pessoa é uma coisa, mas incentivar o erro é errado. Você tem que aceitar, amar, tratar bem, mas não dizer para a pessoa fazer".

Para finalizar, Joelma disse ao site que aprendeu muitas coisas com os homossexuais: como fazer o cabelo e se maquiar. Pelo menos pra isso os pecadores servem né? Af!

Não é demais lembrar que em agosto do ano passado, vazou um vídeo no qual Joelma dizia para um fã gay que ele deveria se converter, virar homem e, com isso, iria agradar e orgulhar seus pais e papai do céu. Clique aqui para rever.

Amanhã, convido vocês a ouvirem o programa do Muza na Rádio UFMG Educativa (104,5 Fm), às 14h30, no qual farei uma crítica reflexiva sobre as declarações de Joelma.  

sábado, 30 de março de 2013

Joelma do Calypso: contra casamento gay, compara gays com drogados e diz que se tivesse filho homossexual buscaria conversão

Loading

Em entrevista ao colunista Bruno Astuto, da Revista Época, a cantora Joelma fez infelizes declarações sobre os homossexuais. A cantora do Calypso converteu-se à religião evangélica há quatro anos.

Ao ser questionada sobre ter vários fãs gays declarou: “Tenho muitos fãs gays, mas a Bíblia diz que o casamento gay não é correto e sou contra”. 

Ao ser perguntada sobre ter um filho gay, foi mais enfática: “lutaria até a morte para fazer sua conversão... Já vi muitos se regenerarem. Conheço muitas mães que sofrem por terem filhos gays. É como um drogado tentando se recuperar”.

Ela afirmou ainda, que as roupas e atitudes sexy não destoam da fé. “Uso aquelas roupas curtas e rebolo, mas, quando falo de Deus, todo mundo entende”.

No mínimo, lamentável. E não confundam liberdade de expressão com preconceito, ok? 

TV Globo tem noite simpatizante? Beijo e casamento lésbico foram ao ar (veja vídeo do beijo)

Loading


Durante a exibição do “Vem Aí”, programa exibido pela TV Globo para lançar sua nova programação na última quinta-feira, as atrizes Andréa Beltrão e Fernanda Torres, as intérpretes de Sueli e Fátima do seriado “Tapas e Beijos”, respectivamente, surpreenderam a todos ao beijarem na boca (veja a cena abaixo). 

A noite simpatizante da emissora carioca não parou por aí. Logo após a exibição do “Vem Aí”, entrou no ar “Pé na Cova” com o episódio do casamento de Odete Roitman (Luma Costa) e Tamanco (Mart'nália). Porém, devido a uma série de imprevistos o casório não ocorreu. Primeiro, Tamanco chegou a manifestar dúvida quanto à ideia de encarar o altar, depois que se decidiu, a juíza sofreu um acidente e não pode comparecer.

Desiludida, Odete desabafou com a mãe Darlene (Marília Pêra). Clique aqui para ver a cena. Vamos esperar pelos próximos capítulos para descobrir se o casamento acontecerá ou não. Aguardemos! 


sexta-feira, 29 de março de 2013

Revista de São Paulo traz “quase um beijo lésbico” na capa

Loading



Apesar do quase beijo, que é bem desanimador – sobretudo fazendo comparação editorial Brasil x editorial Estados Unidos, por outro lado podemos ficar animados com a abordagem do tema na capa da revista Época São Paulo, que saiu hoje nas bancas junto com a Revista Época: o casamento gay

“Como a conquista desse novo direito civil em São Paulo afeta a vida de homens e mulheres homossexuais” essa é a chamada para a matéria que aborda a nova norma que autoriza parceiros homossexuais a se casar em São Paulo sem depender da justiça. Abaixo, você pode ler um trecho da matéria. Clique aqui para ler a matéria completa.

“As leis, normas e decisões da Justiça costumam refletir os valores e o espírito do tempo de uma sociedade. Alguns temas, contudo, permanecem como tabu por gerações, em parte pela carga de preconceito que carregam... A homossexualidade é um deles. Os primeiros registros arqueológicos que retratam comportamentos homoeróticos datam de 12 mil anos a.C. e foram pintados numa caverna na França. No Brasil, os casais gays só conquistaram o direito de existir perante a lei em 2011, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) os tirou de uma espécie de armário jurídico. Com a decisão do STF, passou a valer o direito à união estável e, com ela, a possibilidade de declarar o Imposto de Renda em conjunto, de colocar o dependente no plano de saúde e até de dividir a herança”.

Pesquisa revela que, pelo menos, um terço dos homossexuais e bissexuais do Brasil não revelam sua orientação sexual

Loading


(Via O Tempo On Line) Quase um terço dos homossexuais ou bissexuais brasileiros não assume a sua orientação sexual para a família ou os colegas de trabalho. Perante os amigos, o percentual cai para 12%, revela pesquisa do Ibope Inteligência realizada com 2.363 de internautas em todo o país, entre os últimos dias 11 e 19 de março. 

Muitos são os motivos que levam os gays a não assumir a sua orientação sexual. O maior medo é o da rejeição da família (57%) e dos colegas de trabalho (32%). Ainda no emprego, 24% temem que a opção sexual interfira na carreira.

