quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Primeiro casal gay a adotar uma criança no Brasil realiza nova adoção

Loading


No último domingo, ainda 2012, o programa Fantástico, exibiu uma matéria com o primeiro casal de homens a adotar, oficialmente, uma criança no Brasil. A matéria revelou uma curiosidade sobre a nova adoção feita pelo casal, além de ter exibido e, ajudado a desmistificar, a criação de crianças por casais homossexuais. Uma bela maneira para inspirar 2013 no combate ao preconceito.

A matéria mostrou uma nova adoção feita pelo casal gay. Em 2008, Vasco e Júnior assumiram a guarda de Teodora. No final de 2012, eles resolveram adotar mais uma menina, Helena, e acabaram descobrindo uma ligação inesperada entre as duas crianças: as duas são irmãs de verdade. Eles voltaram ao abrigo que adoratam Teodora para adotar uma nova criança e Helena foi a escolhida. “Não é coincidência. Isso é coisa divina mesmo”, comenta um dos pais na matéria.

Eles explicaram que começaram a desconfiar que as duas poderiam ser irmãs, devido a semelhanças físicas comentadas por outras pessoas. Mas a confirmação só veio quando o casal pegou a guarda provisória de Helena.“Quando você pega a documentação. Fui ver, era a mesma biológica. Aí tivemos certeza”, lembra Junior.

A matéria explicou que o processo de adoção de Helena foi mais fácil que o de Teodora. No caso de Teodora, sete anos atrás, a adoção foi primeiro em nome de Vasco. Só depois de outro processo, o nome de Junior também apareceu na certidão. Já Helena, foi adotada diretamente pelos dois.

A matéria ainda mostra que as duas crianças não sofrem preconceito por terem dois pais na escola. Geovana Ferrise, coordenadora pedagógica da escola, diz que nunca houve situação de conflito ou adaptação. “Não teve. Lógico, surgia dúvidas: ‘nossa, tia, ela tem dois pais. Mas como assim?’ Olha, gente, é uma família diferente. Hoje em dia tem tanta gente que tem o papai e a mamãe, tem o padrasto, tem o tio que cuida, a madrinha, e a Teodora tem dois pais. Eles absorveram de uma forma natural e tranquila”, conta. 

Os dois são cabeleireiros na cidade de Catanduva , interior de São Paulo. A certidão de nascimento das meninas não tem o nome da mãe. Mas em compensação tem dois pais. “Teodora Rafaela Carvalho da Gama. Carvalho do Junior e da Gama, meu”, contou um dos pais.

Clique aqui para ver a matéria completa.