sábado, 12 de janeiro de 2013

Humorista do CQC, Oscar Filho, diz que já foi assediado por homens e mulheres

Loading


O Humorista do CQC, Oscar Filho – que substituiu Rafinha Bastos na bancada do programa -, em recente entrevista ao site Ego ao ser questionado se era assediado por conta do programa revelou que tanto homens quanto mulheres já deram em cima dele:

“O terno é nosso uniforme, e por causa dele levo cantada de homens e mulheres. Falam que gostariam de ter um cara assim na cama. Acho engraçado, mas não dou continuidade. Estou namorando há 7 meses e minha namorada não tem ciúme, sabe que é tudo brincadeira”.

Ou seja, seria o fetiche do terno e gravata? Enfim!  Ele ainda comentou sobre o intitulado “politicamente correto no humor”: “É um saco, isso dá uma emburrecida nas pessoas, não as deixa pensar. Já fizeram comentários nas redes sociais de piadas que fiz e não caíram bem, mas isso sempre vai acontecer. Se a minha piada for sobre religião, alguns vão se sentir magoados, mas vão rir se eu falar de outros nichos, como de emo, e vice-versa”.

Por falar no “humor politicamente correto”, fica a dica para verem o documentário “O Riso dos Outros”, de 2012, que ganhou destaque no início deste ano por causa da polêmica entre Danilo Gentili e Jean Wyllys, após Danilo fazer uma piada com os índices de morte de LGBTs noBrasil.