Para Laure Castelnau, diretora executiva de marketing e desenvolvimento de negócios do Ibope Inteligência, a interpretação detalhada de todos os dados indica para um percentual significativo de pessoas que não se assumiram gays também à própria pesquisa.

"Aconselhamos para que as pessoas se assumam, mas infelizmente tem esse lado do estigma e até da violência. Basta ver inclusive que já fomos chamados de anormais pelo pastor Feliciano e isso atrai o preconceito. Não queremos que as pessoas nos aceitem, para mudar esse comportamento, basta que sejamos respeitados, primeiro temos que ter o reconhecimento da cidadania e dos direitos humanos", afirmou Toni Reis, da  Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).

Na imagem acima/infográfico há mais detalhes. Clique aqui para ler a notícia completa.

quinta-feira, 28 de março de 2013

Revista Time, Obama, Madonna e Beyoncé divulgam apoio ao casamento gay nos Estados Unidos

Loading


Como sabem, nesta semana a Suprema Corte dos Estados Unidos debateu sobre a legalização do casamento gay no país, assim como, a legalidade de direitos nas uniões entre pessoas do mesmo sexo.  

Além da Campanha “igualdade vermelha” da Ong Human Rights Campaign, personalidades públicas se manifestaram a favor do casamento gay nos EUA.  Dentre elas, destaca-se a manifestação do presidente Barack Obama e das muzas pop Madonna e Beyoncé. Além, das capas da tradicional e respeitada revista Time, como podem ver acima. 

Sobre as fotos das capas, a revista Time foto afirmou: “O casamento gay já ganhou. A Suprema Corte ainda não se decidiu, mas a América já”.

Obama divulgou a primeira imagem abaixo em suas redes sociais que diz: "Todo americano – gay, hétero, lésbica, bissexual, trangênero – todo americano merece ser tratado de forma igual pelos olhos da lei e pelos olhos de nossa sociedade."

Madonna divulgou a primeira imagem abaixo também em suas redes sociais e divulgou uma mensagem em seu site oficial: “Não importa quem você é, Dignidade Humana e Respeito a todos! Não importa quem você ama, todos devem ter os mesmos direitos e devem ser tratados da mesma forma! Vamos começar uma revolução! A revolução do AMOR!”.

Assim como a Rainha do Pop, Beyoncé também demonstrou seu apoio nas redes sociais. Também com uma mensagem escrita a mão, Queen B fez refência a música Single Ladies na mensagem: “Se você gosta, você deve ser capaz de colocar um anel no dedo. Nós vamos nos unir pelo casamento igualitário”.




quarta-feira, 27 de março de 2013

Feliciano continua na presidência da Comissão. Fernanda Montenegro beija atriz na boca como protesto.

Loading


A confusão causada pela eleição do deputado Marco Feliciano, para a presidência da Comissão de Direitos Humanos, continua a todo vapor – e manifestações -  na Câmara dos Deputados. Após sofrer pressão do presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves, a cúpula do PSC se rebelou e decidiu nesta terça-feira (26) manter o pastor Marco Feliciano na presidência da CDHM.

Em pronunciamento oficial o vice-presidente do PSC, deputado pastor Everaldo Pereira, disse que "Feliciano já se desculpou por colocações mal feitas. Qualquer um pode deslizar nas palavras, pode errar. Informamos aos senhores e senhoras que o PSC não abre mão da indicação feita pelo partido". 

Oi? Essa é a solução “respeitosa para todos” prometida por Everaldo ao presidente da Câmara, na semana passada ?

Câmara insiste na renuncia

A postura democrática, adotada pela presidência da Câmara, de discutir essa situação insustentável enfrentada pela comissão não tem surtido efeito perante a liderança do PSC que se mantém irredutível. Mesmo assim o presidente da Casa, Henrique Alves, e líderes partidários anunciaram, ontem, que farão uma reunião na próxima semana para tentar convencer  Marco Feliciano a renunciar à presidência da CDHM.

Segundo Alves, os parlamentares mostrarão a Feliciano que, com a presença dele à frente da comissão, os trabalhos do colegiado ficarão prejudicados. “[O argumento será] que a comissão precisa se reunir. Aquele clima de radicalismo não pode continuar. A comissão tem que tomar decisões, ter quórum qualificado, tem que ter a sua pauta, ter votações. E, a cada semana isso não está acontecendo”, disse.

A população brasileira espera, da mesma maneira que a presidência da Câmara e líderes partidários, que Feliciano repense a decisão de continuar à frente do colegiado, prejudicando a atuação de uma comissão responsável pela garantia de direitos e deveres das minorias. Vamos aguardar!

EM TEMPO: a atriz Fernanda Montenegro deu um beijo na boca da atriz Camila Amado como protesto a permanência de Feliciano no cargo. O beijo-protesto aconteceu durante a 7ª edição do Prêmio APTR (Associação dos Produtores de Teatro do Rio), na noite da última segunda-feira. Os atores Tonico Pereira e Ricardo Blat, também se beijaram durante a premiação, também como protesto.


Com informações de G1 e Folha.com 

Campanha “Igualdade vermelha”, pela legalização do casamento gay nos EUA, ganha destaque no Facebook

Loading


Você deve ter visto a imagem acima como foto de perfil de várias pessoas hoje no Facebook, certo? Mas talvez você não saiba o motivo... 

