quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Capa de revista: Junior inova e beijo gay ainda é polêmica

Loading




Inovação. Esta tem sido a palavra de ordem na Revista JUNIOR. Em suas duas últimas edições, de novembro e dezembro, a JUNIOR tem se empenhado em trazer capas extremamente interessantes e engajadas.

A partir da edição #45, a revista passou a optar pelo lançamento de duas opções de capa. Em uma delas trazia os modelos Diego Possadas e Omoal Felipe se beijando. “Nós podemos beijar; nós devemos beijar; nós queremos beijar; nós vamos beijar”. Com esse título, a edição #45 trouxe à tona o desejo de grande parte dos homossexuais em se beijarem livremente. O diretor da revista, Marcelo Cia, disse, recentemente, que a edição representa um marco na linha editorial da Junior. “Depois de cinco anos, nós decidimos que a revista deve ser mais atuante nas causas que interessam o nosso público. Agora vamos tratar de temas que estão ‘entalados’ na nossa garganta, mas mantendo a linha que seguimos até agora e que é o grande sucesso da revista.”

O furor foi tamanho que em algumas bancas a revista teve sua capa virada (isso mesmo, colocada de trás pra frente) ou escondida aos olhos do leitor. Assim, surgiu no facebook da publicação a “Campanha desvire a JUNIOR”, que pedia às pessoas que se virem a revista exposta pela contracapa nas bancas, que a desvire. Já na segunda capa, quem dava as caras era o modelo e lutador Vinícius Puntel.

Em mais uma empreitada contra o senso comum, a edição #46 traz uma ilustração/autorretrato do cartunista Laerte. Com o título “Quem tem medo de travesti?”, a JUNIOR deste mês possui como destaque a entrevista com Laerte, uma matéria especial sobre o preconceito que as travestis e transexuais sofrem dentro do próprio meio gay. Entre as revelações, o cartunista diz que pretende colocar seios no ano que vem. Quem estampa a outra capa é o modelo Bruno Fernandes, que fez um ensaio sensual para compor o recheio da revista.

Em TEMPO: A última vez que se tem notícia de uma capa de revista voltada ao público gay trazendo um beijo de dois homens foi em 1999. À época, a Sui Generis foi retirada das bancas após um dia do lançamento. Voltou uma semana depois às bancas, porém com uma tarja preta tapando o beijo dos namorados André Barros e Fábio Salles. Em 2011, ao falar sobre diversidade sexual, a Trip também trouxe na capa dois homens se beijando.