sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Filme com Glória Pires interpretando lésbica estreia amanhã em Festival

Loading



...começou ontem o Festival de Berlim que irá exibir amanhã o filme brasileiro “Flores raras”, que conta a história de amor, porém trágica, da arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares (Glória Pires) e da poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (Miranda Otto). Segundo o diretor, Bruno Barreto, é “um filme para o mundo”, que se encaixava no perfil cosmopolita de Berlim.

Inspirado no livro “Flores raras e banalíssimas”, de Carmem Oliveira, e roteiro de Carolina Kotscho, o longa é ambientado no Rio de Janeiro dos anos 1950. Bishop e Lota se conheceram quando a poeta fazia uma viagem à América do Sul e acabaram vivendo juntas entre 1952 e 1965. O relacionamento terminou de forma trágica, com o suicídio da arquiteta, que criou o Parque do Flamengo. “Flores raras” terá cenas de beijo e sexo entre as protagonistas, mas de forma bem discreta.

Barreto conta que o filme já é um dos favoritos a vencedor do Prêmio Teddy, o prêmio gay mais famoso do circuito de festivais. “Já recebi vários e-mails da organização Queer Power de Berlim para participar de encontros por lá”, disse ao jornal “O Globo”.

“Flores raras” terá sua primeira sessão no próximo sábado. Barreto explica que o filme tentaria vaga na competição pelo Urso de Ouro, mas, diante da hipótese de ser escalado para a segunda metade do festival, preferiram exibi-lo na primeira semana da maratona, mesmo que sem competir.

Ainda não há um trailer do filme, mas já foi liberada uma cena bem simpatia, lésbica e amorosa do casal principal. Com direito a beijo! Só apertar o play abaixo.