Trata-se de uma iniciativa da Human Rights Campaign  na rede social. A ong voltada aos direitos humanos para lgbt dos Estados Unidos, criou  o símbolo para “vestir-se” de vermelho como forma de apoio ao debate sobre casamento igualitário na Superma Corte dos Estados Unidos. A logo da Human Rights é azul e amarelo. 

Na última quinta-feira, segundo explicações do O Globo, o o governo Obama evocou a cláusula de 'proteção igualitária' para questionar a constitucionalidade da 'Proposição 8' da Califórnia, que proíbe o casamento gay no estado. O casamento homossexual está proibido a nível federal mas foi legalizado em nove estados do país e na capital, Washington DC, criando uma anomalia constitucional.

Hoje, conforme informa o grupo Somos, será debatida a Lei de Defesa do Casamento, uma legislação federal de 1996 que define o casamento como sendo a união de um homem com uma mulher. As decisões sobre os dois casos estão previstas para antes de julho.


Antenada nas redes sociais, a fanpage da Coca-cola também abraçou a campanha: divulgou a imagem abaixo, digamos que uma versão personalizada, com os dizeres “o mundo precisa de mais igualdade”.



França: nova manifestação contra casamento gay e inédita contra Marco Feliciano

Loading


Pelo visto, não é apenas no Brasil que os homossexuais estão vivendo “momentos delicados”... 

Pela segunda vez em 2013, cerca de 300 mil franceses contra o casamento gay organizaram um protesto nas ruas do centro de Paris, no último domingo. Vestidos de rosa, os manifestantes confrontaram as forças de segurança, que disparavam gás lacrimogêneo, e gritaram slogans contra François Hollande, presidente do país.

Com sua maioria parlamentar socialista, Hollande prometeu até junho legalizar a união civil entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por homossexuais. A questão volta a ser discutida no Senado em abril.

Entre os cidadãos contra o casamento gay, estão, em sua maioria, os líderes religiosos da França, que alegam a adoção por homossexuais provocaria problemas psicossociais para as crianças.

Em janeiro, como o Muza havia relatado, uma multidão de franceses também foram para as ruas se manifestar contrariamente à lei.

EM TEMPO:  brasileiros residentes nas cidades de Berlim e Paris se reuniram, no último sábado, para pedir a saída do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) do cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos. Sob frio intenso, em Berlim, cerca de 80 pessoas de diferentes nacionalidades participaram do protesto, que aconteceu em frente ao Portão de Brandemburgo. A manifestação foi organizada por brasileiros através do Facebook

Com informações de Estadão 

terça-feira, 26 de março de 2013

Mais artistas protestam contra Marco Feliciano: Caetano Veloso, Wagner Moura, Preta Gil, Dira Paes, Leandra Leal e Elza Soares (veja vídeo)

Loading


Depois de Gaby Amarantos e Valesca Popozuda, ontem foi a vez de outras artistas protestarem contra a presidência do deputado pastor Marco Feliciano (PSC) na Comissão de Direitos Humanos e Minorias. 

Caetano Veloso, Wagner Moura, Preta Gil, Leandra Lel e Dira Paes estiveram ontem no auditório da Associação Brasileira de Imprensa, no Rio de Janeiro, durante manifestação, organizada pelo deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) e pelo deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ). Cerca de 600 pessoas, entre representantes de movimentos sociais e religiosos, estiveram presentes e aumentaram a pressão pela saída de Feliciano do cargo.

Jean Wyllys afirmou que é hora de Dilma Rousseff se manifestar. Abaixo, falas de Caetano Veloso e Wagner Moura:

"Vários fatos levam o povo brasileiro a desprezar o Poder Legislativo. Estamos aqui reunidos para dizer que não concordamos com essa decisão absurda, mas isso significa dizer também que nós não queremos viver sem o Congresso"-  Caetano Veloso.

"Acho muito desonesto os parlamentares do PSC dizerem que a oposição ao nome de Feliciano é uma intolerância contra a figura dele. É, portanto, muito significativa a presença de vários líderes religiosos aqui, inclusive de um pastor presbiteriano" -  Wagner Moura.

EM TEMPO: No dia 20 de março, a cantora Elza Soares também protestou em seu show contra a eleição de Marco Feliciano. No vídeo, que você pode ver abaixo, ela questiona: “Cadê meus direitos humanos?”. Ahazô!


Com informações de Folha.com

ColunaZs - "Ponto.B – Tô virando água!"

Loading


SeXXXta passada (22/3) eu comemorei meu aniversário de 2 anos aqui no Muza. Também foi dia da água. Decidi que o texto dessa semana seria para celebrar as coisas boas da vida e esquecer dos problemas.

SeXXXta, dia da água, meu aniversário... Nada mais inspirado que um Ponto.B! Ano passado eu dei algumas dicas básicas. Esse ano vamos voltar em um outro Ponto.B, o sobre sexo oral.

No ponto.b sobre sexo oral eu também dei dicas mais básicas, dessa vez falaremos de algo mais específico. Se ainda não sacou a parte Sheila Mello, água corredeira abaixo, a Tia explica: SEXO ORAL PRECISA DE UMIDADE.

Super simples. Você já sabe que dente não pode, tem que ter uma certa pressão com a mão, movimentação, usar a linguinha, da bala halls... Enfim. Mas lembra da umidade?

Primeiro gata, sua boca deveria salivar só de pensar no instrumento do bophe. Mas se não for o caso, vale de tudo. E sempre tem uns truques para melhorar a coisa.

Da mesma forma que precisamos de lubrificante pra dar aquela “escorregada”, a umidade ajuda na hora do oral e o torna mais prazeroso. Dá pra usar a halls preta, que já é um truque dos bons por outros motivos também. Colocar gelo na boca antes, dá aquela geladinha e ainda umidifica. Pensar em limão... O que te deixar com a boca cheia d’agua. Só não vale babar no bophe todo, a não ser que ele goste. Né. Vai que.

A dica nesse aniversário é bem básica, mas útil.

Para encerrar, queria agradecer ao Valmique. Esse lindo que 2 anos atrás me convidou para escrever no Muza. Ter os dois na minha vida é algo indispensável para mim. Muito obrigado e parabéns para nós!

 *Becha Má é twittera toda trabalhada no veneno purpurinado. The bitch says: follow my ass! 

segunda-feira, 25 de março de 2013

Hoje é dia de programa do Muza na rádio UFMG Educativa

Loading


People! Como sabem, o Muza está com um programa semanal na Rádio UFMG educativa: Momento Muza! Isso mesmo! A locução é do jornalista responsável pelo Muza, o Valmique. 

Logo mais, às 14h30, sintonize na frequência 104,5 FM ou acesse o site da rádio e como cantaria Madonna... Turn Up The Radio! ;)

Comentários, críticas e sugestões são super bem-vindos! Quer enviar sugestão de assunto ou música? Envie e-mail para contato@muza.com.br e coloque no assunto "rádio'. Ou simplesmente, deixe seu comentário abaixo!

Na imagem acima, uma ideia do que você vai ouvir na edição de hoje! ;)

domingo, 24 de março de 2013

Rucapitulando: Aquele do “que cheiro é esse?” (oitavo episódio do RuPauls Drag Race)

Loading


“is some tranny chasers up in here?”

Atenção: Este texto contém spoilers do oitavo episódio de RuPaul’s Drag Race, quinta temporada. A série é exibida no Brasil por alguns canais de TV a cabo, mas é possível encontrar links para ver por streaming internet afora. Há ótimas fan-pages no Facebook sobre o programa com dicas ótimas de onde ver! 

Anteriormente, em RuPaul’s Drag Race: as drags criaram um show de gongação para falar mal da RuPaul e dos coleguinhas de júri. Claro que todas foram venenosas porque era isso que queriam desde sempre. No final, ninguém foi mandada para casa porque Roxxxy e Alyssa botaram fogo no palco, e Roxxxy ainda derramou rios de lágrimas ao relembrar o passado.

Uma coisa que tem me irritado muito nessa temporada de RuPaul’s Drag Race é a falta de consistência das drags. Em um episódio uma delas se destaca e fica em primeiro, para, no episódio seguinte, ir para as piores da semana. Ou vice-versa. Isso aconteceu com Ivy, Coco, Detox e por aí vai. Se em outras temporadas tivemos Nina Flowers e Tyra Sanchez, que nunca foram as piores da semana e tiveram que dublar (Tyra, inclusive, foi a campeã da segunda temporada), ou mesmo Raja e Manila que foram incríveis mesmo com um ou outro deslize, o que vemos nessa temporada é um sobe e desce terrível. De todo o grupo, a mais constante é sem dúvida Alaska, apesar dela nunca ter ganhado um desafio. Entretanto, para o programa, esses altos e baixos são ótimos, pois não deixa nenhuma delas como favorita. Acho que só saberemos mesmo quem vai ganhar essa temporada quando chegar no top 3, isso se ainda soubermos. As três finalistas da quarta temporada tinham chances reais de ganhar e só quando a coroa parou na cabeça da Sharon Needles é que vimos a real campeã. 

O capítulo começou com as drags de volta ao ateliê, falando sobre a não-eliminação da semana anterior. As duas que foram as piores estavam super felizes, mas as outras nem tanto. Afinal, em um reality show desse tipo, menos (concorrentes) é mais (chances de ganhar). E deixar de eliminar alguém só contribui para aumentar a temporada, que já está arrastadíssima. Tudo bem que, episódios atrás, RuPaul mandou duas embora, mas ele sempre vem com um twist de trazer uma eliminada de volta, o que gera mais um programa. Só espero que ele não faça isso dessa vez. 

Para o mini-desafio da semana, as drags tinham que jogar uma espécie de jogo da memória, só que no lugar de cartas com animais desenhados, elas tinham que combinar as cuecas de 22 assistentes de palco. Ou seja, cueca boxer azul de um com cueca boxer azul de outro, e por aí vai. Claro que esse foi um desafio que só serviu para a RuPaul ganhar uma grana com a propaganda da marca de cuecas em questão, mas pelo menos foi divertido ver as bonitas passadas quando os assistentes abaixavam a bermuda e todo o pacote era revelado. 

Olha esse volume!

Para o desafio principal, as drags tinham que criar sua própria fragrância, já que, como disse RuPaul, uma pessoa não é famosa se não tiver seu próprio perfume. Para isso, elas tinham que bolar o cheiro, o frasco e toda a campanha de lançamento. Ou seja, uma prova para botar as bonitas para ter ideias em várias áreas, quase um pequenas empresas, grandes negócios do mundo drag. 

Como não podia deixar de ser, cada frasco, cada campanha e cada look era mais surreal que o outro. O que falar, por exemplo, de Coco Mantrese e seu Ruanimale, todo trabalhado nas peles de leopardo? Ou Detox lançando Heroine? Esse desafio me lembrou um outro da quarta temporada, onde as drags tinham que criar uma capa de revista, cada uma com um tema diferente. Se juntássemos todas em uma só nem assim saía alguma coisa interessante. As drags, geralmente, tem um gosto incrível para maquiagem, para criar o que vestem, mas quando tem que combinar muitas coisas em um produto elas geralmente pesam a mão. 

De todos os comerciais, os mais interessantes foram mesmo os da Alaska, Detox e Jinkx. Eles tinham uma história, tinham um conteúdo e dava para ver que elas pensaram no que estavam fazendo. Não é a toa que foram as três melhores da noite, com Alaska saindo, finalmente, vitoriosa. 

Mas o que mais me chamou atenção no episódio foi a revelação feita pela Jinkx. Por ter ganhado o mini-desafio, Ivy Winters recebeu o direito de ligar para casa e, enquanto a bonita conversava com a mãe, Jinkx contou para Alaska que tinha uma queda por Ivy. O que ficou meio óbvio durante o programa, numa cena em que as duas conversavam sobre o desafio e, em off, Jinkx falava que desenvolveu uma forte conexão com a outra drag. 

Kiki Detected!

Nunca houve um caso de duas drags que tivessem alguma coisa, ou, se teve, nunca foi explorado pela produção do programa. Na gíria drag, quando duas bonitas estão se relacionando, fala-se que elas estão “ki ki” (lê-se cai cai) uma com a outra. Todo mundo pensava que isso poderia rolar essa temporada com Roxxxy e Detox, pela proximidade das duas. Não se sabe se relacionamentos são permitidos, mas partindo de RuPaul e da vontade de sempre ter alguma coisa que seja choque de valor, esse deve ser o desejo secreto dele. 

No desfile principal, as drags tinham que vir com um look que tivesse relação com o perfume que elas estavam vendendo. Alaska, veio toda de executiva meio rocker, com uma pegada meio louca. Jinkx e Detox, as outras bem colocadas, estavam ok. A primeira veio com uma roupa meio anos 1920, com uma estola no pescoço, fazendo a teatral, enquanto a segunda apostou nas transparências. 

Alaska no modelito "sexcretária"

As duas piores foram Ivy e Alyssa. Eu achei que Coco pudesse estar também, mas parece que RuPaul quer mantê-la um pouco mais na disputa. Alyssa continuou no jogo e Ivy foi mandada embora, acabando com a possibilidade de vermos o primeiro casal formado em RuPaul’s Drag Race. 

Com essa história das drags não se sustentarem, como eu disse no começo do texto, fica dificílimo apontar quem vai ganhar essa disputa. Se eu tivesse que colocar o meu dinheiro em alguém, nessa altura do jogo, apostaria na Alaska, por ser a única mais estável. E ainda acho que ela tem muita coisa escondida para mostrar. Só não o fez ainda porque está, talvez, fazendo como diz a música da Vanessa Williams: salvando o melhor para o final!

Texto de Flavimar Dïniz. Ele está na internet desde 1999, quando sofria com conexões discadas e downloads a 3.4 kbps. Começou no mundo dos blogs em 2002 e não entende como não ficou rico com internet igual a tantos outros de sua geração. Adora música, cinema, literatura e jornalismo, sua formação profissional. Escreve sobre o ele achar que dê um texto de mais de 140 caracteres. 

sábado, 23 de março de 2013

Ian McKellen vai protagonizar seriado sobre gays na terceira idade

Loading


O ator Derek Jacobi
A TV britânica está produzindo uma série que vai mostrar o cotidiano de um casal gay da terceira idade, que vive junto há 48 anos. Protagonizado pelo ator declaradamente gay Ian Mckellen e Derek Jacobi, o seriado vai se chamar “Vicious”, mas ainda não tem previsão de estreia.

Ao falar sobre a produção, Mckellen lembrou que “se você fosse gay na década de 1950, você não se atrevia a contar para ninguém isso, pois você poderia ser denunciado à polícia e ser preso. Era ilegal fazer amor”.

Aos 76 anos, o ator inglês já interpretou vários papeis no cinema, mas é conhecido, principalmente, como o Magneto de “X-Men” e Gandalf de “O Senhor dos Aneis”.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Hillary Clinton declara apoio ao casamento gay (veja o vídeo)

Loading


Nesta semana, a luta pelo casamento gay ganhou mais uma forte aliada, a democrata e ex-secretária de Estado Hillary Clinton. “Eles são cidadãos plenos e iguais e merecem os direitos de cidadania. Isso inclui o casamento”, afirmou Hillary em vídeo, que você pode ver abaixo na íntegra. Esta foi a primeira vez que ela falou sobre o tema após deixar o governo Obama.

Ela ainda explicou que o fato de se relacionar com homossexuais a fez mudar de opinião. “Como muitos outros, meus pontos de vista têm sido modificados através dos tempos por pessoas que conheci e amei, por minha experiência representando o país no cenário mundial, minha devoção à lei e aos direitos humanos e os princípios que guiam a minha fé”, declarou. Quando foi primeira-dama, ao lado de Bill Clinton, nos anos 1990, a democrata não apoiava o casamento gay. Em 2008, ao se candidatar à presidência dos Estados Unidos, Hillary era a favor da união civil entre pessoas do mesmo sexo, mas contra ao casamento.

Vale lembrar que, recentemente, o senador Rob Portman, de Ohio, se tornou o único republicano com uma cadeira no Senado a se declarar a favor do casamento gay. A posição do republicano mudou após descobrir, há dois anos, que o filho Will era gay. Desde então, Portman tem conversado com várias pessoas, com seu pastor e com o ex-vice-presidente Dick Cheney, cuja filha é lésbica, mas só agora decidiu declarar sua nova posição.

Segundo uma pesquisa feita pela TV ABC e pelo jornal Washington Post, 58% dos americanos dizem apoiar a união civil. Em 2004, esse percentual era de 32%. Para os pesquisadores, o casamento gay tem conquistado mais apoiadores devido ao endosso de artistas e políticos, como Obama, Madonna e Hillary Clinton.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Muza marca presença na Manifestação contra Marco Feliciano em BH

Loading


Como sabem, aconteceu hoje, 16 de março, em BH uma segunda manifestação pública contra a eleição do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), visto como racista e homofóbico, ao cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

O Muza não só apoiou a realização do evento organizado pelo CELLOS-MG (Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais), como esteve presente. Com cartazes e presença do jornalista responsável, Valmique, que também discursou no momento.

Clique aqui para ver mais fotos na página do Muza no Facebook



Estreia hoje em BH espetáculo "Para Ousar". O Muza sorteia pares de corteZias!

Loading


Estreia hoje em BH e fica em cartaz até o próximo domingo, 24 de março, o espetáculo teatral e musical “Para Ousar”. O título faz referência à frase “O amor que não ousa dizer seu nome”, geralmente utilizada para designar o amor entre pessoas do mesmo sexo. Construído sobre o tema do homoerotismo, o espetáculo aborda o pensamento brasileiro sobre o tema através de letras de músicas da MPB.

Sinopse: em uma festa de confraternização do trabalho, o funcionário que apresenta o show, exagera na bebida e passa a apresentar um repertório completamente diferente do que era esperado. Entre uma dose e outra de uísque e entre uma e outra referência musical, o personagem conta histórias de sua própria e vida e de suas experiências amorosas.

O texto foi escrito por Marco Aurélio Bari e Telma Fernandes a partir de uma pesquisa realizada durante o ano de 2012 no Centro Cultural da UFMG, dentro do Projeto Cena Aberta. A direção é de Telma Fernandes e a presença no palco é de Marco Aurélio Bari.

Serviço - Espetáculo “Para Ousar”
Dias: 21 a 24 de março 2012  
Horários: quinta a sábado 21h, 
Domingo às 19h
Local: Teatro SESI Holcim (rua Padre Marinho, 60 - Santa Efigênia  Belo Horizonte – MG)
Valor: R$ 20 (inteira)
Mais informações: (31) 3241-7181 

Quer ganhar 1 par de corteZias para ver o espetáculo “Para Ousar” no próximo domingo? 

O Muza sorteia dois pares de corteZias para ver o espetáculo “Para Ousar” no próximo domingo. Isso mesmo! Um será sorteado pelo Twitter e o outro pelo Facebook. Como você pode garantir o seu? Simples! Mas você precisa seguir os passos abaixo:

1 - Siga o Twitter do Muza (@muzasite) e retwitte a mensagem: "Eu quero 1 par de corteZias do espetáculo “Para Ousar” p/ próximo domingo. http://kingo.to/1gg3 Siga @Muzasite,dê RT nesta msg e participe"

2 – Curta a página do Muza no Facebook, entre na aba “promoções”, participe, e COMPARTILHE PUBLICAMENTE a imagem da festa que está lá.

O resultado será divulgado no sábado, 23 de março! Quem ganhar tem que enviar o nome completo + número identidade até às 19h do mesmo sábado para o e-mail contato@muza.com.br! Logo... fiquem ligados no horário para garantir sua corteZia! 


Ganhadores promoção "Para Ousar": Michel Milian (Facebook) e @hiltonjunior Nome completo + número identidade até 19h de hoje, sábado, 23 de março, para contato@muza.com.br Parabéns! :)

People! Gostaria de esclarecer que a ferramenta “Sortei Me”- utilizada pelo Muza em suas promoções - está, constantemente, dando problemas no momento de gerar o resultado. Tanto no Facebook quanto no twitter. Desta forma, caso haja algum problema na hora de gerar o resultado dessa promoção, serão tomadas as seguintes medidas: 1 – caso dê algum problema no facebook (onde, geralmente, há mais problemas), sortearemos as duas cortesias para os participantes do twitter. Ou o contrário, as duas pelo Facebook. Assim, a dica é participar tanto no facebook quanto no twitter. 2 – Caso também dê problema no twitter ou Facebook, será utlizado o “random” para gerar um sorteio. Neste caso, será colocado os nomes dos par-ticipantes de acordo com a ordem de sua adesão à promoção. Entretanto, obviamente, o participante tem que curtir e/ou seguir o Muza nas redes sociais específicas e seguir todos os passos necessários. Ressaltamos ainda, que o Muza irá buscar uma nova ferramenta para fazer com que as promoções sejam mais efetivas. Contamos com a compreensão de todos. Boa sorte a todos!

quarta-feira, 20 de março de 2013

Russo é gay? Garotos de programa? “Salve Jorge” deverá ter novidades

Loading


Ao contrário das últimas novelas das oito, Salve Jorge não possui personagens gays. Certo? Errado. Nos próximos capítulos, Russo(Adriano Garib), um dos capangas de Lívia (Cláudia Raia) que comanda o tráfico de mulheres na Turquia, deverá sair do armário.

De acordo com a revista “Super Novelas”, Russo vai revelar à Irina (Vera Fischer) que é homossexual, mas se mantém no armário porque sua família não concorda, então se finge de hétero e machão.

E a paixão por seu gato Yuri também tem explicação: Russo só consegue relaxar quando está com seu bichano.

Coincidência ou não, Garib revelou, em recente entrevista ao “O Globo”, que gostaria de interpretar um homossexual na TV. “Isso eu adoraria. E ainda faria um gay com virilidade. Virilidade não é só macheza. É raça, é presença”, confessou.


A Rosângela (Paloma Bernardi) também vai começar a aliciar homens gays para serem traficados. De acordo com o jornal “Extra”, nos próximos capítulos, a vilã vai abordar um jovem afeminado (Marcos Baô), que faz uma apresentação na praia, lhe oferecendo uma proposta de emprego na Itália.

No capítulo seguinte, a pilantra aparece no “puteiro” com outro rapaz gay, interpretado por Rafael Veles. O jovem se assusta com o local e diz: “Aqui? Que lugar é esse? Não, você falou que eu ia ficar num apart... Tanto aqui quanto na Itália. Isso aqui não é um apartamento. Tá aqui no contrato que você fez comigo!”. Friamente, ela sai com os seguranças e tranca a porta. Waleska (Laryssa Dias) pergunta ao garoto: “Caiu na cilada, cara! Te prometeram o que? Desesperado, ele responde: “Assinei um contrato pra fazer show!”. Só então que Waleska avisa que “não tem contrato nenhum não! Isso é tráfico! Todo mundo aqui caiu no mesmo conto!”. 

Rihanna no Mineirão?

Loading


Se até então a expectativa era para um show da Beyoncé no Mineirão, já que uma produtora local afirmou estar em negociação e o Muza criou a campanha #BeyoncéNoMineirão, parece que mais do que expectativa, teremos, até então, Rihanna no Mineirão. Isso mesmo! 

Segundo coluna do Felipe Patury no site da Revista Época a cantora de Barbados ser apresentará no estádio de BH no dia 16 de novembro. O show, será a atual turnê “Diamond World Tour”, que começou nesse mês de março nos Estados Unidos. 

Segundo a informação do colunistas, que “publica notícias inéditas e relevantes de política, economia, negócios e entretenimento”,  o acordo já teria sido fechado com a Minas Arena, administradora do Mineirão. O Muza entrou em contato com a Minas Arena e até o momento não recebeu retorno (atualização abaixo). 

Vale lembar, que se realmente acontecer, essa será a segunda passagem da cantora por BH. Na primeira, em 2011, ela não trouxe a turnê completa por Brasil e o show, em BH, foi feito no Mineirinho, que não teve sua lotação esgotada. Entretanto, os ingressos estavam com valores consideravelmente altos.

Até o momento, tudo indica que está certo shows em São Paulo e Rio, também para novembro. Brasília também pode entrar no roteiro. Tudo indica que em breve teremos o anúncio oficial. Aguardemos!

ATUALIZAÇÃO - O Muza recebeu retorno do Minas Arena que esclarece: "Agradecemos o seu contato e informamos que a Minas Arena não foi procurada pelos produtores do show da Rihanna. Portanto, esta informação não procede. Havendo novidades, as informações serão divulgadas posteriormente."

Veja cartazes da Manifestação contra Marco Feliciano em BH

Loading


Como sabem, aconteceu no último sábado, em BH, mais uma manifestação pública contra a eleição do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP), visto como racista e homofóbico, ao cargo de presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

O Muza esteve presente e traz para vocês fotos dos cartazes feitos pelo público presente. Alguns mais sérios, outros bem humorados, mas o que importa é que todos tinham um objetivo: protestar e expressar a insatisfação com a situação.  

As fotos são do CELLOS-MG (Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais), que também organizou o evento. 

Clique aqui para ver as fotos com todos os cartazes na página do Muza no Facebook.



terça-feira, 19 de março de 2013

Ovos de Páscoa para “meninos” e “meninas” causam polêmica nas redes sociais

Loading


“Kinder Ovo, além de caro, é sexista”, dizia um post da página “Moça, você é machista?” no Facebook. A mensagem se refere ao ovo de Páscoa Kinder Ovo, que lançou um produto específico para meninos e outros para meninas. Compartilhado por mais de 600 pessoas e com aproximadamente 1300 comentários, o post acusava a marca de segregação. Consumidores e feministas também protestaram na fanpage da marca.

De acordo com o G1, a Ferrero, responsável por fabricar o Kinder Ovo, disse que versões do produto já foram lançadas em outros países, porém, não informou se nesses locais, as embalagens estampavam os dizeres “meninos” e “meninas”, como aqui no Brasil.

O site Avaaz.org criou uma campanha de “repúdio à ação sexista de Páscoa”. Até o fechamento desta matéria, já havia o apoio de 667 internautas. Na lista dos assuntos mais comentados do Twitter, o Trend Topics Brasil, o termo “Kinder Ovo” chegou a ficar entre os 10 assuntos mais comentados, nessa segunda-feira. As mensagens de crítica à marca eram a maioria.

E você, o que acha: exagero ou sexismo?  


Parabéns e obrigado: @BechaMa faz dois anos como colunista do Muza

Loading


O tempo passa rápido... mas há 2 anos o Muza ficou mais informativo e inspirador com o novo colunista e, desde então, sempre presente: @BechaMa

Com seu veneno purpurinado @BechaMa não só informou e inspirou, mas ahazô com seu senso crítico aguçado e opiniões consistentes sobre diversos assuntos que fizeram parte da vida de qualquer LGBT nos últimos dois anos! 

Como dizem... que venha mais 2 anos, mais 2 anos, e mais 2 anos... ;)

@BechaMa: você é, sem dúvida, uma de nossas muZas!

OBRIGADO!

Vamos aproveitar e recordar. Afinal, recordar é viver:

Clique aqui para ler a coluna mais recente

Clique aqui para ler a primeira coluna

Abaixo, vamos recordar o questionário respondido por @BechaMa em março de 2011.... ;)

Nome: Becha Má
Signo: Libra
Profissão: Twitteira, cafetina, crítica e sexóloga.
Uma música: Erotica da Madonna. Eu tenho uma relação muito especial com o álbum inteiro.
Um livro: The Devil Wears Prada
Um link: http://twitter.com/BechaMa
Algo /alguém bem gay: EU! Não dá pra ficar mais gay que isso.
Twitter, Orkut ou Facebook?  Twitter.
Madonna, Britney Spears ou Lady Gaga? Sou Britfan de carteirinha, mas digo “VIDA LONGA À RAINHA”. Sem minha querida Madge as outras não existiriam.
Se defina em 141 caracteres: Um alter ego tresloucado. Diva e com conteúdo. Pronta para te chocar, mas sem esquecer o bom humor. Me resumo em uma palavra: Coragem.
O que inspira você: Pessoas com três pernas, música, moda e mulheres poderosas.
Por que disse “sim” para o Muza: Para trazer o veneno, simples.
Um “aviso” para seus futuros leitores no Muza: Não me basta ser rosa, tenho que ser choque! Kisses From The Bitch!
Becha Má é uma twitteira toda trabalhada no veneno purpurinado!

Gaby Amarantos e Valesca Popozuda protestaram contra eleição do deputado pastor Marco Feliciano

Loading


Engasgadas com a posse do deputado Marco Feliciano na CDH, milhares de pessoas, mais uma vez, saíram às ruas em diversas cidades do país, inclusive Belo Horizonte

Na capital paulista, a multidão de manifestantes teve o apoio de alguns famosos, entre eles, a cantora Gaby Amarantos. Empunhando a bandeira do Brasil, a rainha do tecnobrega desfilou pela Paulista em coro com os outros ativistas.
Em seu twitter, Gaby chegou a pronunciar sobre a presença de Feliciano na Comissão: “Andei lendo algumas declarações do Pr Feliciano e custo acreditar que existem pessoas que pensem assim, ele diz q ser negro é azar, só um ex. Desculpa amores mas estou tão revoltada com essa situação de termos esse pastor homofóbico e racista presidindo a CDH q nem dei amor vcs… A questão vai além da religião, se trata do revermos muita coisa nesse país #ForaFeliciano ‘Amai-vos uns aos outros’ simples assim!”.

Os atores Natália Rodrigues, Gero Camilo, Rodrigo Lopez e Otávio Martins também participaram do protesto.



Quem também não deixou de demonstrar sua indignação ao Feliciano, foi a funkeira Valesca Popozuda. Em visita a Brasília, Valesca foi conhecer o Congresso Nacional e desabafou em sua página no Facebook:

Ao fazer o passeio, bateu aquela tristeza, bateu a tristeza de uma Brasileira que sempre quer o melhor para o seu país. Estamos envolvidos em muitas polêmicas, mas uma em especial me chamou a atenção, que é o caso do Deputado Federal Marcos Feliciano, atual presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Nada contra a pessoa dele como Pastor, até porque não venho aqui comentar ou falar sobre os vídeos que eu vi na internet dele pedindo até senha de cartão de débito e pegando dinheiro dos fieis, isso é um problema entre a religião dele e seus seguidores, afinal de contas no fim da vida ele vai ter que prestar contas com Deus e isso tudo, podem ter certeza que será posto na balança, e sim venho dizer e reclamar como cidadã a forma em que ele trata os Negros e os Gays. Como uma pessoa que usa as palavras que ele usa, que tem os pensamentos que ele tem, pode se tornar presidente de uma comissão para tratar dos direitos humanos?